Traços do destino

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O que achas da fic?

78% 78% 
[ 7 ]
22% 22% 
[ 2 ]
0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
0% 0% 
[ 0 ]
 
Total dos votos : 9

Re: Traços do destino

Mensagem por Princess Nigths em Seg 28 Dez 2009, 17:50

Se tas assim para saber se é menina ou menino, nem quero imaginar quando estiver para nascer!!!

ja tou a imaginar a Serena kandu tiver kom os 9 meses de gravidex o Darrien vai andar: ainda falta mt pa nascer?? kandu e k ele/ela nasce??
e a Serena depois responde
Ups desculpa eskeçi-me de dar ao bébe um telemovel para ele/ela me mandar um sms para mim a avisar kandu e k ia nascer asimm com uns dias de antecedencia Matreiro

mim



Ker



Mais



posta depressa

Esperancoso

Princess Nigths
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!

Feminino
Mensagens : 121
Idade : 22
Localização : Ilha Terceira/Milénio Prateado

http://kittycat1317.hi5.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Monica em Qui 31 Dez 2009, 16:40

[Haruka Tenou"]sem dar por nada sinto um vulto a abraçar-me por de trás, e olho para a cama vazia onde Darien estava.

– O que estas aqui a fazer minha princesinha? – Sussurrou-me ao ouvido o Darien, deixando-me muito aflita[/quote]
*Ena! Temos aqui um super homem! ele como tem tantos super poderes, tornou-se invisivel e apareceu por detras dela!
Lol! coitada... tava distraida... depois de tud o q acontceu...
(mais a pensar na sua triste "vivência anterior mente vivida" lol)

Já com uma barriguinha de 5 meses! E o darien actuando como um autentico pai babado!
Mas q xato, sempre a perguntar a q horas é q era a consulta! Coitadeco, é normal né? ta ansioso e tudo e eu tbm estaria Matreiro! Ele é tao atencioso e fofico q... arghh q linduh!
(Poix mas a Serena tem de ter muita paxiencia com ele, e se foxe comigo nao o aturava logo com a pouca paxiencia que tenho nao seria nada faxil)

Se tas assim para saber se é menina ou menino, nem quero imaginar quando estiver para nascer!!!
*Olha uma coisa bem dita e acertada! Ela tem toda a razão! só falta ele desmaiar durante o parto! ehehehhe
(seria lindo de xe ver. Mas logo xeve "suspançe
")

Escusado dizer q a discussao entre H&S no hospital sobre o facto dela voltar para casa teve a sua piada!
(eles ate sao um "casal" porreiro so que tem a sua panca. loli )
Argg... derreto-me toda >.< he's so cute!!!!!!! (eyes shine )


So uma questão? a Bunny foi para casa deles???
(foi "povrezita ")
isso escapou-me completamente...

whatever

Ainda bem q postast!
eu iria mandart uma mprivada, no mais tardar quarta, para saber qnd postavas! ja tava cm saudades de ler um cap teu!
foi uma optima prenda de ano novo adiantada!
Quand postas mais?
tenho andado com uma pregisa estrema de pegar na finc ainda, mas tambem nao tive muito tempo para o fazer, tenho andado super ocupada, isto foi o causador de demorar a postar, agora o proximo capitulo esta a ser feito e ja vou a meio dele, so falta acavalo. agora nao sei quando o postarei, pois para a semana começao as aulas.

Bjinhos e feliz ano novo*[/quote]
[quote="[b]Princess Nigths[/b]"][quote]

Citação:
Se tas assim para saber se é menina ou menino, nem quero imaginar quando estiver para nascer!!!

ja
tou a imaginar a Serena kandu tiver kom os 9 meses de gravidex o
Darrien vai andar: ainda falta mt pa nascer?? kandu e k ele/ela nasce??
e a Serena depois responde
Ups
desculpa eskeçi-me de dar ao bébe um telemovel para ele/ela me mandar
um sms para mim a avisar kandu e k ia nascer asimm com uns dias de
antecedencia Matreiro
o que me fartei de rir com esta axo que foi muito bem dito. loli

mim



Ker



Mais



posta depressa

Esperancoso
obrigada as duas por continuarem a ler a minha finc. um bom ano novo (2010)

Monica
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 587
Idade : 25
Localização : Chaves/ ou /mais propriamente com a cabeça no mundo da lua

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Monica em Seg 04 Jan 2010, 15:13

♀ Capitulo 12 “ele ou ela? os dois não!!!!” ♂




Finalmente tinha passado a meia hora, de espera, até que ouço chamar pelo meu nome, o Darien ao mesmo tempo que também ouve salta da cadeira em que se tinha assentado a uns minutos atrás e empurrava-me cuidadosamente para um denso corredor cheio de portas, ate batermos numa porta que de um consultório, que dizia Doutor Yaten Kou.

– Entrem. – Disse uma voz masculina de dentro do consultório. – Estava a vossa espera. Sentem-se.

Assim o fizemos. Eu estava um pouco envergonhada e nervosa, mas o Darien conseguia estar pior do que eu.

– Eu sei, que a menina Serena, teve uns pequenos “problemas”, e sabe que os bebes sentem como esta a sua mãe. Tente não se enervar, e por os problemas de lado. E ainda sei que já deu entrada aqui no hospital duas vezes por se ter enervado de mais. – Disse o médico

– Eu prometo que vou tentar não me enervar. “Mas como um pai babado que lhe arranjei vai ser muito difícil” – Disse eu. Mas a última frase foi quase num murmúrio, mas o médico ouviu.

– Se for preciso receitamos-lhe, uns calmantes. – Disse o médico

– Acha doutor que eu preciso de calmantes? – Perguntou o Darien, não gostando da conversa.

– Claro que não. Mas tem de controlar a sua ansiedade. – Disse o médico.

– E quando é que vamos saber se é menina ou menino? – Pergunta o Darien impaciente

– É para já! – Disse o médico acompanhando-me para uma marquesa e fazendo-me deitar nela com cuidado e desapertando o botam das minhas calças e afastando as camisolas para cima para poder deitar um liquido expeço e gelado, ao mesmo tempo que ligava as maquinas logo de seguida e colocava um aparelho em cima da minha barriga e começaram a aparecer umas imagens num ecrã pequenino a preto e branco.

– Já se consegue ver alguma coisa, doutor? – Perguntou o Darien em deslocar os olhos do pequeno ecrã e sem entender nada do que via.

– Espere um bocadinho, ainda não da para ver muito bem. Bem há aqui uma coisa estranha por de trás do bebe, vamos esperar mais um bocadinho para saber o que é. – Disse o doutor mexendo na sonda dum lado para o outro e sem tirar os olhos do pequeno ecrã.

– É alguma coisa de grave? &shy;-Perguntei eu aflita.

– Não é nada de grave. – Disse o médico

– Tem mesmo a certeza, então do que se trata? – Pergunta o Darien

– É que vejo umas perninhas a mais e estava a espera que o bebe se move-se um pouquinho, para poder ver melhor. – Disse o médico

– Têm pernas a mais? Como pode ser. – Questiona o Darien

– Não esta a querer dizer que vou ter dois bebes, pois não? – Disse eu receosa.

– Sim, mas queria confirmar. – Disse o doutro com paciência.

– Dois bebes. – Disse o Darien com olhos a brilhar. São essas coisas minúsculas?

– Já se mexeram. – Disse o médico

Eu quando vi os meus pequeninos algo mexeu dentro de mim, não estava a espera de ter gémeos, o Darien esta super babado e feliz para o meu desespero, se um bebe da trabalho dois dão o dobro, nem quero imaginar.

– Vão ter um casalinho, parabéns. – Disse o médico, de repente alguém entra no consultório.

– Novidades? – Pergunta o Taiki que tinha entrado no consultório

– Sim, um menino e uma menina. – Responde Yaten

– Logo dois, não estava a espera. – Disse o Taiki

– Nem nos. – Disse eu e o Darien ao mesmo tempo.

– Sois irmãos? É porque sois muito parecidos. – Questiona Darien intrigado

– Somos, ele é o do meio. – Disse o Taiki – Mas temos de ir comemorar.

– Não é preciso. – Disse eu timidamente, mas em vão, depois de terminar a consulta o médico disse que dentro de uma semana iríamos receber um Dvd com as imagens da ecografia. E horas mais tarde fomo-nos reunir no Crown para comemorar as “primeira ecografia”, ao qual se juntaram as meninas, o Andrew, o Seiya, a Haruka, o Taiki e o Yaten.

– Como é estar grávida de gémeos? – Pergunta a Mina

– É estranho. – Disse eu timidamente. – Mas nada do outro mundo.

– Bem eu quero ser uma das madrinhas. – Disse a Lita

– Nos também queremos. – Disseram a Rey, a Mina e também a Ami.

– Isso na altura logo se vera. – Disse o Darien tentando acalmar os ânimos ao mesmo tempo que me acariciava a barriga.

– Darien, não sei não. Tas um autentico pai babado. – Disse o Andrew, na brincadeira

– Achas mesmo? – Perguntou o Darien

– O Andrew tem razão. – Disse o Seiya.

– E como isso aconteceu? &shy; – Pergunta a Mina desta vez sem resposta. A conversa estava a ser muito animada, só não gostava muito das indirectas dadas pela Mina, estava a ser intrometida demais, a Rey olhava-me de uma maneira esquisita, não sei porque parecia preocupada com alguma coisa. A Ami de vez enquanto olhava para o Taiki, sem dar muito nas vistas, mas eu topei-lhe, seria tão giro eles os dois juntos, já toou eu armada em casamenteira. Os temas que estavam a ser debatidos eram tão desconfortáveis para mim, eu não falava quase nada era o Darien que falava, para minha sorte se não na maior parte das vezes não saberia o que dizer e meteria os pés pelas mãos.

Monica
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 587
Idade : 25
Localização : Chaves/ ou /mais propriamente com a cabeça no mundo da lua

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Haruka Tenou em Seg 04 Jan 2010, 15:43


ok....


Parti me a rir cm a cena das perninhas a mais! Matreiro
ah!e do yaten ter passado a ser obstreta!
isto é q é! os 3 irmaos medicos!
uau!

o darien nao desmaiou! ave maria graças a deus!
bravo! palmas!

(aplausos)

E agora, quse de certeza q o casamento ta ai ah porta e todas vao qerer ser madrinhas de casamento, ou damas de honor ja q até madrinhas dos bebes qrm ser !

ai aqla amy! cuidado!ela é perigosa!

Epa, tou tao traumatizada q vejo sempre o morto ah minha frente! tenh sempre receio q ele volte!
serio!
mas depois penso!
"mas ele nao passa de isso mesmo! um morto! Opa, procura um psicologo mas é!"

so q algu me diz q aqela pinderica da meia-irma vai arranjar das dela... e algo me diz q o darien vai ser o alvo... a serena q tenha cuidado
n sei, tive este pressentimento de repente!

"Ok, leva um tiro na cabeça! mata-te, é o mlhr q tens a fazer!"

ai monica-chan as tuas fics tao de+++++

continua pleaseeeee

Bjinhosssss

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Monica em Sab 16 Jan 2010, 12:17

♀ Capitulo 13 “meses depois” ♂




Os meses foram passando, a minha barriga crescia de dia para dia, e o ponteiro da balança estava sempre a aumentar de dia para dia. Agora estava grávida de uns sete meses. O Darien continuava o mesmo de sempre, “Pai babado”. Ele tinha deixado de trabalhar no Crown, para gerir a minha empresa. Sem a ajuda dele não ia saber como o fazer. Agora a minha meia irmã, está-me a fazer a vida num inferno, quer a todo o custo ficar com que me pertence, não aceita a realidade, pois aquele senhor não tinha nada, a se não ser a roupa do corpo. Por vias dela o Darien proibiu-me de ir a empresa enquanto que os bebes não nascessem. Pois agora o meu sistema nervoso anda bastante alterado, enervo-me facilmente. Infelizmente a minha mãe ainda esta em coma, tenho ido lá todos os dias vê-la e volto sem qualquer novidade. Neste momento encontro-me, em casa da minha mãe, a revirar os tachos para fazer o jantar. Eu e o Darien mudamo-nos para cá já algumas semanas, porque o apartamento dele era muito pequeno para, mais dois membros da família, que estão para vir. Assim, já a mais espaço pois a casa é maior. Esta casa ainda me trás muitas lembranças do meu passado, essas lembranças tornaram-se insignificantes, pois agora estou muito feliz, tenho a pessoa, que mais amo ao meu lado e mais duas que estão para vir. Esta felicidade só ficara completa quando a minha mãe regressar a casa de novo. As meninas vem cá a casa muitas vezes e quando vem enchem-me a sala de catálogos, cheios de brinquedos e de roupas para eu escolher, para além de me limparem a casa. Já lhes disse que não era preciso limparem-me a casa, mas elas são tão teimosas que não me ligam nenhuma. Há umas semanas para cá, a Ami anda muito contente, pelo que me contaram ela e o Taiki, começaram a namorar as escondidas. A Mina anda a trás do Yaten, sem sorte nenhuma, enquanto que ele não lhe liga nenhuma, e anda a trás da Rey.

– «Ding-Dong»«Ding-Dong» Tocava a campainha da porta, constante mente ate que fui ver quem era. Quando abri a porta, vi o Seiya e a Haruka cheios de sacos nas mãos.

– Podemos entrar? – Perguntou o Seiya de sorriso de orelha a orelha, enquanto que a Haruka estava com cara de poucos amigos.

– Claro que sim, estava agora, acabar de preparar o jantar. – Disse eu, amostrando-lhes o caminho para uma das divisões da casa. – o que se passa contigo? – Perguntei eu a Haruka

– É que, este Seiya é cá um nabo. A conta dele, corremos o bairro inteiro a procura da casa. E ao final de contas a casa era logo a primeira. E eu tinha razão. – Disse a Haruka fora de si.

– Olha! Para aproxima, trazes tu o carro e eu fico calado que nem um rato. – Disse o Seiya de nariz empinado.

– Tens a certeza que é isso que queres? – Perguntou a Haruka sarcasticamente. Eu acho que não, depois não te queixes!!! – Disse a Haruka fazendo com que o Seiya engolisse em seco.

– Boa noite, temos visitas e sempre a discutir. – Disse o Darien que tinha chegado do trabalho e dando-me um delicado beijo.

– Olha o jantar esta coasse pronto, podes por a mesa enquanto que eu vou a casa de banho. – Disse eu já na outra ponta da sala.

– Claro que sim. E vocês crerdes jantar cá? – Perguntou o Darien ao Seiya e a Haruka.

– Claro, porque não. – Disseram os dois em uníssono.

Eu já estava farta de ir a casa de banho, pois nunca tinha lá ido tantas vezes antes. Mas agora era normal, mas torna-se incómodo e cansativo.

– Trouxemos, umas prendinhas para os bebes. – Disse o Seiya apontando para dois embrulhos grandes enquanto que o Darien punha a mesa com a ajuda da Haruka.

– Não era preciso. – Disse eu

– Claro que é preciso, e o que trouxemos vai servir de muita ajuda para vocês. – Disse a Haruka, desembrulhando os embrulhos e amostrou-nos o que era. Um tinha dois pares de sapatinhos, muito pequeninos, outro tinha dois Kits de Biberões, outro, duas chupetas, brinquedos, roupinha muito pequenina em tons de cor de rosa e azul.

– Asseriu, não era preciso. – Disse o Darien pegando num par de sapatinhos. – São tão fofinhos. – Disse ele babado.

Passado uns minutos fomos jantar, o qual estava a decorrer normalmente, quando sinto uns pequenitos, pontapés na minha barriga, pareciam ser tão cálidos, pois o meu coração enchia-se de uma enorme felicidade. Já passava das onze da noite quando o Seiya e a Haruka se foram embora. E eu e o Darien fomo-nos deitar, pois estava já com um pouco de sono. Ele acariciava-me a barriga com muita delicadeza, só este gesto deixava-me tranquila. Ele hoje esta mais tenso que o habitual, não sei ao certo o que se passou.

– Perdoa-me Serena. – Disse ele supurando-me ao ouvido.

– Perdoar-te, porque? – Perguntei eu preocupada.

– Hoje, passei-me de vez, com a tua irmã. – Disse ele enervado

– O que ela te fez? – Perguntei eu aflita

– O mesmo de sempre mas ela hoje foi longe de mais e acabei por lhe dar um estalo. – Disse Darien furioso. – E teve a lata de dizer que nos ia por em tribunal.

– Tas me há pedir desculpa, a mim, só por lhe teres dado um estalo, não precisas, fizeste tu muito bem. – Disse eu ao mesmo tempo que o abraçava. – O que ela vai ganhar, ao nos meter em tribunal?

– Nada, mas ela é capas de tudo, e muito mais. – Disse o Darien ao mesmo tempo que me beijava. – Ela não presta. – Sussurrou ele

– Eu acho que não vou adormecer tão sedo. – Disse eu respirando fundo

– Então porque? – Perguntou o Darien preocupado– Estes traquinas, resolverão começar a jogar futebol. – Disse eu um pouco aborrecida. – E não vão parar tão sedo.

Monica
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 587
Idade : 25
Localização : Chaves/ ou /mais propriamente com a cabeça no mundo da lua

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Haruka Tenou em Sab 16 Jan 2010, 15:57

Matreiro

Ena... q reviravolta!
ela já está de 7 meses? uau
a amy e o taiki começaram a namorar? ás escondidas?
o yaten anda atras da Rey e nao da Minako?

Msm! parti.me a rir!!!!

olha olha! tal como eu pensava, aqla pindérica tinha de vir fazer das dela!!!
bem merecido o estaladão! devia era ter-lh dado um tiro na cabeça e acabava-se tudo!
bem pois acabava... a vida da Serena e do Darien... ele ia dentro...xS

Seguindo em frente...

aqla ameaça da loira... pqê q o Seiya engoliu em seco? ela conduz mto rapido ,e ele enjoa, é isso?
deve ser Matreiro

Bem, agora é q aqles pais vao ser mesmo UNS PAIS BABADOS!
É prendas de todos pos bebés e agora, os tao (in)desejados chutos!
É engraçado, claro, mas no q toca á noite... (gotas)

**EU**

Amei Esperancoso
amei Esperancoso
amei Esperancoso

posta mais por favor!
BjinhoooSss

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por BTsukyno em Ter 02 Fev 2010, 11:46

esta maravvilhosa...quando comecei a ler a ler4 a 1ª linha pensei "que violento" mas agora tou viciadona

a haruka de enfermeira?! aposto que se chateiam tantu só pa depois fazerem as pazes a brincarem aos medicos...

estou a amar

bjinhu


"sayonara sweet days

BTsukyno
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!

Feminino
Mensagens : 134
Idade : 25
Localização : viana do castelo

http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=1253350119

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Monica em Ter 30 Mar 2010, 10:13

♀ Capitulo 14 “primeiros sinais” ♂



Os dias continuaram a correr, e a minha barriga estava enorme, parecia que ia explodir a qualquer altura. O Darien, não parava de comprar coisas, para os bebes e de me mimar, mas as vezes tornava-se maçador e muito protector. Fomos visitar, vários lugares maravilhosos, que não tenho palavras para os descrever.

– Serena, onde te meteste? – Pergunta o Darien ao chegar a casa do trabalho.

– Estou na cozinha. – Disse eu um pouco atrapalhada pois estava a tentar, tirar uns copos do armário, pois com esta barriga não da lá muito jeito.

– Eu, tiro os copos. – Disse o Darien, ao mesmo tempo, que me fazia sentar num banco de madeira.

– Posso estar grávida, mas não estou inválida. – Reclamei eu, muito injustiçada.

– Sim, minha princesa. – Disse o Darien com os copos nas mãos. – Só não quero que te canses muito.

– Queres que eu descanse mais, do que aquilo que descanso. As meninas estiveram cá a limpar a casa, enquanto a Lita preparava o jantar. E não me deixam fazer nada. – Disse eu muito chateada.

– Sabes a nova? – Perguntou o Darien num tom de voz muito incrédulo.

– Não, mas diz. – Disse eu super curiosa.

– A tua irmã teve ou traves lá na empresa.

– Com as ideias absurdas dela. Não?

– Nada disso, desta vez foi lá pedir desculpas e dizer que não ia, querer ficar com nada que era do teu pai.

– Tas a brincar, não tas. – Disse eu surpreendida

– Antes fosse. Mas parecia que estava a ser honesta.

– Aquela honesta, não tem nada. – Disse eu desconfiada.

A minha querida irmã, deve estar a passar por uma fase ma para, estar com descargas de consciência, o será apenas um truque para poder dar o golpe final. Se ela nunca se demonstrou compreensível, não ia agora virar uma santinha. O resto do comer foi terminado em silêncio. Na manha seguinte, como de costume fui visitar a minha mãe, fiquei super animada, quando o medico disse que ela estava, numa fase boa sem qualquer preocupação. Estava a melhorar de dia para dia. Aquele trágico dia ainda esta fresco na minha mente, mesmo que me tenta-se esquecer vinham-me sempre a mente, o Darien disse-me sempre que é normal sentir-me muito ressentida, mas tenho de ser forte e ultrapassar isto tudo.

– Tão sedo por aqui? Perguntou-me o Taiki.

– Sim, o Darien antes de ir para o trabalho deixou-me aqui. – Disse eu ao mesmo tempo que aconchegava a roupa da cama a minha mãe.

– Sentes muito a sua falta, não sentes. – Disse o Taiki tocando-me no ombro esquerdo.

– Muito. É uma pessoa maravilhosa e encantadora. – Disse eu ao mesmo tempo que me lembrava nos momentos mais felizes da minha infância.

– Já te disseram que a tua mãe esta a demonstrar melhoras? – Pergunta o Taiki ao mesmo tempo que dava uma vista de olhos um relatório que se encontrava numa mesa pequena ao pé da senhora Tsukino.

– Sim. Quando me disseram fiquei muito contente. – Disse eu super animada.

– Como tão esses reguilas? – Pergunta o Taiki de maroto, ao mesmo tempo que me acariciava a barriga.

– Estão bem. Já falta pouco para estarem cá fora. Tenho á certeza que vão ser uns óptimos jogadores de bola. – Disse eu um pouco emocionada.

– Falta um mês, não é?

– Sim. Está previsto para o dia de natal. Mas podem nascer antes ou depois. Depende da pereça deles. – Brinco um pouco com a situação, pois sei, muito bem que ao estarem, cá fora é que vão dar dores de cabeça.

– Pois. Mas não queres ir tomar alguma coisa ao bar. Eu pago. – Oferece o Taiki.

– Esta bem. Também já estava com apetite de petiscar alguma coisa. – Disse eu um pouco envergonhada. Ao chegarmos ao bar eu pedi, duas tostas mistas, dois bolos cheios de creme, um sumo natural e uns chocolatitos que estavam a dizer “come-me, come-me… lol ” enquanto eu fazia o pedido o Taijki estava a falar com uma rapariga de cabelos encaracolados com um tom esverdeado. Parecia que estavam a ter uma conversa muito animada e muito próximos.

– Serena, esta é a Mariana Kaioh, a namorada do meu irmão Yaten e irmã da Haruka. – Disse o Taiki e procedemos as apresentações.

– Prazer em conhecer-te. – Dissemos as duas em uníssono. Tivemos uma longa conversa, onde falamos de vários assuntos, em particular, na minha gravidez. Ela contou-me que também estava grávida de uns dois meses e que só descobriu, porque a Haruka insistiu em fazer um teste de gravidez, pois andava muito enjoada. Eu fiquei, muito feliz de partilhar a história da minha gravidez, com alguém que ainda estava no inicio. Mais tarde o Darien, passou no hospital para me apanhar e irmos para casa, quando comecei a sentir umas pequenas contracções. Fiquei cheia de medo, pois receei pelos meus bebes, o que valeu é que ainda me encontrava dentro do hospital. Levaram-me de imediato para uma sala onde fiquei a aguardar uns instantes que me chamassem. O Darien ainda estava pior do que eu, até parecia que era ele que estava na minha situação. Mas mandaram-me entrar para o consultório do D. Yaten, pois era o médico que estava de serviço e o que estava a acompanhar a minha gravidez. Este ficou tão surpreendido quanto eu, pois a gravidez estava a correr muito bem e nada previa estas contracções. Mas pelo sim e pelo não disse me que era melhor ficar internada pois os bebés poderiam nascer a qualquer altura. Eu estava super ansiosa e nervosa quando o D. Yaten me disse que geralmente as gravidezes de gémeos quase nunca chegam a completar os nove meses de gestação.





Esta finc esta a chegar ao fim so falta mais um capitulo por pena minha, podia a continuar mais ia perder a sua graça por isso optei por terminala no proximo capitulo. espero que tenhao gostado.

Monica
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 587
Idade : 25
Localização : Chaves/ ou /mais propriamente com a cabeça no mundo da lua

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Haruka Tenou em Ter 30 Mar 2010, 11:58

Esperancoso
Esperancoso

A Mariana ta gravida do Yaten??
Epa eu n consigo deixar de ficar espantada! N consigo imagina-la daquele modo LOL

Esta previsto o nascimento para o dia de natal. Q coisa tao qida!
espero q nasca msm nesse dia!

A fic ja vai acabar?
Entao, mas tu ainda podias fazer o parto (sei q o vais fazer), podias explicar por exemplos, os primeiros meses de vida dos bebes! (Principalmente qnd começarem a andar, a falar e a comerem sozinhos)

olha monica-chan, penso q a tua fic ainda consegue avançar um bom bocado! e so qereres!
Mas isso é contigo pois cm 3 fics em cima de ti aqi no forum, sei q isso n permite gerar o tempo tao facilmente.

mas tenh q te confessar q esta e uma das minhas fics preferidas e q tenh mta pena q chegue ao fim!
gostei mto da historia e em principal da part protectora do Darien.

Bjinho*

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Monica em Ter 30 Mar 2010, 17:31


♀ Capitulo 15 “O grande acontecimento” ♂


No dia seguinte, o Yaten, deixou-me regressar a casa, pois aquela pequena contracção tinha sido um valente susto, mas avisou-me que a mínima contracção que torne para ir de imediato para o hospital. Passei as próximas semanas bem. O Darien não parava de andar em cima de mim e para o meu mal, resolveu tirar um mês de férias.

– Como esta a minha princesa? – Perguntava mais uma vês o Darien naquele dia.

– Já te disse que estou bem. – Disse eu um pouco sem paciência. – Agora não posso ter um pouco de privacidade senhor Darien Chiba? – Perguntei eu um pouco sarcástica.

– Tas muito sensível hoje, minha princesa. Não queres mais nada para comer? – Disse o Darien.

– Já disse que não tenho fome e ainda para mais acabei de comer umas bolachas. – Disse eu quase a perder a cabeça.

– Estava só a ser simpático. – Disse ele com beicinho.

– Não me metas essa cara, sabes muito bem que não lhe consigo resistir. Senhor Darien. E para mais se não queres que os teus filhos nasçam antes de tempo, para se ser tão chato e podes ir trabalhar. – Disse eu cada vez mais fora de mim.

– É impressão minha ou estás-me há despachar. – Disse com o mesmo beicinho de a pouco. – Preferes que esteja a trabalhar, é isso?

– Não é nada disso, eu só quero ter um pouco de sossego e contigo aqui em casa não o consigo ter. Sabes muito bem que gosto muito de ti e és o meu príncipe encantado. – Não sei como ele me consegue dar a volta, ainda para mais alem de fazer o beicinho estame a fazer olhinhos como um cachorrinho abandonado. Ai que paciência de santo.

– Queria te dizer que tens visitas lá em baixo que te querem ver. – Disse ele ao mesmo tempo que me enchia de beijos.

– Quem são? – Disse eu com dificuldade em respirar.

– é a Haruka e uma tal de Mariana. – Disse ele

– Manda as subir. – Disse eu um pouco mais aliviada, pois ia-me livrar do Darien nem que fossem só alguns minutos.

– Tas melhor? – Pergunta a Mariana preocupada

– Quando soube, quis vir logo ver-te, só que não tive oportunidade. – Disse a Haruka preocupada

– Agora estou bem aquilo foi só um susto. – Disse eu tentando acalma-las.

– Eu fiquei muito preocupada. – Disse a Mariana.

– Não te podes preocupar, olha que faz mal ao bebé. – Disse eu tentado alerta-la.

– Eu sei. Mas agora que falta estar grávida é aqui a minha maninha. – Disse a Mariana, de marota, pois a Haruka desatou a tossir que nem uma maluca

– Só podeis estar a brincar, não é? – Disse ela muito atrapalhada

– Claro que não, seria muito giro verte com barriga. – Disse eu na brincadeira. – Mas agora não deveis ter muito tempo pois o Seiya deve andar muito stressada porque o Darien resolveu tirar uns dias de férias.

– Eu de barriga, deveis estar a delirar, só podeis. – Disse a Haruka mal amurada.

– Mana ficavas super fofa. – Disse a Mariana

– AH, ah, ah, ah. – Risse a Haruka sarcasticamente.

– Mas essa pobre criança ia herdar o génio da mãe e do pai, e aí é que ia dar faísca. – Brinquei eu com a situação e com a cara da Haruka.

A conversa girou toda em torno da Haruka, seria tão engraçada de vê-la de bebé. Ate que elas tiveram de se ir embora. As as semanas passaram a correr e o Darien mais insuportável. Ate que no dia vinte e quatro por volta das onze horas comecei a sentir as primeiras contracções. O Darien levou-me de imediato para o hospital e pôs-se em contacto com o Yaten. Quando cheguei ao hospital o Yaten examinou-me logo e levou-me para um dos quartos do hospital e fez-me deitar e aguardar pelo resto das contracções e avisou-me que ia demorar varias horas ate as aguas arrebentarem e estar pronta para o parto.

Eu já me encontrava deitada numa cama de hospital cheia de dores, quando chegou-me a notícia que a minha mãe, por fim tinha despertado do coma. Eu fique super, mas super feliz, mas eu queria ir vela só que não mo permitiram dando a desculpa de ela ter acordado muito confusa. Mas eu queria ir ter com ela e abraça-la como nunca lhe tinha feito dantes, mas nas minhas condições isso tinha de ficar para mais tarde. Mas de repente veio-me outra contracção que me deixou de rastos, o que me valeu para ter mais confiança em mim, foi o caso do Darien dar-me a mão e dizer-me que estava ali para dar-me todo o seu apoio. Cada hora que passava, as contracções eram mais próximas, doía-me muito e sabia se não ia aguentar por muito tempo e naquele preciso momento as águas arrebentaram dando origem ao pequeno líquido escorrego-me da vagina e molhado os lençóis da cama. Quem me dera que a minha mãe tivesse aqui comigo, sentia-me muito mais protegida. O Darien só se limitava a disser que “esta tudo bem”, “aguenta mais um bocadinho”, com o seu sorriso terno. Veio me mais outra contracção, esta parecia mais forte, parecia que cada vês que me vinham, vinham mais fortes e em curtos intervalos de tempo. Desta vez não aguentei calada, gritei pela minha mãe:

– Mãe, não aguento mais. – As minhas lágrimas corriam pela minha face, o Darien não me largava a mão, estava muito preocupado comigo, ele próprio já não sabia o que fazer, ate que a vejo entrar pelo meu quarto a dentro e apertar-me contra o seu peito cálido delicadamente.

– Minha filha já falta pouco sé um pouco mais forte. – Disse ela sem se separar de mim.

– Mas dói muito, mama. – Disse eu entre lágrimas as contracções estavam a ser quase seguidas, a minha mãe mandou o Darien chamar o medico e por a par da situação. Quando chegaram a minha mãe estava-me a tentar relaxar, ao mesmo tempo que expirava e inspirava constante mente. Já eram quase quatro da tarde de dia 25 e nada tinha passado uma noite ma e uma manha terrível. Quando o Darien veio acompanhado pelo Yaten este me examinou e levaram-me de imediato para o sítio onde se ia realizar o parto. O Darien e a minha mãe por muita insistência, conseguiram entrar os dois para me apoiar, porque só queriam deixar entra um. Eu suava por todos os cantos e chorava com imensas dores ate que o Yaten deu inicio ao parto, foi muito doloroso e cansativo, por umas poucas de vezes tive-me para render soque, quando disseram para fazer um último esforço para o menino sair fora foi uma sensação que não tinha palavras para descrever e quando os ouvi chorar pela primeira vez o meu coração encheu-se de alegria. A minha mãe encontrava-se a me secar o suor um uma pequena toalha e a dar-me animo. O Darien já se encontrava com a minha filha nos braços parecia tão terna e delicada e mais tarde pude tocar aos dois pela primeira vez eram tão suaves e frágeis que o meu coração encheu-se de uma enorme nostalgia, era uma sensação única. Algumas horas mais tarde fui levada para o quarto de hospital onde pude dar pela primeira vês dar de comer aos meus pequerruchos. O Darien não parava se sorrir, a minha mãe estava toda babada, pois não é todos os dias que se tem netinhos pequeninos.

– Não nossos filhos. – Disse eu para o Darien com os olhos em lágrimas

– Eu sei meu amor eu sei. – Disse ele ao mesmo tempo que me beijava loucamente e fez com que a minha mãe sai-se do quarto sem dizer nada.

– Já pensaste em que nomes lhe vamos dar? – Perguntei eu curiosa.

– Preferia que fosses tu a escolher. – Disse ele beijando os pequeninos com muito cuidado.

– Usagi, para a menina e Mamuro para o menino, são dois nomes que sempre gostei. – Disse eu timidamente.

– Então serão esses nomes. Eu também gosto muito deles. – Disse o Darien super babado.

– Sabes uma coisa Dare?

– Não o que?

– Pensei que te fosse dar uma coisinha ma. – Disse eu na brincadeira

– Porque, dizes isso? – Disse o ele com cara de injustiçado

– Porque sempre que se tratava dos nossos filhos tu ficavas paranóico. – Continuei na brincadeira.

– Eu paranóico é? Só podes estar a brincar – Disse ele começando me a dar pequenos beijos na face e na boca.

– Para por favor, olha eles já estão a dormir, faz pouco barulho.

Horas mais tarde o meu quarto de hospital estava repleto de flores, brinquedos e roupinhas minúsculas por todo o lado. As meninas estavam a discutir umas com as outras enquanto que o Seiya e a Haruka brincavam com os bebés, (deveriam estar a fazer planos para um…lol), pareciam muito animados mas eu estava um pouco cansada. Ate que a Mina pôs-se com as suas perguntas sem graça nenhuma.

– Serena doeu muito? – Perguntou a Mina inocentemente. – Já sabes quem vai ser os padrinhos dos bebés.

– Doeu um bocado. E sim já sei quem vão ser os padrinhos dos bebes. Se eles concordarem. – Disse eu muito animada.

– Digam lá. – Pediram todos em uníssono.

– Estava a pensar na Haruka e no Seiya e no Andrew e na Lita, são os únicos que têm par. – Disse eu na brincadeira.

– Claro que aceitamos. – Disseram os dois casais em uníssono

– Nos também criamos. – Disseram o resto

– E o resto das meninas vão ser as damas de honor. – Disse o Darien muito serio.

– O que queres dizer com isso, Darien? – Disse eu muito curiosa.

– É que…Queres casar comigo? – Perguntou-me o Darien colocando-me um lindíssimo anel no dedo.

– Claro que quero. – Disse eu super emocionada.

O nosso casamento ia ser no dia do baptizado foram marcados para a li a três meses, pois os bebes já estavam um pouco crescidinhos. Passados uns dias já tinha regressado a casa. A minha mãe foi ocupar um quarto de hospedes enquanto que eu fiquei com o dela, pois era o mais próximo do meu onde iam ficar os pequeninos. O meu quarto já estava pronto para receber os bebes já a alguns meses, pois o Darien já tinha feito o favor de montar as caminhas para eles. O quarto ainda continha a minha cama, pois para alguma eventualidade. Quando cheguei a casa, o Darien foi deitar os bebes nas suas caminhas novas enquanto, que eu fui para a minha e adormeci logo de seguida. Acordei mais tarde com eles a chorar, pois ultimamente na tenho dormido muito pois eles são os comilões e tem de comer de três em três horas enquanto são pequeninos. Quando cheguei ao quarto a minha mãe já se encontrava lá dando um biberão de leite instantâneo a um e eu fui dar o peito a Usa.

– São cá uns comilões. – Disse eu super babada. – Onde foi o Darien?

– Teve de ir a empresa, mas disse que vinha assim que pudesse. E não te queixes muito que tu também comias muito quando eras um bebe. – Disse a minha mãe de marota.

– Não me lembro. – Disse um pouco envergonhada.

– Pois não. Eras só um bebe. O Darien é muito bom rapaz. – Disse a minha mãe muito encantada com ele. – É muito atencioso e gentil.

– Eu sei mãe. Foi ele que me apoiou e muito. Mas ultimamente tinha se virado cá um chato.

– Oh querida, já sabes como são os homens. – Disse a minha mãe.

– O pai também era assim? – Perguntei eu receosa

– Não minha filha, para ele a empresa era mais importante. – Disse a minha mãe um pouco deprimida.

Os dias foram passando, e avia dias que não pregava olho, pois choravam muito e quando começava um o outro continuava, o que me valia era a minha mãe que as vezes ficava com eles para os acalmar um pouco. Estes três meses passaram a voar. A minha mãe foi de muita ajuda, pois sem ela não saberia como cuidar dos bebes. Esta demonstrara-se uma avó super babada, para além do pai. Ela não queria tocar no passado só se importava agora com o futuro. Já lhe tinha contado o que se tinha passado naquela trágico dia e ela ficou muito angustiada, mas mostrou-se forte e não se deixou abalar por isso. Levava os seus netos todos os dias a passear, cantava-lhes imensas histórias, estava muito feliz, nunca a tinha visto assim, também porque o meu pai nunca lho permitira. O Darien, também não os largava, também andava sempre a brincar com eles mal chegava do trabalho, pois foi obrigado a voltar ao trabalho, as vezes nem me ligava muito. O Darien e a minha mãe, davam-se muito bem. O Darien para a minha mãe era também como um filho para ela, as vezes deixava-me um pouco com ciúmes, mas depois passava.

Estava super empolgada pois, estavam todos fazer os últimos retoques para a cerimónia, eu já tinha escolhido o meu vestido, era simples mas muito bonito. Era todo em tons de branco, fazia uma pequena roda e era tipo cai-cai. As roupinhas dos meus bebés também eram brancas a da menina era parecido ao meu vestido e do menino era o fato do pai mas em miniatura.

Quando entrei na igreja, já estavam lá todos a minha espera, o Darien estava magnifico com um smoking branco e com os meus bebes ao colo, a olhar para mim. As meninas estavam todas emocionadas e os padrinhos já estavam nos seus respectivos lugares, a minha espera. A minha mãe também estava lindíssima com um elegante conjunto de saia e casaco de tonalidade verde-claro e dos seus olhos escoriam lágrimas de felicidade. Era ela que me ia acompanhar ate ao altar e ate a minha felicidade.

Este será sem duvidas o dia mais importante da minha vida e lá fui eu em direcção ao altar para dizer o tão desejado

– Sim eu aceito casar-me com Darien Chiba. Na saúde e na doença ate que a morte nos separe.
Fim



Obrigada Marisa pelos comentários e a todos os outro que seguiram a minha fic. "Ainda vai haver um prefácio" onde vai acabar a fic, por muita pena minha.

Eu sei Marisa que ainda podia retratar mais coisas, o problema é nestes últimos tempos têm me dado uma preguiça enorme de escrever. Chegasse a um certo ponto que já não sabemos se é melhor acabar ou prosseguir pois não temos tempo e a nossa imaginação já não esta lá muito boa e depois bem os testes e ai devemos nos aplicar nos estudos e não nas fic. As Fincs quando chegam a um determinado ponto perdemos o entusiasmo inicial por elas e queremos que acabem pronto. Eu estava a gostar de escreve esta e na minha opinião era a melhor de todas as outras. E quando temos três finc a andar não sabemo-nos por onde nos virarmos. Eu andei mais de uns meses para acabar de escrever o último capitulo da minha fic “filhas da lua” porque perdi o entusiasmo por ela e o final ficou muito aquém do esperado e ainda tinha muita coisa que queria retratar. Como não cria que acontecesse o mesmo com esta optei por, por lhe um fim. Talvez mais logo poste o ultimo capítulo de todos.

Bjx

Monica
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 587
Idade : 25
Localização : Chaves/ ou /mais propriamente com a cabeça no mundo da lua

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Haruka Tenou em Qua 31 Mar 2010, 10:45

Este cap foi demais!
A bunny a chorar pela mamã antes de entrar em t.parto LOL
Parecia uma autentica criança a chorar quando cai e faz doi doi LOLOLOL

E o casamento? e o baptizado? as descriçoes?
OMG lindo!
"eu" fui madrinha!

*Ya pois... a Haruka de barriga...
Nao admira q ela tenha ficado cm nauseas so de pensar nisso.

A rapariga ia tendo um treco qnd la em casa da bunny, n paravam de falar nisso! Matreiro

Seiya e a Haruka brincavam com os bebés, (deveriam estar a fazer planos para um…lol)
*Hum... será?

Obrigada Marisa pelos comentários e a todos os outro que seguiram a minha fic. "Ainda vai haver um prefácio" onde vai acabar a fic, por muita pena minha.

Eu sei Marisa que ainda podia retratar mais coisas, o problema é nestes últimos tempos têm me dado uma preguiça enorme de escrever.
*Como eu te entendo… erghh

Chegasse a um certo ponto que já não sabemos se é melhor acabar ou prosseguir pois não temos tempo e a nossa imaginação já não esta lá muito boa e depois bem os testes e ai devemos nos aplicar nos estudos e não nas fic. As Fincs quando chegam a um determinado ponto perdemos o entusiasmo inicial por elas e queremos que acabem pronto. Eu estava a gostar de escreve esta e na minha opinião era a melhor de todas as outras.
*Es como eu. Eu também nem sei cm acabar a minha! Já estou um pouco desgastada cm aqela historia e já raramente me apetece escrever os caps dela. Agora, so penso na nova q estou a escrever e passo os dias a ler um livro lindo q estou a amar (um romance ainda por cima, nunca li um romance, so policiais) e passo tabm o tempo tdo a escrever a nova fic.

E quando temos três finc a andar não sabemo-nos por onde nos virarmos. Eu andei mais de uns meses para acabar de escrever o último capitulo da minha fic “filhas da lua” porque perdi o entusiasmo por ela e o final ficou muito aquém do esperado e ainda tinha muita coisa que queria retratar. Como não cria que acontecesse o mesmo com esta optei por, por lhe um fim. Talvez mais logo poste o ultimo capítulo de todos.
*Ok.Ok

É essa a tua decisão e eu apoio.t, apesar da minha grande tristeza e revolta

Bjx
*Eu ca espero então pelo prefacio, em q espero q a haruka esteja de barriguinha ou já tenha tido uma criança Matreiro

Bjinho*

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Monica em Qua 31 Mar 2010, 14:41

este capitulo é dedicado a Marisa
Capitulo aparte “prefácio”




Os meses foram passando, depois de muitas noites mal dormidas vinha agora a historia dos dentes. Estavam muito rabugentos, mas já diziam, mama, papa e vovó, foram as primeiras palavras que eles aprenderam e que deixavam um aperto caloroso no coração. Estavam agora com uns oito meses e meio. Corriam a casa toda de gatas e faziam com que a avó anda-se de um lado para o outro atrás deles. Ambos estavam cada vês mais parecidos com o pai, tirando a parte do cabelo loiro e dos olhos azuis-claros que eram meus o resto era tudo pai. Também cada vez mais fofos e queridos e o Darien, cada dia que passava ficava cada vez mais babado e quando chegava do trabalho trazia sempre algum brinquedo novo para ambos.

– Qualquer dia não a espaço de guardar tantos brinquedos. – Disse eu chateada com o Darien.

– O meu amor. Já sabes como é. Culpa é daquela loja que esta no caminho cá de casa e quando olho para lá há sempre alguma coisa que me chama a atenção. – Disse o Darien enchendo-me de beijos.

– Pois, pois. – Disse eu sendo interrompida pelos reguilas. – O que se passa Mamo-chan. – Perguntei eu pegando-lhe ao colo.

– mamaaaaa– Disse ele com dificuldade. – papaaa. – Disse ao mesmo tempo que abria os braços a espera de um abraço de mim de do Darien.

– Há tas aqui seu maroto. – Disse a minha mãe trazendo a Usa ao colo, esta quando viu os pais quis também ir ter com eles.

– Oh minha princesa. – Disse o Darien ao pegar nela e encheu-a de beijos, fazendo-a soltar pequenas gargalhadas.

– É verdade. – Disse a minha mãe. – Ligou aqui para casa uma tal de Haruka e pediu para ireis ao Crown, pois tinha um anúncio para fazer, parecia um pouco preocupada.

– O que se passara? – Perguntei eu preocupada

– Ela ligou a muito? – Perguntou o Darien

– Á alguns minutos e também disse para levareis os bebes que estava com saudades deles. – Disse a minha mãe.

E lá fomos ter com a Haruka quando lá chegamos, já lá estava o pessoal todo, incluindo a Mariana com o seu bebezinho com apenas dois meses de vida era muito rechonchudo, era um menino por sinal muito saudável. Este estava a ser o álbum de todas as atenções, ate que viram os meus e puxaram-nos para o pé deles. Passado uns minutos a Haruka queria contar porque nos chamou a li.

– Eu e o Seiya temos umas novidades para lhes dar. – Disse a Haruka muito constrangida.

– Diz logo de uma vez. – Pediu a Mina

– Calma esta noticia não se da assim de animo leve. – Disse o Seiya

– Então o que se passa? – Perguntou o Darien preocupado.

– É que eu…– Disse a Haruka cheia de rodeis

– Desembucha. – Disse a Rey cheia de rodeios

– Rey tem calma. – Tenta a Amy tranquiliza-la.

– É que estou grávida. É isso. – Disse a Haruka muito rápido e todos a felicitaram.

– Quem é que disse que não queria ter filhos? – Perguntei eu de marota

– Foi um descuido. – Disse a Haruka e o Seiya em uníssono.

– Eu também estou grávida. – Disse a Lita muito envergonhada, esta também foi uma surpresa para todos nem eu própria estava a espera, mas estou super contente, vamos ter mais dois bebés, para alargar o grupo. Todos também a felicitamos a ela e ao Andrew, pois este estava super babado tocando na barriga da sua amada. Ate os pequeninos quiseram felicitar com os seus gracejos. Não á que uma criança para alegrar um dia. Quando chegava perto das oito horas eu o Darien e os meus pequerruchos, tivemos de nos separar daquele grupo encantador para regressarmos a casa onde estava a minha mãe para nos esperar. E lá fomos nos, a caminhar para um futuro inserto, mas sempre traçado com os traços do destino e por um amor que não conhecesse limites.



Fim do Fim

Nunca desistam das suas vidas mesmo que elas no inicio sejam um pesadelo ou mesmo que pareçam que não a mais nada a fazer para as melhorar. Sigam lutando, pelos seus sonhos e objectivos com garras. E um dia verão que o vosso esforça ira ser recompensado.

Monica
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 587
Idade : 25
Localização : Chaves/ ou /mais propriamente com a cabeça no mundo da lua

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Haruka Tenou em Qua 31 Mar 2010, 16:08

este capitulo é dedicado a Marisa
*O ultimo cap eh dedicado a mim!!
yey
!
DOUMO ARIGATOU

Darien, cada dia que passava ficava cada vez mais babado e quando chegava do trabalho trazia sempre algum brinquedo novo para ambos.

– Qualquer dia não a espaço de guardar tantos brinquedos. – Disse eu chateada com o Darien.

– O meu amor. Já sabes como é. Culpa é daquela loja que esta no caminho cá de casa e quando olho para lá há sempre alguma coisa que me chama a atenção. – Disse o Darien enchendo-me de beijos.

*Oh meu deus... eu ia á falencia, n so de dinheiro como de casas!

Á alguns minutos e também disse para levareis os bebes que estava com saudades deles
*Opa, apos isto, eu senti um aperto no estomago! serio fiqei mesmo... " a haruka ligou para ela?"

E que eu…– Disse a Haruka cheia de rodeis

– Desembucha. – Disse a Rey cheia de rodeios

É que estou grávida. É isso. – Disse a Haruka muito rápido e todos a felicitaram.


– Foi um descuido. – Disse a Haruka e o Seiya em uníssono.

*OK...
Fiqei espantada O.O
msm... o.O
Coitada, devia tar mais palida q um morto qnd descobriu!
Ainda pensei q o Seiya ficasse radiante ao saber mas ao q parece, n estava nos planos dos dois ainda ter filhos LOL
Ainda mais piada teve!

Eu também estou grávida. – Disse a Lita muito envergonhada
*A Mariazinha ta gravida tbm?
Epa isto é q é vida!
É a Bunny, a Mariana, a Haruka e agora a lita-chan!
Uau! é so surpresas!

Sigam lutando, pelos seus sonhos e objectivos com garras. E um dia verão que o vosso esforça ira ser recompensado.
*100% Apoiada!
Mim já seguir esse exemplo á 4 anos atras... ia morrendo cm umas coisas q se passaram mas lá acabei por erguer a cabeça e ultrapassei tudo! Agora, estou feliz, quer dizer, eu e a minha familia tamus feliz!



Fim do Fim

*LOLOLOLOLOLOLOLOLOL*
*gostei! amei a fic *

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Monica em Dom 04 Abr 2010, 16:35

Haruka Tenou escreveu: este capitulo é dedicado a Marisa
*O ultimo cap eh dedicado a mim!!
yey
!
DOUMO ARIGATOU

nao era prexiso agradecer

Darien, cada dia que passava ficava cada vez mais babado e quando chegava do trabalho trazia sempre algum brinquedo novo para ambos.

– Qualquer dia não a espaço de guardar tantos brinquedos. – Disse eu chateada com o Darien.

– O meu amor. Já sabes como é. Culpa é daquela loja que esta no caminho cá de casa e quando olho para lá há sempre alguma coisa que me chama a atenção. – Disse o Darien enchendo-me de beijos.

*Oh meu deus... eu ia á falencia, n so de dinheiro como de casas!
sim mas eles agora tinha bastante dinheiro pois eram os donos da empresa Tsukino, por isso acho k dava para comprar a loja inteira. lol

Á alguns minutos e também disse para levareis os bebes que estava com saudades deles
*Opa, apos isto, eu senti um aperto no estomago! serio fiqei mesmo... " a haruka ligou para ela?"
lol. ligou

E que eu…– Disse a Haruka cheia de rodeis

– Desembucha. – Disse a Rey cheia de rodeios

É que estou grávida. É isso. – Disse a Haruka muito rápido e todos a felicitaram.


– Foi um descuido. – Disse a Haruka e o Seiya em uníssono.

*OK...
Fiqei espantada O.O
msm... o.O
Coitada, devia tar mais palida q um morto qnd descobriu!
Ainda pensei q o Seiya ficasse radiante ao saber mas ao q parece, n estava nos planos dos dois ainda ter filhos LOL
Ainda mais piada teve!
poix nem dum nem do outro. mas aconteceu, aconteceu bem feita tivesem sido mais cautelosos. lol

Eu também estou grávida. – Disse a Lita muito envergonhada
*A Mariazinha ta gravida tbm?
Epa isto é q é vida!
É a Bunny, a Mariana, a Haruka e agora a lita-chan!
Uau! é so surpresas!

Poix. é axim a vida. lol

Sigam lutando, pelos seus sonhos e objectivos com garras. E um dia verão que o vosso esforça ira ser recompensado.
*100% Apoiada!
Mim já seguir esse exemplo á 4 anos atras... ia morrendo cm umas coisas q se passaram mas lá acabei por erguer a cabeça e ultrapassei tudo! Agora, estou feliz, quer dizer, eu e a minha familia tamus feliz!


é o que importa

Fim do Fim

*LOLOLOLOLOLOLOLOLOL*
*gostei! amei a fic *
obrigada por seguires a minha fic. bjx

Monica
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 587
Idade : 25
Localização : Chaves/ ou /mais propriamente com a cabeça no mundo da lua

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Traços do destino

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 02:38


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum