Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Página 6 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Que acham da minha fanfic????

54% 54% 
[ 30 ]
13% 13% 
[ 7 ]
18% 18% 
[ 10 ]
7% 7% 
[ 4 ]
2% 2% 
[ 1 ]
6% 6% 
[ 4 ]
 
Total dos votos : 56

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Haruka Tenou em Seg 22 Jun 2009, 08:10

LOOOOOOOOOOL
OBrigada lenaaaaa
ainda tou pa saber como é que isso aconteceu hein? Matreiro
Ganda LOL

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Lena_Dias em Seg 22 Jun 2009, 08:12

[quote="celia"][quote="Lena_Dias"]
celia escreveu:

Fogo Lena_Dias ja não se pode contar nada ... agora ficaram a saber um dos segredos da história :g8:


oh ms n percisavas de mentir asssim tao directamente :^^':

é que foi porca e eu passei-me!

epah nós vamos ser esganadas depois disto tudo Razz

Lena_Dias
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 1023
Idade : 18
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Haruka Tenou em Seg 22 Jun 2009, 08:14

nem por isso!Põr mim, não vão ser esganadas!
Vocês podem estar a mentir como são manhosas... eu prefiro esperar para ver!

Eu sou um pouco desconfiada nao se preocupem Matreiro

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Seg 22 Jun 2009, 08:18

XD a ideia era manter o suspance ... mas a menina Lena_Dias tinha de estragar tudo XD

So espero é que o pessoal não desista da fanfic so porque sabem " uma parte do final" XD

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Haruka Tenou em Seg 22 Jun 2009, 08:20

Eu nao!
Conta kmg!

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Lena_Dias em Seg 22 Jun 2009, 08:23

Haruka Tenou escreveu:nem por isso!Põr mim, não vão ser esganadas!
Vocês podem estar a mentir como são manhosas... eu prefiro esperar para ver!

Eu sou um pouco desconfiada nao se preocupem Matreiro

tu és lentinha --' nm q te contems a historia td tu acreditas --' q desconfiada fonix...

tava num momento de fraqeza passei-me e contei td e ela qeria meter este boneco: :g3:

ms enganou-se --'

epah ms se tu n qerres acreditar n acredites depois n digas q nos n dissms a verdade...

Lena_Dias
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 1023
Idade : 18
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Haruka Tenou em Seg 22 Jun 2009, 08:25

Eu disse pa nao se preocuparem! Eu sou mesmo assim! Desconfiada Matreiro!
Eu quero esperar para ver!eheh assim da mais pica!

(Nao se queixem! Isto é completamente normal vindo de mim!)

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Seg 22 Jun 2009, 08:32

Eu nao disse nada mas ja agora Lena_dias podias contar como tudo aconteceu ou melhor vai acontecer ou nao?

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por J@n!nh@ em Seg 22 Jun 2009, 08:43

Elahh!!
Eu estou como a Haruka, sou uma desconfiada do pior... Voces fazem cá uma confusão no meu cerebro que valha-me deus...

Olhem que eu estou em exames, não podem fazer isso com a J@n!nh@

E continuo com a minha, estou a desconfiar muito dessa historia...Mas pronto, só no fim é que vou saber a verdade, está mais que visto...

Beijokitas e façam o favor de se portarem bem, se não ai ai

J@n!nh@
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 558
Idade : 29
Localização : Beja e Santiago

http://paintingstarswithme.blogspot.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Lena_Dias em Seg 22 Jun 2009, 08:49

ai tu afinal qeres que eu conte como tudo aconteceu! tu és macaca Matreiro


et foi assim:

lembram-se do gonçalo ter acabado com a bunny??

isso foi porque houve um dia q a bunny e o seiya enrolaram-se (qnd fizeram o bebe) e et o gonçalo entrou e viu td ms n disse nd e saiu e et naqele dia o gonçalo acabou com a bunny :/

Lena_Dias
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 1023
Idade : 18
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por J@n!nh@ em Seg 22 Jun 2009, 08:53

Oh Lena não sei não...

Olha que eu não acredito que a Bunny se tenha atirado assim de cabeça, até porque a Bunny não ama o Seya... E não me venhas dizer que pode amar que eu já cheguei à conclusão que não

J@n!nh@
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 558
Idade : 29
Localização : Beja e Santiago

http://paintingstarswithme.blogspot.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Lena_Dias em Seg 22 Jun 2009, 09:02

J@n!nh@ escreveu:Oh Lena não sei não...

Olha que eu não acredito que a Bunny se tenha atirado assim de cabeça, até porque a Bunny não ama o Seya... E não me venhas dizer que pode amar que eu já cheguei à conclusão que não

isso eu ja n sei foi o q a celia me contou -- ' *me atira as culpas pa celia*

mas n sabes o qe aconteceu pa eles tirem feito o bebe...por tanto nao tires conclusoes percipitadas porque ainda vais descobrir muita coisa...

Lena_Dias
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 1023
Idade : 18
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por J@n!nh@ em Seg 22 Jun 2009, 09:06

Vocês duas podem começar a correr...Porque quando eu as apanhar esgano-as XD

J@n!nh@
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 558
Idade : 29
Localização : Beja e Santiago

http://paintingstarswithme.blogspot.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Seg 22 Jun 2009, 11:02

J@n!nh@ escreveu:Vocês duas podem começar a correr...Porque quando eu as apanhar esgano-as XD


Temos de começar a prepara-nos para correr! XD

Estamos mortas!!!!

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Haruka Tenou em Seg 22 Jun 2009, 11:45

Uii mas que perigo!

É melhor correrem!

Vá celia! Mais um cap!

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Gaby-Br=^.^= em Seg 22 Jun 2009, 14:20

Muito bom este capitulo,adorei^^

Gaby-Br=^.^=
Classic: Pelo Poder de Marte!
Classic: Pelo Poder de Marte!

Feminino
Mensagens : 165
Idade : 21
Localização : Em Casa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Seg 22 Jun 2009, 17:42

Estes dois capitulos são dedicados à Lena_Dias e a jo que me ajudaram XD

_____________________________________________________

O Amanha!!
Um grito de Navegante
Nao temer
Navegante Estrelar
Esta dentro de ti
A Esperança Universal ...

Desde o momento em que tu desapareceste assim
Uma jornada começou para te poder encontrar
Os pedaços de um mapar antigo
Tem a forma de um anjo fogaz
Que me ajuda e que me guia
Neste caminho de escuridao sem fim

Mas eu aqui estarei
Envolta de fogo e de luz
Para assim lutar
Contra aquele mal
Da Galáxia e mais alem ...

Nao desistas Navegante do amor
Estou contigo navegante de valor
Encerras em ti
A melodia estrelar

O amanha!
Um grito de navegante
Nao temer
Navegante do poder
Encerras em ti
A esperança Universal



Capitulo 31 - A Saida de Selene: a apróximação do ex-trio amazonas



Na manhã seguinte, Selene é a primeira a acordar e, agora com tempo suficiente para acompanhar a gravidez da irmã e distrair-se um pouco, visto ter-lhe sido incutido a realização de um projecto bastante trabalhoso e delicado. Selene estava decidida a consiliar as duas coisas, custasse o que custasse.

Seguindo para a cozinha, pega numa tigela de cereais, deitando para lá alguns e vai buscar o leite ao frigorífico. Senta-se na sala, frente para a televisão e liga-a. As noticias não pareciam interessantes, por isso, volta-a a apagar e começa a comer, ouvindo apenas o doce silêncio que pairava na casa.

Infelizmente, esse silêncio não durou muito tempo, a Bunny tinha-se levantado e ia para a casa de banho, enjoar de novo. Selene pousa a tigela em cima da pequena mesa e corre para junto da irmã com um foguete corre para a Lua.

Assim que chega junto dela, a sua primeira reacção foi segurar-lhe a cabeça. Apesar de não deitar nada fora, a Bunny tinha os sinais de que ia vomitar e ia estar ali até passar.

Após todos os enjoos estarem cessados, Selene leva a Bunny a sentar-se na sala, sorrindo-lhe e, apesar de mal encarada, a Bunny sorri-lhe também. Selene sentasse no sofá a sua frente e estica-se para lhe segurar as mãos.

Quando estas estão sob a sua posse, Selene olha para a irmã fixamente e começa a falar, numa tentativa de a consolar.

- Maninha, as coisas estão a melhorar com o avançar da gravidez. Já não enjoas tanto!

Bunny sorri para ela e através da sua angústia matinal, olha para as mãos dadas delas as duas e responde.

- Pois!

Largando as mãos da irmã, a Bunny deixa-se cair sobre o sofá e encosta a sua cabeça ao braço do sofá, aconchegando-se. Depois pousa o seu braço sobre a sua barriga saliente. Selene observa-a por alguns instantes, pegando depois na sua tigela de cereais, e com um gesto pergunta a irmã se também quer, a Bunny apenas fecha os olhos e acena negativamente suspirando profundamente de seguida.

Então Selene levantasse e vai para a cozinha deixando a irmã sozinha. O tempo foi passando, Selene já tinha deixado a irmã sozinha à algum tempo e ia deixa-la assim até ela precisar, quando, de repente ligam para o telemóvel da Bunny, um número desconhecido.

Selene vem ter com ela e ambas se entreolham, não precisavam falar ambas sabiam que os seus olhares diziam tudo, a interrogação era a mesma – quem seria?

A Bunny acaba por atender e do outro lado uma voz bastante familiar responde:

- Olá Sailormoon … não desculpa Bunny! Sou eu, o Miguel … olho-de-tigre, lembraste?

Fazendo um pequeno sorriso para a irmã como se achasse que aquele telefonema tinha alguma coisa a ver com ela. Selene sentasse rapidamente junto dela.

- Sim, claro que sim! Como estão as coisas por ai?

- Bem, obrigado! A tua irmã Selene está por ai?

Ela olha, de novo, para a irmã, como um sorriso que agora erradia alegria.

- Sim! Vou passar-lhe o telefone!

Estica a mão na direcção de Selene, ela coloca uma expressão de desconfiança mas aceita a mesma o telemóvel.

- Sim?!

Selene faz silêncio por alguns momentos, a Bunny presta atenção as suas ausentes expressões faciais, como se ele nada lhe estivesse a dizer.

- Claro! Mas e a minha irmã?

No rosto da Bunny estava estampado espanto, será que era algo a ver com ela?

- Ok! Então as 14h aqui?

Volta a calar-se, a Bunny agora parecia surpresa, o olho-de-tigre e a irmã dela? Num encontro?

- No “La Luna”? La estarei!

Nisto desliga e pousa o telefone em cima da mesa, enquanto se encosta para trás. A Bunny observa-a a espera das novidades. Mas Selene apenas sorri. A Bunny acentua a sua expressão e a Selene acaba por ceder a persistência facial da irmã.

- Fui convidada para sair. As 14 no “La Luna”.

- Pelo olho-de-tigre? Que bom! E dai ate pode vir …

Mas Selene não a deixa terminar cortando-lhe a palavra.

- Esquece!

- Porquê? Eles agora são humanos!

Relembra a Bunny, parecendo de súbito animar-se com a ideia de ver a irmã com alguém.

- Eu sei! Mas …

- Mas? Tens de dar uma oportunidade a ti mesma.

A Bunny tenta manter a seriedade para manter a irmã racional, afinal não era todos os dias que se era convidada a sair. A Selene coloca uma expressão pensativa.

- Prometes-me?

Termina a Bunny de dizer como ultima tentativa para a irmã ceder.

- Ok! Vou dar-lhe uma oportunidade se vir que ele a merece talvez … dê em alguma coisa!

Termina a Selene com um suspiro. A Bunny erradia de alegria e abraça a irmã. Mas a Selene não deixou que esse abraço durasse muito, levando a Bunny para cozinha e obrigando-a a comer.

A hora do almoço chegou num instante e, com ela a preparação de Selene. Um vestido branco, de alças finas e ligeiramente curto, um pouco acima dos joelhos. A maquilhagem também foi ligeirinha para que passa despercebida apenas aos olhos dos outros. A Bunny preparava-a para o olho-de-tigre e isso não a incomodava nada, sabia que eles eram boas pessoas, pois se não o fossem nunca as teriam ajudado quando enfrentaram o Pierro.

Selene estava radiante e mais bonita que nunca. Parecia saída de um conto de fada de tão deslumbrante que estava. Apesar de esconder, Selene estava a gostar de sair finalmente com alguém mesmo que fosse um ex-inimigo das guerreiras.

Um pouco antes da hora combinada, quando Miriam (olho de peixe) vem ter com a Bunny para passar a tarde com ela. Selene tinha de garantir que a Bunny não ficava sozinha. Ao vê-la, a Bunny fica bastante surpreendida mas não dispensa a sua companhia, até muito pelo contrário. Miriam trazia um vestido manchado com dois tons de azul, um era como o céu num dia de sol ardente e o outro era como o mar, frio e suave numa noite de verão.

Após estarem sozinhas, Miriam adora a barriga que salientava da roupa da Bunny, bem redondinha e perfeitinha, fazia lembrar uma meia bola de futebol.

- É uma menina, não é?

Esboça um sorriso resplandecente e brilhante.

- Não sei!

- Tenho quase a certeza. As meninas fazem a barriga das mães mais redondinhas e fazem-nas parecer mais bonitas. Dai achar que tens ai uma pequena Bunny!

Coloca-se junto da Bunny e toca-lhe na barriga. O bebé responde com um ponta pé. Ambas sorriem.

- Não sabia disso!

Acaba por dizer, parecendo ter estado ausente por uns segundos.

- Pareces triste! Quando te conheci eras mais alegre!!!

Olhando-a nos olhos, Miriam coloca agora também uma expressão ligeiramente triste.

- Não! Estou apenas pensativa! O … bem, o pai do meu bebé não sabe que ele ou ela existe! Por isso não espero grandes notícias dele.

Responde em desabafo, parecia que ia começando a tirar o peso da responsabilidade que só ela carregava.

- Porque não sabe? Desculpa estar a perguntar, se quiseres não respondes e desculpa se estou a ser indelicada!

- Não te preocupes! Ele foi embora por opção e ao sabe-lo, eu tomei a liberdade de prometer a mim mesma que ele nunca iria saber e eu iria criar o meu bebé sozinha!

Miriam inspira fundo e liberta o ar com mais intensidade, a Bunny apenas sorri esperando mais perguntas mas em vez disso, só levou foi carinho por parte de Miriam.

No mesmo instante, num outra zona, longe da Bunny e da Miriam, Mariana encontra no seu correio uma carta dirigida a ela, mistura-a com a outra correspondência e segue para sua casa.

Ao aconchegar-se no seu sofá, abre aquela misteriosa carta na qual estava escrito:

“Mariana … sei que não te deves lembrar de mim, sou o olhos de falcão, agora renovado como humano, chamo-me Rafael. Deves estar a perguntar-te porque te escrevo. Pois bem, aqui vai: Queres sair comigo? Adorava muito mesmo!

Rafael (ex olho de falcão)”

Mariana fica estupefacta com aquela carta e, mostrando algum desinteresse pelo convite, atira a carta para cima da mesma e vai beber alguma água a cozinha, mantendo-se por lá durante algum tempo.

Na cozinha do “La Luna”, Maria e o Mário mostram-se distantes um com o outro, apesar de ele durante breves segundos observa-la. Ela, por sua vez, parece continuar a ignorar e a não demonstrar qualquer tipo de afecto por ele.

- Maria, eu …

Tenta o Mário começar a conversar, para pelo menos quebrar o gelo que os rodeava.

- Agora, não! Estamos muito ocupados! Talvez mais logo falamos!

- Mas tu …

A Maria sai da cozinha fingindo não ouvi-lo, o que na realidade, a Maria apenas queria evitar a conversa entre ela e o Mário.

De volta à casa da Bunny, ela e a Miriam estavam agora na cozinha, a Bunny tinha de ir beber qualquer coisa mais refrescante e a Miriam acompanhou-a. Conversando as duas sentadas cada um num só banco. Miriam encontrava-se com os braços em cima da bancada, enquanto a Bunny tinha um copo com sumo de laranja nas suas mãos. Miriam inspira fundo e começa uma nova conversa …

- Como é sentir um bebé a crescer dentro de nós?

Surpresa, a Bunny olha na sua direcção e responde intercalando com alguns pequenos goles de sumo.

- É bom mas tem os seus inconvenientes!

- A sério? Quais?

Retribui o olhar. A Bunny pensa um pouco nos inconvenientes daquela gravidez, e esboçando um sorriso responde.

- Enjoos, isso sem duvida é o pior de tudo!

- Estás de quanto tempo? E quando te começaram os enjoos?

- 5 Meses feitos ontem. Acho que os enjoos começaram desde muito cedo!

- Tu sabes com precisão quando a fizeste? Espantoso! Calculo que então saibas …

Interrompe a sua própria palavra, suspira e numa tentativa de se desculpar …

- Desculpa ia ser indelicada de novo. Mas as vezes deixo-me levar!

- Não faz mal! O que querias perguntar?

Esboçando um doce sorriso, a Bunny termina de seguida o seu sumo enquanto a Miriam pergunta o que lhe ia perguntar.

- Ia te perguntar se só tiveste relações com uma pessoa na vida?!


____________________________________________________


O Amanha!!
Um grito de Navegante
Nao temer
Navegante Estrelar
Esta dentro de ti
A Esperança Universal ...

Desde o momento em que tu desapareceste assim
Uma jornada começou para te poder encontrar
Os pedaços de um mapar antigo
Tem a forma de um anjo fogaz
Que me ajuda e que me guia
Neste caminho de escuridao sem fim

Mas eu aqui estarei
Envolta de fogo e de luz
Para assim lutar
Contra aquele mal
Da Galáxia e mais alem ...

Nao desistas Navegante do amor
Estou contigo navegante de valor
Encerras em ti
A melodia estrelar

O amanha!
Um grito de navegante
Nao temer
Navegante do poder
Encerras em ti
A esperança Universal



Capitulo 32 - Felicidade encontrada!

A Bunny apenas esboça um sorriso triste como se aquela pergunta a fizesse lembrar algo que, por alguma razão não a deixava feliz. Apercebendo-se da sua tristeza, Miriam coloca as mãos na cara dela e tenta sorrir, mas é interrompida pela porta a abrir. Ao vê-las, Selene sorri docemente e deixa a porta meia aberta.

Aproxima-se delas, a passos acelerados, senta-se junto da irmã e olha para Miriam.

- Ele está lá em baixo a tua espera!

Então Miriam levanta-se e despede-se delas, seguindo de seguida para a porta, fechando-a atrás de si.

Sozinhas, Selene coloca-se de frente para a irmã, colocando os joelhos no chão, pronta a contar-lhe tudo o que se passou, a Bunny ajeita-se para ficar também de frente para a irmã.

- Não imaginas!!! Pode ate ter sido vosso inimigo em tempos passados, mas tenho que admitir que ele é um espanto! Doce, romântico …

Um suspiro sai voluntariamente de Selene e mantendo-se calada, a Bunny observa cada expressão de felicidade estampada no rosto da irmã, Selene parecia uma adolescentes de 12 anos eufóricas com o primeiro namorado.

- Ele levou-me a passear a um jardim botânico!

Suspira fundo e a Bunny para esquecer, ou pelo menos para tentar, sorri para a irmã e continua a ouvir atentamente. Mas desta vez; Selene levanta-se e vai sentar-se junto dela, no sofá.

- Maninha, sei que é estranho, principalmente para vocês mas se as coisas resultarem tu não ficavas zangada comigo, pois não?

A Bunny estava bastante surpreendida com aquela pergunta, e alargando o seu sorriso…

- Claro que não! Até ficaria muito contente as coisas resultassem.

O relógio interrompe-as dando sinal de que eram horas de comer, Selene e a Bunny dirigem-se para a cozinha e ambas preparam qualquer coisa, enquanto Selene solta alguns sorrisos disfarçados.

No entanto, num lugar não muito longa dali, a Maria arruma a sua pequena cozinha, quando é interrompida pelo toque da sua campainha.

- “ Quem será a estas hora??? Não espero ninguém?”

Dirigindo-se de seguida para a porta, pega no auscultador e …

- Quem é?

- Sou eu, o Mário! Posso subir e falar contigo um instante?

Surpreendida, a Maria abre-lhe a porta e com algum desprezo à mistura, afasta-se dele, deixando-o fechar a porta.

Ambos dirigem-se para a cozinha, a Maria sentasse num banco de frente para a televisão e o Mário coloca-se à frente dela.

- Maria, vim aqui para esclarecer as coisas entre nos! Desde que disse que …

Ele baixa o olhar, suspira e olha para ela tristemente, a Maria parece ignorar todas aquelas expressões de tristeza estampada no rosto do Mário.

- Que te pedi em namoro, tens me vindo a ignorar, porque Maria?

Volta a levantar o olhar na direcção da Maria e ela olha finalmente na sua direcção e, com uma expressão seriamente acentuada.

- Mário …

Olhos nos olhos, as coisas estavam a tornar-se estranhas e diferentes para ambas as partes mas a Maria estava disposta a continuar a falar…

- Eu …

Mas não acabou de falar, o Mário por impulso próprio, beija-a e ela corresponde, tornando as coisas mais ardentes.

Levantando-se de seguida, pega na Maria e coloca em cima da bancada, puxando a zona do rabo da Maria para a sua zona baixo-ventre. O calor aquecia a cada gesto, como se ambos fossem um só e como se ambos estivessem a saciar uma sede que a muita existia.

Sem esperar mais um segundo, a Maria desaperta a camisa do Mário, e ele aperta mais contra o seu corpo, tornando a respiração dos dois mais ofegante. A Maria deixa-se levar e beija-lhe o pescoço e ele, no mesmo instante, enrola as pernas dela na sua cintura e pega-a ao colo, deitando-a de seguida no sofá.

Já sozinha, a Bunny encontrava-se na sala, sentada junto à janela a olha a lua cheia. As lágrimas dela começam a correr pela sua cara e os seus pensamentos partem para longe …

“ Como me pudeste abandonar, o nosso bebe cresce a cada batida do meu coração mas tu … eu amo-te e sei que também me amas. Mas não vou lutar por isso porque… “

Abraça a barriga e o seu choro torna-se mais saliente, mas continua a tentar disfarça-lo para que Selene não se aperceba disso e não venha em seu auxílio.

“ O meu coração é teu meu pequeno anjo!”

Afasta-se da janela e dirige-se para o quarto, Selene dormia profundamente, então a Bunny retira da sua gaveta uma fotografia da Chibi-Usa e sorri para ela.

“ É pena não nasceres como sonhaste!”

Coloca a fotografia na sua mesinha de cabeceira e deita-se para dormir um sono feliz …a sua maneira.

[size=18]

Fim do capitulo



___________________________________________________

Lamento as cenas improprias para menores de 16 anos XD

beijocas

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Veronica Lee em Ter 23 Jun 2009, 05:32

- A VeronicaLee está de voltaaaa \m/
Meu deus, isto está tão interessante! Mas olha lá, o Seiya é o pai? Ou o Gonsalo ou sei-lá-eu-quem! --' Estou confusa em relação a isso!
Melhoras-te imenso a tua escrita ao longo dos capitulos, admiro-te por isso! ^^
Cá está uma das histórias que eu não consigo deixar de ler. Aquela parte (desculpa falar em coisas que já se passaram à capitulos atrás) em qe a Joana sofreu foi tão linda, quase me parecia impossivel que o Yaten a consola-se, mas ele fê-lo. Isto está cada vez mais interessante, e eu que sofra.
Como tu sabes, tive em exames e nao deu para vir mesmo, mas esperava saber quem é o pai do bébé Desiludido Mázinha céliaaa!
Enfim, obrigada pelo capitulo Very Happy
Quero maiiis, beijinhos, cya .

Veronica Lee
Classic: Pelo Poder de Júpiter!
Classic: Pelo Poder de Júpiter!

Feminino
Mensagens : 221
Idade : 21
Localização : Aveiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Ter 23 Jun 2009, 05:54

Veronica Lee escreveu:- A VeronicaLee está de voltaaaa \m/
Meu deus, isto está tão interessante! Mas olha lá, o Seiya é o pai? Ou o Gonsalo ou sei-lá-eu-quem! --' Estou confusa em relação a isso!
Melhoras-te imenso a tua escrita ao longo dos capitulos, admiro-te por isso! ^^
Cá está uma das histórias que eu não consigo deixar de ler. Aquela parte (desculpa falar em coisas que já se passaram à capitulos atrás) em qe a Joana sofreu foi tão linda, quase me parecia impossivel que o Yaten a consola-se, mas ele fê-lo. Isto está cada vez mais interessante, e eu que sofra.
Como tu sabes, tive em exames e nao deu para vir mesmo, mas esperava saber quem é o pai do bébé Desiludido Mázinha céliaaa!
Enfim, obrigada pelo capitulo Very Happy
Quero maiiis, beijinhos, cya .

O pai do bébé so se vai saber muito la para a frente! XD

Quanto ao teres demorado a responder, não faz XD ( para mim a pior altura de todas, a dos exames )

Quanto a essa cena, ainda bem que gostaste! tava com medo de ser demasiado lamechas XD

Bjs

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Veronica Lee em Ter 23 Jun 2009, 06:17

celia escreveu:
Veronica Lee escreveu:- A VeronicaLee está de voltaaaa \m/
Meu deus, isto está tão interessante! Mas olha lá, o Seiya é o pai? Ou o Gonsalo ou sei-lá-eu-quem! --' Estou confusa em relação a isso!
Melhoras-te imenso a tua escrita ao longo dos capitulos, admiro-te por isso! ^^
Cá está uma das histórias que eu não consigo deixar de ler. Aquela parte (desculpa falar em coisas que já se passaram à capitulos atrás) em qe a Joana sofreu foi tão linda, quase me parecia impossivel que o Yaten a consola-se, mas ele fê-lo. Isto está cada vez mais interessante, e eu que sofra.
Como tu sabes, tive em exames e nao deu para vir mesmo, mas esperava saber quem é o pai do bébé Desiludido Mázinha céliaaa!
Enfim, obrigada pelo capitulo Very Happy
Quero maiiis, beijinhos, cya .

O pai do bébé so se vai saber muito la para a frente! XD

Quanto ao teres demorado a responder, não faz XD ( para mim a pior altura de todas, a dos exames )

Quanto a essa cena, ainda bem que gostaste! tava com medo de ser demasiado lamechas XD

Bjs
Ora, mas diz-me, o pai do bébé é aquele que tu me disses-te, nao é? Anda lá, eu nao conto a ninguém *faz olhinhos*. Pois, eu já te tinha apanhado no msn e tinha-te avisado da minha ausencia por causa dos exames, tu até me apoisa-te moralmente, obrigada Very Happy
Não foi, tu tornas-te o impossivel possivel, eu gosto do Yaten e agrada-me vê-lo bonzinho xDDD

Beijinhos queridaaa

Veronica Lee
Classic: Pelo Poder de Júpiter!
Classic: Pelo Poder de Júpiter!

Feminino
Mensagens : 221
Idade : 21
Localização : Aveiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por DiiLuna em Ter 23 Jun 2009, 06:25

OMG menina Célia. Estou literalmente colada ao ecrã.

Está fantástica, linda, linda, linda.
A tua escrita está cada vez melhor. Consigo sentir a atmosfera sentimental que queres dar a conhecer.

Parabéns e continua.

DiiLuna
Classic: Pelo Poder de Júpiter!
Classic: Pelo Poder de Júpiter!

Feminino
Mensagens : 245
Idade : 28
Localização : Cidade Invicta

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Ter 23 Jun 2009, 09:14

So quero relembrar uma coisa : lembram-se do capitulo em que a Bunny diz o nome dos filhos?

Pois bem: Chibiusa e Kouru ...

Quem tem duvidas tome atenção a estes promenores! XD

Razz

Beijocas

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por J@n!nh@ em Ter 23 Jun 2009, 11:27

La vem ela e os nomes

Esta historia esta o máximo, mas dá-me tanto em que pensa que voces nem imaginam...LOL

Bem Querida Celia vamos lá a ver se postas depressa porque aqui a J@n!nh@ qualquer dia dá-lhe uma cosinha má...

Beijokitas

J@n!nh@
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 558
Idade : 29
Localização : Beja e Santiago

http://paintingstarswithme.blogspot.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Veronica Lee em Ter 23 Jun 2009, 13:06

Bem Kouro, Kou-ro, Kou é o apelido dos três luzes! --' Que conclusoes brilhantes as minhas! xDD
Querida, eu quero que o bébé sai cá para fora rápido! Matreiro

Veronica Lee
Classic: Pelo Poder de Júpiter!
Classic: Pelo Poder de Júpiter!

Feminino
Mensagens : 221
Idade : 21
Localização : Aveiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Qua 24 Jun 2009, 10:49

Este capitulo é mais uma vez dedicado as duas meninas que me ajudaram - Lena e a Ju.

_________________________________________________

O Amanha!!
Um grito de Navegante
Nao temer
Navegante Estrelar
Esta dentro de ti
A Esperança Universal ...

Desde o momento em que tu desapareceste assim
Uma jornada começou para te poder encontrar
Os pedaços de um mapar antigo
Tem a forma de um anjo fogaz
Que me ajuda e que me guia
Neste caminho de escuridao sem fim

Mas eu aqui estarei
Envolta de fogo e de luz
Para assim lutar
Contra aquele mal
Da Galáxia e mais alem ...

Nao desistas Navegante do amor
Estou contigo navegante de valor
Encerras em ti
A melodia estrelar

O amanha!
Um grito de navegante
Nao temer
Navegante do poder
Encerras em ti
A esperança Universal


Capitulo 33 - Um beijo no templo!


Haviam passado 3 horas desde que o galo havia cantado, Selene levanta-se, vai à cozinha e pega numa maçã, dirigindo-se de seguida para o seu quarto, e sem acordar a Bunny que dormia profundamente, leva o portátil para a sala.

[size=12]Ao descer as escadas, apercebe-se da presença de Hera e da Artemisa, que estavam confortavelmente a dormir nas suas respectivas camas, pois agora que a paz havia voltado, cada um deles andava a gozar a vida de “casado”, dai muitas poucas vezes aparecerem em casa.


Passando por elas em silêncio, Selene sentasse confortavelmente no sofá e, com o computador, no seu colo, ligado, verifica os seus emails e para sua surpresa, tinha um correio electrónico da Joana, abre-o e começa a ler:

“ Viva meninas gémeas! =) Eu ontem gravei a primeira música do meu primeiro CD, desculpem não ter dito nada mas era para não estragar a surpresa! Queria que vocês se juntassem comigo depois de almoço, no “La Luna”
Adoro-vos
Joana Lima”

Com um jovem sorriso estampado no rosto, Selene vê os restantes emails, não esquecendo o convite da Joana. Pois afinal de contas esse convite era mais importante que tudo.

Terminando a visualização dos seus poucos emails, Selene apaga o computador e dirige-se para a cozinha, onde se senta a comer uma maçã, quando de repente, o seu telemóvel começa a vibrar.

Surpresa, Selene pousa a maçã em cima de guardanapo, limpa as mãos com um outro e pega no telemóvel, tinha recebido uma mensagem, que a abre de imediato, o número não era familiar, o que não facilitava as coisas, Selene continua para ler mensagem:

“ Selene, como estas? Este é o meu número. Quando te volto a ver?

Miguel”

Com um sorriso enorme, Selene prepara-se para responder, mas não sabia o que responder, mandando apenas um pequeno bonequinho a sorrir.

Nisto, Artemisa surge junto dela. Calma e serena como sempre, sentasse na cadeira, junto de Selene e …

- Como é que ela está?

Selene suspira e pousando o telemóvel, responde à Artemisa.

- Melhor! Pelo menos acho que sim. Mas continua sem nos dizer quem é o pai da criança que transporta em seu ventre!

Num suspiro cortante, como quem lamenta a Artemisa baixa a cabeça e Selene por sua vez tenta sorrir para ela. Nesse mesmo instante, entra Hera que veio chamar a Artemisa.

- Olá, Selene?!

E olha-lhe para a zona da barriga para verificar-se era mesmo ela. Depois volta-se para a Artemisa, sentando-se de imediato.

- Temos de ir! O Luna e o Zeus estão a nossa espera!

- Eu sei! Adeus, Selene e obrigado por cuidares dela!

- Não me agradeças só a mim!

Artemisa e Hera saíam deixando Selene sozinha, que volta a pegar no telemóvel, esperando uma reposta. Bastante concentrada, Selene observa o monitor do telemóvel, quando a sua irmã surge atrás dela e, sem esperar, Selene assusta-se, e quase deixa cair o telemóvel. A Bunny sorri para ela e mete-se à frente dela, pegando também uma maçã. Parecia bastante bem disposta, para uma grávida que acaba de acordar.

- Bom dia! Hoje estas assustadiça!

Esboça um sorriso e tenta ler os pensamentos da irmã. Tentando disfarçar o que se estava a passar, Selene pega de novo na maçã e brincando com ela nas suas mãos, informa a irmã.

- A Joana convidou-nos para irmos ter com ela ao “La Luna”. Queres ir?

Dando uma pequena dentada na sua maçã. A Bunny, por sua vez, da a primeira dentada na maçã e acena afirmativamente com a cabeça.

Ao acabarem de comer, vão para o quarto vestirem-se. Abraçadas sobem as escadas, bastante alegres e bem dispostas.

No templo, as coisas pareciam calmas, a Rita encontrava-se a varrer a entrada do templo, enquanto Fernando e o seu avô andavam atrás das jovens que por ali passavam.

Ao irem atrás da uma jovem bastante bonita por sinal, uma deusa morena e longos cabelos compridos, o Fernando e o avô espalham tudo o que a Rita tinha juntado e, farta daquela situação, a Rita aos gritos com ambos:

- VOCÊS SÃO UNS INUTEIS!!! OLHEM O QUE FIZERAM!!! VOCÊS …

Mas nisto, surgem dois homens armados, apontando uma das armas para a Rita e a outra para o avô dela, em pânico, a Rita não sabe o que fazer, ate um deles se aproximar da Rita, agarra-a pelos cabelos e encosta-a à parede.

- És muito bonita! Das um bom petisco!

Fazem um sorriso maquiavélico, a Rita tenta-se defender mas ele colocou-a numa situação de nem sequer conseguir respirar como deve de ser. Prisioneira deste horrível homem e sem garantias que o seu avô ou ate mesmo o Fernando sovreviviam, a Rita começa a deitar algumas lágrimas e, nesse mesmo instante, o seu avô sente-se mal e desmaia. Apavorado, o Fernando tenta reanima-lo mas sem exito, e olhando de seguida para o homem que segurava a Rita, coloca uma expressão furiosa em seu rosto.

O homem que segurava a Rita, apercebe-se que aquela jovem mulher não era indiferente para aquele homem que o olhava com ódio, então força um beijo à Rita mas ela morde-o. Irritado, ele atira a Rita para o chão, que apesar de tudo, estava consciente mas bastante magoada, os dois apontam as armas ao Fernando e a Rita e, sem temer, o Fernando corre para a Rita mas é atingido brutamente pelo disparo de uma das armas. Assustados, eles fogem e a Rita tenta gritar, vendo o Fernand cair no chão bastante ferido. O sangue na sua roupa atinguia o ombro direito. Sem força, a Rita tenta-se levantar para se agarrar a ele.

Felizmente, uma jovem que estava a passar do outro lado do templo, pega no telemóvel e liga para o 112.

Em poucos segundos, uma equipa leva o avô da Rita, já consciente, para um último exame antes de liberta-lo e, sentados à entrada do templo, estava a Rita e o Fernando que olhavam para o chão. Ambos não sabiam como reagir, muito menos depois disto.

- Ainda bem que estas bem!

Acaba a Rita por falar, olhando para ele com um sorriso envergonhado. O Fernando olha para ela também e, por alguns instantes observam-se, depois sem darem conta, as suas caras vão se aproximando. O avô da Rita, que vinha agora a subir as escadas, encara com um beijo doce e calmo da Rita e do Fernando.

Num suspiro doce, o avô volta as costas e segue para a outra ponta. Ele, apesar de não admitir, ou melhor de lhe costar a admitir, adorava a ideia de que quando ele morresse, o Fernando é quem tomaria conta da sua querida neta.

Após estarem vestidas, Selene e a Bunny vão dar uma volta juntas, a poucos metros de saírem de casa, encontram-se com Jimy que estava sozinho. Ao vê-las, ele esboça um sorriso. A Bunny corresponde e a Selene faz um sorriso um pouco mais envergonhada.

- Olá meninas!

- Olá Jimy! Como tens passado?

Pergunta-lhe a Bunny com uma expressão curiosa. Selene olha para a irmã e Jimy cora um pouco, pois havia qualquer coisa em Selene que o incomodava bastante mesmo. Algo que ele nunca havia sentido, algo forte e quente e …

- Bem. E vocês?

Tenta dizer para disfarçar a sua situação. Selene por sua, observa a irmã sem se aperceber da situação.

- Bem. Um dia hás-de passar lá por casa!

A Bunny volta-se e aponta na direcção da casa delas. Ainda mais envergonhado. Jimy apenas acena afirmativamente, a Bunny continua a explicar …

- É aquele prédio azul. Alguma coisa manda uma mensagem!?

- Claro que sim!

Despedem-se, Selene e Jimy trocam um último olhar e, sem a Bunny se aperceber, Selene parecia simpatizar com ele mas, aparentemente, como amiga.

Selene e a Bunny dirigem-se para o centro da cidade, onde por casualidade, encontram a Mariana e a Haruka.

- Olá meninas!

Responde-lhes a Haruka com um grande sorriso, e mantendo, como habitual uma das suas mãos no bolso. Aproximam-se umas das outras, Haruka coloca-se logo ao lado da Bunny.

- Com têem passado?

Pergunta de seguida a Mariana a próximando-se da Selene.

- Bem! A Joana mandou-vos um convite, certo?

Pergunta a Selene com um sorriso dirigido à Haruka.

- Sim, mandou e nos lá estaremos!

Respondendo a Haruka com um sorriso para a Selene. A Bunny sorri e dá um abraço à Haruka, como se a desafia-se a ir com elas.

- É a inauguração de uma amiga! Além disso, as gravações correram 5 estrelas e nós ainda nem a felicitamos, por isso não podemos perder esta oportunidade!

Responde a Mariana, olhando para a reacção da Bunny.

- Mas claro que não!

Sorri a Haruka e a Mariana. Partem as duas na companhia da Bunny e da Selene.





Fim do capitulo


celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Haruka Tenou em Qua 24 Jun 2009, 11:56

Winda! Ta mt fixe! As tuas descrições tão mt bem!
Continua assim ta?
Beijinhos e espero ansiosamente pelo prox cap

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por sweet24 em Qua 24 Jun 2009, 12:26

sou nova no forum e pelo o que li no inicio da tua fic parece-me muito interessante vou continuar a ler beijos

sweet24
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 293
Idade : 22
Localização : pro-cu-ra-me

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por J@n!nh@ em Qua 24 Jun 2009, 15:31

Querida Celia...Amei amei amei!!!

Como sempre estou curiosa e cada vez mais...Esta fic está a dar comigo em doida, nunca sei o que esperar dela XD

Gostei das modificações no capitulo, ainda bem que as fifizes-te.

Beijokitas

J@n!nh@
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 558
Idade : 29
Localização : Beja e Santiago

http://paintingstarswithme.blogspot.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Qui 25 Jun 2009, 18:35

Eu fiz pois queria experiementar se facilitava as coisas e realmente ajudou um pouco.

Talvez amanha poste a primeira parte do novo capitulo, visto estar a ficar muito grande.

Beijocas

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Sex 26 Jun 2009, 16:27

O Amanha!!
Um grito de Navegante
Nao temer
Navegante Estrelar
Esta dentro de ti
A Esperança Universal ...

Desde o momento em que tu desapareceste assim
Uma jornada começou para te poder encontrar
Os pedaços de um mapar antigo
Tem a forma de um anjo fogaz
Que me ajuda e que me guia
Neste caminho de escuridao sem fim

Mas eu aqui estarei
Envolta de fogo e de luz
Para assim lutar
Contra aquele mal
Da Galáxia e mais alem ...

Nao desistas Navegante do amor
Estou contigo navegante de valor
Encerras em ti
A melodia estrelar

O amanha!
Um grito de navegante
Nao temer
Navegante do poder
Encerras em ti
A esperança Universal


Capitulo 34 - Uma festa para a Bunny! ( 1ª Parte )



Já todos reunidos no “La Luna”, contando as novidades – a Rita apresenta o Fernando como seu namorado e, por sua vez, a Maria também apresenta o Mário como seu.

Todos revelam grande espanto pois ninguém esperava tal acontecimento, no entanto, o Fernando mesmo conhecendo as meninas já à algum tempo, continua a sentir-se envergonhado com toda aquela situação. Já o Mário nem por isso, gosta de estar com elas e sente-se bastante à vontade e, até acaricia o cabelo da namorada à frente de todos, ou a beija sem problemas.

Começam a sentar-se casualmente e, começando pela ponta do lado direito, onde estava sentado o Seiya, seguido do Taiki, Amy, Yaten, Joana, Selene, Bunny, Rita e o Fernando, enfrente a eles, pela mesma ordem, Haruka, Mariana, Susana e a Octávia., Maria e o Mário.

O Seiya estava a observar toda a conversa calmo como se nem sequer ali estivesse. Haruka, Mariana, Susana e a Octávia observavam todos os movimentos esboçando alguns sorrisos com as trocas de embaraços que iam surgindo.

O Taiki e a Amy nem pareciam namorados, pois mantinham uma ligeira distância um do outro e, nem um gesto mais carinhoso entre eles, também pareciam sentir-se envergonhados ao demonstrarem afectos mesmo entre amigos.

Já a Selene e a Bunny estavam de mãos dadas como duas irmãs, que o são na realidade e, apesar do desconforto que o bebe gerava à Bunny, ela tentava manter-se o mais possível quieta e calma.

- Grandes novidades, tu e o Fernando, hã?!


Sorrindo matreirosamente, a Joana, que estava de mãos dadas ao Yaten, para os envergonhar.

Conseguindo o que queria, a Rita esboça um pequeno sorriso envergonhado, enquanto o Fernando cora bastante. Todos tomavam atenção agora, a conversa para que pairava no ar. A Rita respira fundo e, tenta disfarçar o seu embaraço, respondendo à Joana.

- Pois foi! E o mais estranho foi o meu avô ter aceitado tão bem! Ele parecia detestar a ideia!

Salientando a Rita e dando um gole disfarçado no sumo que tinha à sua frente. O Yaten sorri e encosta-se para trás, passando o seu braço pelas costas da namorada.

Por sua vez, o Taiki num suspiro coloca também o seu braço, timidamente, por detrás da Amy. Ela olha para ele, sorri e aconchega-se no seu ombro como quem procura o conforto de um namorado e de um amigo ao mesmo tempo. Já a Rita e o Fernando mantém a distancia mínima para que a Rita possa falar à vontade.

- O teu avô aceitou bem? Até me admira!

Exclama a Maria, parecia difícil de acreditar para quem o conhecia bem. Ele parecia sempre opor-se a isso e, de um momento para o outro, aceita as coisas simplesmente.

Cada um agora dava um gole no seu sumo, o Taiki e a Amy pareciam que ali não estava ninguém ao pé deles, pois a troca de olhares momentânea, até para os mais despistados, foi fatalmente intensa. De seguida, a Rita tenta relembrar algo …

- A mim também! Mas não sou só eu que tenho novidades!

Olham de seguida, todos para a Maria e para o Mário. Ele apenas faz um sorriso, mas ela cora um pouco. A Joana, com o seu intenso olhar, não os ia deixar em paz enquanto eles não contassem como tudo aconteceu. A Maria é a primeira a tentar falar, apesar de se sentir um pouco embaraçada.

- Eu e o Mário! Bem nós … foi tudo muito inesperado e sem …

- Cala-te Maria! Nos já percebemos!

Selene pisca o olho a Maria e salva-a do interrogatório da Joana. Ela suspira fundo, e apenas com o mexer dos lábios agradece a Selene. A troca de sorriso foi imediata! O Mário mantém-se calmo, parecia que falar de como tudo aconteceu não o afectava em nada.

Taiki olha para a irmã e depois para o Seiya, lembrando-se de algo para mudar o rumo da conversa e ajudar Selene a salvar a Maria.

- Seiya, já lhes contaste?

Seiya prepara-se para falar mas é
interrompido pela Bunny, que aparentemente estava a leste de toda a conversa.

- Não me digas, Seiya. A misteriosa rapariga tu e ela …

Seiya olha para a Bunny e ela retribui o olhar. Nele havia um pouco de tristeza sentida um pouco por ambas as partes. O Seiya tenta sorrir para ela, o seu sorriso era tão triste quanto o dela, levantando-se de seguida, o Seiya vai ter com a Bunny, segreda-lha algo, sorri e volta a sentar-se. Seja o que fosse pareceu deixa-la mais confortável e ao mesmo tempo mais triste.

- Nada disso!!! Eu vou viajar para Inglaterra, mas é apenas por um dia!

Desenhando na sua face um sorriso maldoso, Haruka fala de uma maneira elevadamente sincera para conseguir arreliar o Seiya.

- Finalmente vamos livramo-nos de ti!

Olhando para ela azedamente, Seiya tenta manter a sua postura responder-lhe calmamente.

- Tens algum problema comigo? Haruka porque se tens diz-me logo!

Haruka volta a sorri, cruzando olhar com ele, Haruka coloca-se numa postura elegante e seria, tentando imitar a postura do Seiya.

- Hoje o Sr. Seiya Kou está muito irritado! Essa misteriosa rapariga deve ser a tua cruz!

Tentando manter a paciência com as provocações da Haruka, Seiya respira fundo. Todos pareciam esperar que a bomba rebentasse e os dois se pegassem fortemente. O Seiya baixa o olhar, respira de novo fundo, e olha para a Bunny.

- Não é a minha cruz! Ela chega mesmo a ser uma doença! Melhor ainda, ela é a minha praga!!

Todos acompanham o olhar do Seiya, a Bunny baixa o olhar de imediato. Deixando todos confusos, pois não percebiam o que poderia ter a Bunny a ver com aquilo. No entanto, a Haruka resolve continuar com as suas doces provocações a Seiya.

- Já percebi!

Exclama num contacto visual com Seiya. A expressão dele era uniforme agora, enquanto a dela continuava a ser matreira.

- Já percebeste? o quê que já percebeste?

Pergunta o Seiya. Parecia aflito com aquela afirmação da Haruka. Ela pega no sumo que tinha à sua frente, olha para a Mariana, pisca-lhe o olho e volta a olhar para o Seiya.

- Por que estas tão parvo!

Já furioso, o Seiya já começa a responder-lhe mais azedamente, sem medo que aquilo desse luta.

- Eu não sou …

- Ai não!

Seiya bem que queria manter a calma, olhos nos olhos, Haruka e Seiya desafiavam-se mutuamente. Haruka não queria deixar o Seiya em paz e, foi então que o Taiki interviu, agarrando-lhe um braço com as suas mãos e …

- Tenha calma, Seiya!

O Seiya respira fundo e desvia o olhar da Haruka com desprezo. Haruka por sua vez, enquanto volta o seu olhar na direcção de Selene, sorri largamente.

Haruka não ia deixar a conversa ficar por ali, ela sabia que apesar de tudo, tinha mais força que o Seiya e uma grande probabilidade de que se aquilo desse para o torto, ela vencer, apesar de a sua única intenção era arreliar o Seiya.

- Bem, acho que podemos conversar agora amigavelmente!

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Sex 26 Jun 2009, 16:43



Fala a Susana com um largo sorriso, querendo demonstrar que as coisas estavam calmas. No entanto, Haruka não podia estar simplesmente ficar calada. Tinha de provocar e, apesar de não saber muito bem o porquê de o desejar fazer.

- Só se ai o Sr. Dr. estiver calmo!

O Seiya não responde, levanta-se na sua direcção e ela também. Estavam próximos e o olhar era diferente. Uma mistura de intensidades … doçura … desprezo … carinho … Mariana acaba por intervir e consegue afasta-los, obrigando a Haruka a trocar de lugar com ela.

Houve alguns momentos de silêncio para as tensões entre eles acalmarem. O Mário sorridente, abraça a Maria, beija-a no cabelo e quebra o silêncio com uma pergunta que ia suscitar duvidas e receios …

- Sabem do Gonçalo? Não o vejo à bastante tempo!

Todos olham para a Bunny sem saberem como ela ira reagir, pois afinal de contas, eles tinham sido namorados durante muito tempo.

- Não!

Surpreendendo todos, a Bunny sorri na direcção do Mário. O seu sorriso era pequeno e bastante doce. Aparentemente não guardava rancor, ódio, nem nada por o Gonçalo a ter abandonado.

- Desculpa, mas pensei que vocês eram …

Suspirando, a Bunny encosta-se para trás na cadeira, devido à criança que tinha no ventre, pois estava naquele momento a mexer-se e, após o bebé parar, ela continua, mas desta vez mais seria e observando a sua barriga.

- Não! Isso foi há muito tempo!

Volta a olhar para o Mário, o seu olhar era ilegível, tanto poderia estar a transmitir alegria e felicidade, como também poderia estar a transmitir tristeza e sofrimento.

Ninguém sabia ao certo o que iria naquela cabeça. Alias, a esta altura já ninguém sabia nada sobre tudo aquilo.

- Desculpa, Bunny. A sério, eu não queria …

- Não peças desculpa!

Interrompe-o, mantendo aquele olhar misterioso.

- Bem, como todo este trocar de emoções já passou uma tarde! Que nos dizem de nos reunirmos em minha casa e lá fazermos alguma coisa para comer?

Acaba a Selene por dizer, acabando por voltar os olhares para si. Haruka, Mariana, Susana e a Octávia levantam-se…

- Nós não podemos ficar, mas prometemos que amanhã passamos a tarde com vocês.

Fazendo um doce sorriso, Mariana coloca-se junto da Haruka e olha para Seiya. Haruka apercebe-se do olhar dela e, mais uma vez na tentativa de arreliar o pobre Seiya…

- Claro que sim! Eu até tenho incentivo para vir! Sei que o Sr. Seiya não ira cá estar logo é um bom incentivo.

Apesar de as coisas já estarem mais calmas, Haruka tinha de provocar uma ultima vez o Seiya. Ele apenas lhe deita um olha ameaçador, mas ela sorri e despede-se dos restantes.

O restante grupo dirige-se agora para a casa da Selene e da Bunny. Seiya, Taiki e Yaten encontram-se mais atrás, à sua frente vão a Rita, Fernando, Mário, Maria e a Amy. E na frente, vai a Selene, Bunny e a Joana.

A conversa dos rapazes não agradava muito a Seiya, visto reflectir-se na Haruka, só o nome já o deixava bastante furioso.

- Vocês importa-se! Eu odeio-a!

- Pois sim, Seiya! Isso ainda vai dar fruto!

Goza o Yaten mantendo o seu sorriso meio escondido e, por sua vez, Taiki coloca uma postura seria na tentativa de chamar a atenção de Seiya, para o que eles julgavam ser a razão.

- Pois Seiya. Nos conhecemos-te e achamos que mais valia admitir quem é essa tua nova paixoneta ou nós vamos continuar a pensar que é a Haruka!

Furioso com tal ideia, o Seiya avança alguns passos na direcção da Bunny
Ao vê-lo ao seu lado, ela dá-lhe o braço para se apoiar um pouco e ele sorri-lhe, fazendo o resto do caminho com elas.

Mal chegam a casa delas, cada um se distribui pela sala para organizarem o resto da tarde e provavelmente o serão também. Pelo menos era isso que a Selene queria para distrair a irmã.

- Que querem fazer?

Pergunta o Taiki dando a mão à Amy. Pareciam agora menos tímidos do que no inicio. Com um sorriso, a Joana sugere …

- Um jogo de cartas? Interessante e com novas regras. Tipo quem perdesse despia!

- Oh, Joana! Não pode ser! Já te imaginaste a despires-te perante nos todos?

Responde-lhe a Amy bastante seria. A ideia era um pouco estúpida por assim dizer. A Joana começa a rir-se parvamente e fica um pouco embaraçada.

- Isso é um pouco estranho, não?

Sorri a Mariana, olhando também para a Joana.

- Realmente é uma má ideia!

Admite a Joana ainda mais embaraçada.

- Já tenho saudades dos tempos em que lutávamos!

Num suspiro, comenta a Octávia.

- Eu não!

Responde a Rita dando o braço ao Fernando.

Nisto, Selene faz sinal à Bunny para a acompanhar à cozinha. deixando-os todos na conversa. Ela levantasse e dá a mão à irmã.

Juntas na cozinha e completamente sozinhas, Selene sentasse junto da irmã para ter uma conversa com ela.

- Bunny, maninha querida…

Passando-lhe a mão pelo rosto, Selene tenta inspirar fundo calmamente, por sua vez, a Bunny observa-a calmamente, esperando que ela falasse.

Continuando, Selene coloca um jovem sorriso …

- Eu acho que sei quem é o pai do bebe que transportas em teu ventre. É do Seiya não e? Eu vi a maneira como vocês segredaram algo um ao outro. Como lhe deste o braço … tu e o Seiya … algo me diz que o Seiya e tu …

Selene não conseguia acabar mesmo sendo a reacção da Bunny pacífica e amigável. Então a Bunny beija a irmã na face e segreda-lhe …

- Temos de regressar lá e não te preocupes mais com isso.

A Bunny levantasse calmamente e vai direita à saída da cozinha, quando Selene lhe pergunta em voz alta …

- Pensei que bebe que transportas no teu ventre fosse gerado pelo amor da Lua e da Terra, mas agora sei que foi gerado pela Lua e pelo planeta dos Bons-Aromas. Por isso tens mantido segredo, não é? Não precisas de ter vergonha se assim é!

A Bunny parada à entrada da cozinha, olha para a irmã e sorri, seguindo para a sala e juntando-se aos outros. Selene pensativa na cozinha, queima os seus jovens neurónios a pensar no que levaria a irmã a continuar a esconder o pai da criança.

- “ Se fosse o Gonçalo ainda percebia que ela quisesse esconder, pois afinal ele foi-se embora. Claro, o Seiya também vai e … ela sabia disso. Deixou-o livre para ele seguir a sua vida. Então é isso. O Seiya é mesmo o pai daquela criança. Mas se eles não gostam um do outro daquela maneira, então como foi a criança foi gerada? E em que condições? Tanto mistério! (suspiro psicológico) A minha irmã já é crescida para saber o que faz. Eu vou confiar nela!”

Selene levantasse e juntasse a eles na sala. A conversa estava bem longe de quando ela se tinha ausentado com a Bunny. Havia gargalhadas e palhaçadas pela parte dos rapazes apesar do Fernando continuar um pouco envergonhado.

O jantar foi passado na conversa entre a Joana e a Rita que se perguntavam uma a outra como estava a decorrer as coisas com o CD dela. Tudo parecia correr bem, e após o jantar terminado, todos se reúnem na sala.

O tempo era passado entre gargalhadas e brincadeira. Tudo parecia normalmente. Selene e a Joana desafiaram os restantes para um jogo ao qual parecia infantil, no entanto crucial para descobrirem, de uma vez todas a verdade., mas desta vez, Fernando e o Mário vão embora, pois no dia a seguir esperava-lhes uma grande tarefa chamada trabalho!

Após estarem todos confortáveis no chão, e com tudo o que havia ao redor afastado, arranjaram uma pequena garrafa de plástico e a primeira a girar seria a … Bunny.

Todos estavam atentos onde a garrafa iria parar, … calhando na Amy. Ela sorri e olha para a Bunny que se coloca pensativa, pois a Bunny queria outra pessoa para questionar, isso estava escrito na sua expressão facial. Após pensar muito, a Bunny pede ajuda à Rita e a Joana ajuda, na qual a Joana tem uma maravilhosa ideia.

- Sei que é mau perguntar isto, Amy. Mas foi a única coisa que ocorreu a Joana, e eu acho que sei a resposta mas enfim! Queres filhos? Mas podes escolher consequência se preferires não responder.

Acaba por a Bunny dizer com um meio sorriso. O Taiki que ia levar o copo de água à boca, engasga-se e afasta-se, seguido pelo Yaten e pelo Seiya. A Amy por sua vez sorri e acena afirmativamente.

Depois deles voltarem, a Amy pega na garrafa, gira-a, e vai calhar em Selene. Olham uma para a outra e Selene sorri, acabando por dizer…

- Vá pergunta!

- Hum … onde anda o teu coração agora?

A Amy e a Selene trocavam sorrisos. Selene não sabia o que responder, então disse o que lhe veio a cabeça.



Última edição por celia em Sex 26 Jun 2009, 16:55, editado 1 vez(es)

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por sweet24 em Sex 26 Jun 2009, 16:45

bem vou ter muito que ler... o que vale é que nao tenho que estar a espera heheheh

continua beijos

sweet24
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 293
Idade : 22
Localização : pro-cu-ra-me

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Sex 26 Jun 2009, 16:48



- Não sei … talvez ande por ai!

Selene pega na garrafa e olha para Seiya como se fosse ele o seu alvo, o que na realidade até era. Gira a garrafa e calha mesmo nele. Esboçando um grande sorriso maldoso, Selene olha para a Bunny e volta a olhar para ele.

- Tu és o pai do bebe que a minha irmã transporta?

Total silêncio na sala, nem se ouvia uma mosca. Um pouco zangado com a pergunta; Seiya responde secamente.

- Prefiro consequência. Eu não sei isso, apenas ela sabe e gostaria que a deixassem em paz. Ela quando se sentir preparada diz.

Todos se entreolham e num só suspiro, revolvem deixar o jogo por ali, Selene pede desculpa à irmã e ambas ficam bem.

Segue a organização de toda a sala e a visualização de um filme – Antes que o dia acabe. – Bunny, Selene, Rita, Maria num sofá, enquanto no outro estavam Amy, Joana, Taiki, Yaten e Seiya.

Apesar de tudo, o Taiki adormeceu na cena do acidente, enquanto os outros, apesar de terem algum sono, ainda se foram mantendo, mais ou menos acordados. Quanto as meninas, as coisas estavam mais animadas. Elas estavam a adorar o filme.


* * * * * * *


Terminado filme, estava na hora de decidir onde iam dormir. Seiya, Yaten e Taiki queriam ir embora, mas já era tarde e elas arranjavam espaço para todos.

Selene e a Bunny levam com elas, Rita, a Maria e a Amy. No outro quarto, ficava o Seiya, Yaten e o Taiki. E a pobre Joana iria ficar sozinha, com o sofá totalmente aberto, o que fazia uma grande e confortável cama. Ela fazia inveja a todos, pois ela tinha uma cama só para si.

Todos se vão deitar menos o Yaten que fica a fazer um pouco de companhia a Joana.

A Joana coloca-se dentro da cama com um pijama emprestado da Bunny, enroscando-se na cama e, como ela, Yaten também se deita.

Encaixados, como duas peças de um puzzle que encaixam na perfeição, a Joana estava com a cabeça no peito do Yaten e, por sua vez ele estava com um dos seus braços a volta do pescoço da Joana e com o outro na sua cintura. Estiveram em silêncio durante uns breves instantes, apenas a apreciarem a companhia um do outro.

Num suspiro profundo, o Yaten foi o primeiro a quebrar o silêncio com um sorriso estampado no rosto.

- Não achas perigoso demais estar aqui os 2 sozinhos?

A Joana levanta a cabeça à procura do seu olhar.

- Não. Porque haveria de ser?

- Não te quero magoar! Eu gosto muito de ti, Joana … mas há coisas que por mais que um homem queira não consegue resistir e, … simplesmente não te quero magoar.

A Joana continuava a não perceber onde ele queria chegar. Parecia mesmo longe do objectivo do Yaten, acabando por responder.

- Tu nunca me vais magoar. Tenho a certeza. É verdade que já tivemos as nossas divergências mas confio em ti.

- Não estas a perceber onde quero chegar, tontinha! Não se trata de te magoar a esse nível, pois ai estou plenamente seguro que resolvemos os nossos problemas como o fizemos antes. Aqui o problema tem outro nome, cham …

A Joana não o deixa terminar, beijando de seguida. Estava claro que ela não queria ouvir a que nível era. Ela apenas queria aproveitar o momento e deliciar-se na sua companhia. Respondendo ao beijo, deixa-se cair lentamente para o outro lado, acompanhando-a para nunca deixando de a beijar.

Após estar praticamente deitado em cima dela, as trocas de carícias e de beijos tornam-se mais intensos e a sua respiração torna-se mais ofegante. As coisas estavam a sair do controlo de ambos.

As mãos dele começavam agora a deslizar pelo troco dela, percorrendo cada milímetro, enquanto as dela seguravam o seu rosto e, lentamente desciam ate ao seu peito. Agora os seus beijos tornavam-se mais intensos, e Yaten apertava o corpo da Joana contra o seu.

Num rápido movimento, o Yaten tira a parte de cima do pijama da Joana, procurando de seguida o seu olhar …

- É isto que tu queres? Agora?

A Joana dá-lhe um beijo como sinal afirmativo e, então a distancia que mantinha os seus corpos afastados é desfeita em poucos minutos. As coisas entre eles tornaram-se tão intensas como dois sois que queimavam num dia de sol abrasador.

Na manha seguinte, pouco depois do Seiya se levantar, o seu telemóvel vibra, um número desconhecido, atende e uma voz diz-lhe:

- “ Vem ter comigo ao “La Luna”. É urgente!”

E desligam. Estranhando aquele telefonema. Olha para onde o Taiki estava deitado, e vê que ele continua a dormir, no entanto, o Yaten não estava lá.

Ao sair do quarto, vê a Joana e o Yaten abraçados e roupa espalhada por todo o lado. Desconfiado com o que tinha acontecido, vai direitinho à casa de banho, veste-se e sai sem dizer nada a ninguém.

Ao chegar perto do “La Luna”, vê Haruka sentada numa mesa, aproxima-se e ela olha para ele fazendo-lhe sinal para se sentar. Ele sentasse e observa-a à espera de uma justificação para lhe ter ligado. Ambos tinham os braços cruzados, fazendo dói fortes que nunca foram arrombados.

- Desculpa se te acordei!

Acaba Haruka por dizer, tentando manter-se seria o bastante para continuar

- Não faz mal! Eu já estava acordado há muito tempo. Mas então porque me ligaste e como arranjaste o meu número?

- Digamos que o encontrei! Eu pedi-te para vires aqui porque queria fazer uma festa a Bunny. Ela anda muito em baixo e precisa de ânimo.

- E achas que uma festa a vai ajudar?

Diz o Seiya duvidando bastante disso. Como uma festa poderia amimar alguém numa situação igual à da Bunny.

- Talvez!

- Estas muito enganadas, Haruka! A Bunny precisa de ser ajudada pela força dos amigos e não por festas! Eu vou-me embora hoje e ia-lhes pedir para tomarem conta dela.

O olhar do Seiya e da Haruka agora é cruzado. O que não sabiam era que ao longe, a Susana e a Octávia os via. Elas mantinham uma distância razoável, mas caso desse para o torto, Susana iria ligar para a casa da Bunny para pedir ajuda.

- Tu sabes quem é o pai do bebe, não sabes?

Pergunta-lhe a Haruka desfazendo o cruzar de braços e olhando para ele. De seguida coloca as mãos em cima e aproxima a sua cara numa tentativa falhada de lhe ler os pensamentos. Por fim Seiya responde-lhe …

- Isso não importa! Só peço que durante a minha ausência tomem conta dela.

- Conta, Seiya! Por favor!

Pede com uma expressão de clemência mas o Seiya não ia ceder pela amizade e lealdade que tinha a Bunny …à sua pudinzinho.

- Não!

Diz por fim e com sua ultima resposta. Rendida pela insistência do Seiya, Haruka acaba por se afastar e falar num tom um pouco mais sereno.

- Admiro-te!! A tua lealdade para a Bunny é surpreendente!!

Chegando-se para trás na cadeira e colocando a sua expressão seria, ele responde-lhe azedamente …

- A tua também devia ser!

Na casa da Bunny e da Selene …

- Bom dia!

Responde a Selene mal entra na cozinha, seguida pela Bunny. O Taiki e o Yaten estavam a ouvir as notícias, enquanto a Joana bebia um copo de leite e a Maria fazia-lhe companhia. A Rita e a Amy estavam na casa de banho a despacharem-se.

- Bom dia, Selene e Bunny!

Responde a Maria com um grande sorriso.

- Olha o casal de pombinhos! Dormiram bem??

Responde a Selene provocando. Yaten apenas sorri mas continua a ver as noticias. A Bunny olha para todo o lado e acaba por perguntar.

- O Seiya?

- Boa pergunta, ninguém o viu sair!

Responde o Taiki virando-se para elas.

- Cá para mim foi ter um encontro com aquela misteriosa rapariga!

Responde o Yaten continuando a olhar para a televisão. Agora a Joana levanta-se, coloca o copo de leite no lava-loiça, e sentasse ao colo do Yaten. Ele abraça-a. A Bunny parecia preocupada, perguntando de seguida …

- Achas??

- Não me admirava nada!!

Responde-lhe de novo o Yaten virando-se para ela.





Fim da 1ª Parte





_________________________________________



O Capitulo teve de ser postado assim porque aparecia-me uma mensagem e não me dixava postar todo de uma vez



Beijocas

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por J@n!nh@ em Sex 26 Jun 2009, 17:07

Estou sem palavras(ultimament4e acontece-me muito)

a parte da Joana e do Yaten foi mesmo um espectaculo...

Bem eu contunuo confusa com isto tudo e como sou um cadinho tapadinha ainda não percebi quem é o pai da criança...(E todos pensam: bem esta J@n!nh@ é uma despistada do pior)

Achei o capitulo muito intenso, todos a tentarem animar a Bunny, a Selene a tentar saber quem é o pai e a cena de amor entre a Joana e o Yaten...Foi mesmo um capitulo intenso...

Fico à espera do proximo, pode ser que da proxima vez descubra finalmente quem é o pai...

Beijokitas minha querida

J@n!nh@
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 558
Idade : 29
Localização : Beja e Santiago

http://paintingstarswithme.blogspot.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Haruka Tenou em Sex 26 Jun 2009, 17:24

- Admiro-te!! A tua lealdade para a Bunny é surpreendente!!

Chegando-se para trás na cadeira e colocando a sua expressão seria, ele responde-lhe azedamente …

- A tua também devia ser!



Esta foi forte... o idiota do seiya magou-me! Crying or Very sad
Por acaso, se ele na verdade existisse, e tivessa falado comigo assim, eu ja lhe tinha espetado um murro no meio dos cor*** Laughing Twisted Evil mas enfim... não é verdade Sad

Adorei o captitulo! Quero ler mais! Please... termina a proxima parte e posta depressa Very Happy

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Sab 27 Jun 2009, 04:13

Haruka Tenou escreveu:- Admiro-te!! A tua lealdade para a Bunny é surpreendente!!

Chegando-se para trás na cadeira e colocando a sua expressão seria, ele responde-lhe azedamente …

- A tua também devia ser!



Esta foi forte... o idiota do seiya magou-me! Crying or Very sad
Por acaso, se ele na verdade existisse, e tivessa falado comigo assim, eu ja lhe tinha espetado um murro no meio dos cor*** Laughing Twisted Evil mas enfim... não é verdade Sad

Adorei o captitulo! Quero ler mais! Please... termina a proxima parte e posta depressa Very Happy

A Haruka vai responder-lhe! :Rolar:

Beijocas

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Haruka Tenou em Sab 27 Jun 2009, 05:33

celia escreveu:
Haruka Tenou escreveu:- Admiro-te!! A tua lealdade para a Bunny é surpreendente!!

Chegando-se para trás na cadeira e colocando a sua expressão seria, ele responde-lhe azedamente …

- A tua também devia ser!



Esta foi forte... o idiota do seiya magou-me! Crying or Very sad
Por acaso, se ele na verdade existisse, e tivessa falado comigo assim, eu ja lhe tinha espetado um murro no meio dos cor*** Laughing Twisted Evil mas enfim... não é verdade Sad

Adorei o captitulo! Quero ler mais! Please... termina a proxima parte e posta depressa Very Happy

A Haruka vai responder-lhe! :Rolar:

Beijocas


´
SERIO? AHAHAHAHAHAH

Souuu taaaaooo maazziinhha muahahahahahahah

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Seg 29 Jun 2009, 13:57

A parte que se segue é dedicada a Haruka e a Jo que me ajudaram imenso!!!

Beijocas

____________________________________________________

Capitulo 34 - 2ª Parte


Haruka está bastante irritada com a reposta do Seiya e, como primeiro impulso, chega-se para a frente e, tenta ameaçar Seiya apenas com o olhar, ele não parecia estar muito intimidado pelo intenso olhar da Haruka, muito pelo contrário, não parecia ciente de como as coisas se poderiam tornar graves, mas mesmo assim demonstrava irresponsabilidade querendo provoca-la também com o olhar.

A fúria e o estranho ódio emanava em ambos e, Haruka decide então, mostrar-lhe que lá por ser mulher não se ia deixar ficar assim …

- NÃO FALAS COMIGO ASSIM!

Apontando instintivamente o dedo para ele. A sua reacção foi imediata, desmanchou a sua expressão seria e coloca um pequeno sorriso na cara como se ainda estivesse a goza-la. Cada vez mais zangada, Haruka tenta exigir-lhe algum respeito.

- Pede-me desculpas!

Seiya parecia não querer ceder a nada. Ambos faziam lembrar as rochas e o vento que batiam um contra o outro, sem nenhum deles ceder por nada neste mundo.

- Desculpas? Eu tenho de ir e já te disse o que te tinha a dizer!

Com um largo sorriso estampado no rosto, o Seiya levantasse para se ir embora mas ela agarra-o por um baço, puxando-o na sua direcção. Os seus olhares estavam frente a frente novamente e estavam, em ambas as partes, intensamente odiosos o suficiente para quem não os conhecesse, dissesse que ali havia uma espécie de amor intensamente odioso.

- Larga-me!

Num gesto repentino, o Seiya tira o seu braço da mão da Haruka. Mantendo o olhar intenso à Haruka. Ela não sabe como reagir para não se virar a ele e esgana-lo de uma vez por todas. Respirando fundo disfarçadamente, tenta manter o seu tom de voz para não passar à violência.

- Quero um pedido de desculpas teu, agora!

Repete para ver se lhe arrancava aquilo que queria, mas o Seiya não parecia disposto a isso. Ele estava mesmo a querer brincar com o grande fogo que era a Haruka e, isso até parecia estar a começar a diverti-lo!

Com um sorriso ainda mais alargado, Seiya fala pausadamente e em tom médio, parecendo que de um momento para o outro, queria acalmar a fera que estava a sua frente.

- Nunca!!!

Furiosa consigo mesma por não lhe conseguir arrancar o que queria e com ele porque estava a fazer-lhe frente. Ela acaba por afastar o seu olhar para tentar pensar claramente e manter o auto-controlo, por sua vez, o Seiya parecia disposto a enfrentá-la de novo.

Ambos não pareciam saber muito bem aquilo que queriam, pois com a presença um do outro a, confusão tornava-se entranha e intensamente impulsiva para um lado que ambas as partes não queriam por orgulho próprio.

Os olhares, apesar de mais longe, mantêm-se intensificados pela chama do amor-ódio. E para quem estava à volta, iria parecer confuso com tudo aquilo e, caso a antiga proximidade se mantivesse, levava a querer que talvez se desse algo mais intenso e magico, algo que ambas as partes pareciam desejar, mas o orgulho próprio não ia deixar.

Após um pensamento claro, a Haruka voltasse de novo para ele e, com os braços cruzados e com uma postura rígida, ela intensifica a sua voz …

- Tu vais paga-las, Seiya!

Olhando-a de alto a baixo, Seiya imita a sua postura e responde secamente …

- Tu e mais quantas, Haruka Ten’ou!

Engolindo em seco, Haruka agarra novamente Seiya pela camisola e, mutuamente, inspiram o perfume um do outro, ficando ligeiramente atordoados.

Após alguns breves momentos assim, Haruka liberta-o com um safanão e vira costas sem mais uma palavra. Seiya aguarda até vê-la ir embora, virando depois costas ao local daquele pequeno confronto que poderia ter dado sangue ou frutos.

Haruka confusa com tudo não sabe explicar muito bem o que lhe está a acontecer, sabe aquilo que sente, mas mesmo assim sente-se confusa com tudo aquilo. Ela encontra-se agora perdida em seus pensamentos enquanto regressa a casa …

- “ O que se passa comigo? Porque me senti tão atordoada com o seu perfume. Estou a ficar doida só pode! Isto que estou a sentir tem de acabar! O Seiya não é o único homem na Terra! Isto vai acabar nem que tenha de me ir embora!”

Enquanto o Seiya, igualmente perdido nos seus pensamentos, seguindo um caminho completamente diferente …

- “ Aquela idiota, vai-mas pagar! Ai se vai! Ela não brinca assim comigo! Como pode ela julgar que me pode humilhar assim. Ela não é ninguém para fazê-lo! Ninguém! … Mas que idiota que eu sou …gostar de uma mísera humana como ela …O perfume dela deixou-me mesmo atordoado. Eu tenho de me controlar! Ir para longe vai fazer-me bem! ”

Com a chegada do Seiya em casa da Bunny, todos o vêem entrar, mas ele parece ausente e nem liga a ninguém, apenas dirige-se para o quarto e, ao passar pela Bunny cruza olhares com a Amy, enquanto os restantes tentam perceber o porque de ele vir assim. Aparentemente deprimido e ausente. Como se tudo não estivesse a correr como ele havia planeado. Como se de repente o mundo tivesse dado uma volta a contrário e tudo o que ele conhecia como “normal” tivesse acabado.

- Seiya, onde estiveste? Estávamos preocupados contigo.

Pergunta-lhe o Taiki tocando no seu ombro, mas ele parece ignorar. Continua perdido no seu mundo, entra no quarto e, fecha a porta de seguida.

- Que se passa com ele?

Interroga o Yaten não percebendo muito bem a sua atitude. Todos estão confusos com a atitude do Seiya, todos menos a Bunny que em nada parecia confusa com a situação. Ela sorri, dirige-se para a entrada da cozinha e, tenta “chamar” todos para junto de si, na cozinha, para tentar dar alguma privacidade ao Seiya.

Lá dentro, no quarto, as lágrimas delinham a cara do Seiya que esta sob a cama. Sentado na cama com as mãos no rosto molhado e com as pernas completamente rígidas pela tenção, fazendo os seus pensamentos voarem a mil à hora, lembrava um tornado extremamente intenso e forte ao qual ninguém conseguia parar.

- “ Ela … com tanta mulher nesta mísera Terra, tinha de ser logo ela! Eu tenho de a odiar! …Assim que regressar vou falar com a Bunny, ela vai me dizer o que podemos fazer, tenho a certeza! Eu e ela … temos de nos ajudar mutuamente. Os outros nunca compreenderiam a nossa situação. Somos apenas nos dois!”

O tempo passou e ninguém sabia o que pensar da atitude do Seiya. Cada um tinha no seu pensamento uma ideia, mas ninguém ousava dizer nada, mantendo um silêncio constrangedor.

O resto da manhã foi passada na sala e, apenas a hora do almoço veio quebrar esse silêncio. O Seiya foi o único que não quis comer pois estava a dormir e, ao que parecia ao Taiki era um sonho docemente feliz. Ao menos em seus sonhos, ele era feliz.

O Taiki vai para se retirar quando ouve o Seiya mencionar entre dentes …

- Haruka fica …

E voltasse de barriga para baixo. Atordoado com aquele chamamento, o Taiki opta por não contar a ninguém, prometendo a si mesmo falar mais tarde sobre isso ao Seiya.

O Seiya acorda para partir, sendo chamado pelo Yaten. O Taiki mantém-se intensamente hirto, encostado junto da entrada da cozinha, estudando as expressões faciais de Seiya mas nada obtém e, aparentemente parece mais alegre do que quando havia entrado, o Seiya começa, calmamente, a despedir-se de cada um, não querendo ser acompanhado na preparação da sua mala. Apesar das insistências de Taiki e Yaten em irem com ele, o Seiya consegue levar a melhor!

- Boa viagem!

Deseja-lhe a Joana abraçando-o.

- Esperamos-te daqui a 24horas!

Sorri-lhe a Rita resplandecendo alguma preocupação pois também não sabia nada do Fernando.

- Claro irmãzinha! E não te preocupes com o Fernando, se não fugiu antes também não é agora que vai fugir!

Responde-lhe com um sorriso bastante resplandecente. Zangada com o comentário, a Rita olha ameaçadoramente para o irmão. Mas no rosto de Seiya estava uma alegria que não se podia equipar a nada, parecia que ia para um sítio paradisíaco onde tinha alguém a sua espera.

- Fica bem!

Acaba por lhe dizer a Bunny enquanto se aproximava dele. Ao se abraçarem ela diz-lhe calmamente ao ouvido, de maneira a que a maioria dos que ali estava perto fosse capaz de ouvir …

- Eu guardo e cuido daquilo que te prometi, Seiya!

E com um sorriso ainda maior do que o que tinha, ele responde animadamente …

- E eu levo aquilo que te prometi no meu coração, num cantinho mais escondido ate ao dia em que decidires que esta na hora! Eu fico bem! E sei que como o tempo tu também ficaras bem comigo a ajudar-te no que poder!

- Obrigado!

- Não tens de quê! A minha lealdade para continuar esta para alem da tua Galáxia, pudinzinho! Disso nunca duvides!

Ele dá-lhe um beijo na cara e ao olhar uma última vez para a Bunny ... vê nela um sorriso confiante e, por alguma razão sabia que ela estava desejosa que ele voltasse.

Sabia que o que haviam prometido um ao outro estava bem guardado com eles e, ao acabar de se despedir de todos, o Seiya parte sozinho, rumo à casa onde estavam alojados para preparar as malas e partir!

Em casa da Haruka, as coisas pareciam normais, no entanto a Haruka estava perdida em seus pensamentos junto da janela enquanto a Mariana estava a observa-la como se ela fosse uma estatua, ambas aguardavam pela chegada da Susana e da Octávia e juntas iriam para casa da Bunny e da Selene.


************
Haruka, Mariana, Susana e a Octávia juntam-se a elas durante toda a tarde. Mariana parecia radiante no seu vestido verde, parecia que lhe tinha saído a sorte grande. Já Haruka esboçava uma expressão mais seria, pois ainda continha traços da sua acesa discussão com Seiya, trazendo calças, como de costume, e uma camisa branca. Por sua vez, Susana e a Octávia traziam ambas um vestido azul-escuro. Alegres e sorridentes … faziam lembrar uma mãe e filha …

A Bunny exibia um vestido largo branco de alças largas fazendo lembrar o seu vestido de Serenidade, a Joana e a Maria estavam vestidas de igual, ambas exibiam maravilhosos tops azuis celestial e umas saias pretas. A Amy estava mais discreta, tinha um top branco com riscas pretas e umas calças de ganga.

- Estas a dar uma mamã muito bonita, Bunny!

- Obrigado, Octávia!

Então abraça-se à Bunny e coloca a mão esquerda na sua barriga já bastante saliente pelo vestido. Disfarçadamente, a Susana coloca-se do outro da Bunny, e começa a falar bastante calmamente com ela.

- Sabes que sou a Guardiã do Espaço-Tempo não sabes?

- Sim, Susana. Eu sei. Aconteceu alguma coisa?

Com um suspiro bastante intenso, a Susana olha para ela e, apesar de o olhar da Bunny não se conseguir ler, a Susana tenta adivinhar mas sem sucesso pois nada lhe ocorre e, rendida pela sua expressão inalterada, a Susana continua a falar.

- Mas não consigo saber quem é o pai do teu bebe porque o futuro está demasiado incerto para saber. Por isso ninguém sabe! Bunny … Princesa Serenidade diz-me por favor que esse bebé é filho da Lua e da Terra.

Todos se aproximam delas as três e, com um triste sorriso, a Joana ouvindo parte da conversa, responde:

- Não vês … ela e o Seiya … o bebé é dele! Esta mais que visto, Susana!

Todos olham pasmados para a Bunny fazendo-a corar ligeiramente. A Joana afirmava aquilo com tal certeza que ate fazia arrepiar todos à sua volta.

- E o Seiya sabe, não sabe?

Pergunta de novo a Joana olhando seriamente para ela. A Bunny estava atordoada com toda aquela dedução da Joana, acabando por responder …

- Sim mas …

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Seg 29 Jun 2009, 13:58



Mas a Joana não a deixa terminar, cruzando os braços e com um suspiro intenso, o seu olhar fecha-se para todos os presentes.

- Oh, Bunny! Tu não …

Por momentos notava-se na Joana, a pena sentida pelo pobre Gonçalo.

- Joana, não somos ninguém para a julgar!

Afirma a Haruka bastante seria, surgindo por detrás de todos e abraçando a Bunny. Parecia que tudo aquilo a deixava triste, mas ela tinha razão, ninguém a podia julgar. Faz-se alguns segundos de silêncio e com um suspiro profundo, a Maria continua …

- Mas com o Seiya? Porquê?

- A Haruka tem razão. Ninguém te julga Bunny. E apesar de as perguntas voarem na nossa cabeça a 1000 à hora, não é agora que as vais responder é depois desse bebé nascer. Mas quero que saibas que tens o nosso apoio!

Afirma a Octávia abraçando se mais a ela. De seguida, Bunny dá um suspiro e olha para todos …

- Obrigado a todas! Mas …

Mais uma vez a Joana não a deixa acabar…

- Não há mas nem meio mas. Agora vamos mas é falar de coisas alegres!

Todos se afastam deixando a Joana ficar sozinha com a Bunny.

- Desculpa, Bunny! Eu não queria ser metediça …

- Não faz mal!

Abraçam-se então uma à outra com uma força tal que parecia que não se viam há anos.

- Mas quero que me prometas que não lhe dizes nada até ele voltar, ok?

Pergunta a Bunny a Joana, e esta, com um sorriso, abana a cabeça afirmativamente.

Num outro canto da sala, Mariana chama a Haruka à parte…

- Que vais fazer agora que sabes que o Seiya é o pai do bebe da Bunny?

- Eu não tenho nada a ver com isso!

Reponde rudemente. Haruka parecia sentir-se incomodada com a situação mas não queria demonstrar. No entanto isso não escapou aos olhos da pessoa que melhor a conhecia a face da Terra.

- Ai, não?!

Com um sorriso estampado no rosto, a Mariana tenta faze-la falar …

- Não!

- Poupa-me Haruka! Eu conheço-te melhor do que ninguém e já percebi que entre vocês à qualquer coisa, tão intensa com o ódio, talvez até mesmo o oposto!

- Não sejas parva Mariana. Eu e ele … hoje tivemos a falar e acabamos por discutir!

- Ora vês! Tu ligaste ao Seiya que eu ouvi. Pediste para se encontrar contigo no restaurante da Maria. E depois negas?

- Nego porque eu apenas queria saber quem era o pai do bebe. E quem diria, afinal era ele!

De seguida, ela cruza os braços e encosta-se à janela. Mariana pega na sua cara e vira-a para ver o seu olhar. E, apesar de ela estar seria, neles havia alguma água, pouca … muito pouca mas havia …

- E vais-me dizer que isso não te incomoda nada?

- Nada mesmo!

Continua a negar intensamente virando a sua cara de volta para a janela.

- Tu é que sabes, Haruka! Mas eu acho que estas a deixar as coisas mal esclarecidas! E tu mereces ser feliz como eu espero ser!

- Eu sou feliz!

- E quando eu me for embora?

- Continuo feliz!

- Tu tentas enganar-te a ti mesma mas não consegues!

- Mariana, acredita que serei feliz! Já falamos disso!

Mariana afasta-se e dirige-se para junto das restantes, ignorando a casmurrice da Haruka. Ela por sua vez, mantêm-se a olhar para a janela, através do vidro vê um avião levantar voo e, o seu olhar mantêm-se preso nele ate desaparecer …

A alegria era notória por todos, menos em Haruka. Parecia que se estava a formar um triângulo amoroso em que Haruka se considerava a perdedora.

Após estarem sozinhas, Selene fala com a Bunny na sala.

- Bunny gostas-te da tarde de hoje?

- Adorei Selene! Foi maravilhosa! Mas falta-me uma pessoa!

- Ele está bem e a pensar em ti!

- Quem me dera!

Nisto o telefone da Bunny começa a tocar. Um número privado. Olha para Selene e atende.

- Quem fala? Seiya és tu?

Nem uma resposta. O silêncio era total … Bunny olha varias vezes para a irmã e, notava-se em seus olhares que não sabiam o que pensar.

- Seiya? Estas a ouvir-me???

- Please insert more money to continue to talk!

E desliga-se o telemóvel, Selene e a Bunny entreolham-se.

- Seria o Seiya a tentar falar comigo?

- E ia-te ligar de uma cabine? Não me parece. Provavelmente foi engano!

- Provavelmente!

- Esta mas é na hora da caminha. Amanhã vou começar finalmente o meu trabalho!

Levantam-se as duas e a Bunny atira o telemóvel para cima do sofá e vai-se deitar, não notando que ele está a vibrar de novo e de novo o mesmo número.

Eram 2h da madrugada e uma mota roncava na rocha mais distante, era a Haruka que observava toda a paisagem. Os seus pensamentos eram tão puros como a água cristalina numa montanha.

- “ Tu és um idiota, Seiya! Como me pudeste magoar assim! Eu podia ter sido eu a ter o bebe … mas tu tinhas … de escolher a Bunny. Sei que estou a ser egoísta mas uma vez na vida desejava estar no lugar da Bunny!!”

Dá um murro na mota e as lágrimas intensas começam a correr pelo seu rosto.

- “ Eu sei que a Bunny não tem culpa, mas … como eu a invejo por te ter!”

Olha para a lua cheia que resplandecia nos céus. O seu desespero era tão grande que parecia nunca terminar.


Fim do capitulo


__________________________________________________________


Sei que esta um pouco extenso mas ando a tentar compactar a minha fanfic!:xd2:

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por J@n!nh@ em Seg 29 Jun 2009, 14:14

Obrigado minha querida!!!

A J@n!nh@ gosta muito de ajudar XD

Este capitulo esta demais...Adorei mesmo o capitulo, fiquei completamente de boca aberta com a Haruka, quem diria que a menina forte estava apaixonada...

Beijokitas linda

J@n!nh@
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 558
Idade : 29
Localização : Beja e Santiago

http://paintingstarswithme.blogspot.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Haruka Tenou em Seg 29 Jun 2009, 15:22

Este capitulo esta demais...Adorei mesmo o capitulo, fiquei completamente de boca aberta com a Haruka, quem diria que a menina forte estava apaixonada...


Beijokitas linda

Mesmo! Também fiquei assim o__O

Mas ta surpreendente! Quero tanto ler o prox!

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Sex 03 Jul 2009, 14:54

Capitulo 35 - Amor ou amizade?




O Sol começa a surgir e a Haruka não tinha dormido nada nessa noite, pois as palavras de Mariana ecoavam na sua cabeça como laminas afiadas a perfurarem um corpo cheio de vida.

- “ Eu não posso! Ele é pai e eu não posso ter ciúmes da Bunny. Eu vou acabar com isto e seguir a minha vida para a frente! As coisas têm de ser assim!”

Limpando as lágrimas a Haruka deita-se um pouco sem saber que a Mariana tinha estado atenta a tudo as suas lágrimas. Mariana estava cada vez mais preocupada com ela, pois via que ela não estava feliz fosse qual fosse o motivo, apesar de ter quase de certeza de qual seria – Seiya.

De manha, a Bunny continua com os maravilhosos enjoos matinais, agora com 6 meses de gravidez. E Selene encontra-se na cozinha a preparar o pequeno-almoço para ela e, quando chega à cozinha, a Bunny senta-se numa cadeira e, Selene vai abraçar-se intensamente a ela, tentando-a animar. Com um sorriso delicioso estampado no rosto, Selene passa a mão pelo cabelo da irmã e …

- Bom dia, maninha!

Selene parecia ter acordado nas nuvens. A sua pele brilhava de tanta alegria e beleza que não havia comparação igual, mas a Bunny parecia nem notar devido à sua ligeira recuperação dos enjoos.

- Olá!

Responde por fim sem animo nenhum. Cada vez se parecia menos com a doce e alegre Bunny que em tempos todos haviam conhecido.

- Que queres para o pequeno-almoço?

- Uma torrada e um chá!

- Não é fraquinho para ti? Tens de comer por 2!

Afastando-se dela com um sorriso estampado no rosto. Selene, com o seu pijama bege, dirige-se na direcção da torradeira, liga-a e começa a preparar o chá para a irmã. Enquanto isso, ela acaba por responder à irmã suavemente.

- Eu sei … mas estou ainda meio enjoada!

A Selene olha na direcção dela, e com uma expressão mais seria que a anterior responde-lhe.

- Esta quase a nascer!

- Isso é que me dá ânimo.

Selene coloca-lhe o pequeno-almoço na frente dela e sentasse junto dela.

- Estou desejosa de ter uma criança a correr pela casa fora!

A Bunny dá a primeira dentada na torrada. O bebe mexe-se como sinal de que estava esfomeado, e com um suspiro doce a Bunny engole o pedaço de torrada que tinha na boca e responde.

- È verdade! Vai dar muita alegria à casa!

Após tomarem o pequeno-almoço, dirigem-se para a sala, desfrutando da companhia uma da outra. Selene senta-se no sofá enquanto a Bunny se deita no seu colo com a barriga voltada para cima.

- Estás confortável?

Questiona a Selene enquanto observa a irmã.

- Sim, estou!

Sorri-lhe, então Selene liga a televisão e começa a mexer no cabelo da irmã.

- Olha, na televisão. É o Seiya!?

Acaba a Bunny por dizer sentando-se no sofá. Selene levanta imediatamente o som para ouvirem melhor.

- O que está ele a fazer?

Era uma entrevista que parecia já se ter realizado, mas não a muito tempo. Ambas começam a escutar com muita atenção …

- “Como todos sabem o Seiya vai ser pai!

Afirma a entrevistadora sorrindo para o Seiya. Ele, naquele preciso momento fica paralisado. A entrevistadora nota a sua tenção e tenda saber mais qualquer coisa.

- Nos gostaríamos de saber quem é a mãe desse bebe!

- Eu não vou ser pai! Quem vos contou?

Um pouco zangado, Seiya tenta manter a calma, apesar da dificuldade que a entrevistadora lhe estava a dar …

- Ai não? Bem, digamos que a nossa fonte sabe quem é a mãe e vai andar em cima do acontecimento!”

Num bom momento, a Selene desliga a televisão e suspira.

- O Seiya negou o bebe para vos proteger tenho a certeza disso, mas acho que já é tarde demais!

Com um único suspiro, a Bunny volta a encostar-se ao colo da irmã, adormecendo rapidamente com as carícias que a irmã lhe fazia ao longo do extenso cabelo. Selene ao ver a irmã adormecida, deixa-se ficar e, observando-a a dormir docemente.

Mais tarde, todos se reúnem ao almoço no “ La Luna”. A Bunny e a Selene iam vestidas de igual, se não fosse a barriga que a Bunny carregava não se distinguiam, com um ligeiro vestido azul celeste, de alças finas e, batendo um pouco abaixo do joelho.

Por sua vez, a Amy trazia uma camisa preta e umas calças de ganga azul. Já a Joana vinha alegremente vestida, um top laranja e uma saia igualmente laranja, a sua alegria era notória mesmo quando estava calada – o que muito raramente acontecia – a Maria e a Mariana pareciam que tinham combinado, pois ambas, traziam uma saia verde mar e um top branco.

Taiki e Yaten estavam vestidos de igual modo, como se fossem de novo actuar para uma imensidão de pessoas, as suas cores eram baseadas em branco e preto. A Rita e a Susana também não vinham muito diferentes, ambas traziam calças de ganga azuis e uma blusa vermelha escura, no entanto, a que a Rita trazia não tinha mangas enquanto a que a Susana trazia tinha uma manga ligeira com mais ou menos uma palmo.

A Octávia vinha totalmente de escuro, com umas calças e um top ligeiro. Mas a grande surpresa estava para vir, Haruka trazia um vestido ligeiro, bege, que lhe batia pelos joelhos, o vestido era de tal maneira atraente e sedutor, pois salientava todas as formas femininas dela, Deixando muitos dos que passavam boquiabertos.

A conversa entre a Rita e a Joana despertou a atenção de todo o grupo.

- Com que então, o menino Seiya negou tudo na televisão! Já pensaste como se sente a Bunny?

Refila a Rita que notava alguma tristeza na ausência da Bunny. No entanto com um suspiro, a Bunny riposta …

- Isso é um assunto nosso!

- Hum … acho que ai anda mais qualquer coisinha!

Sorridentemente, a Joana tenta arrancar um sorriso da Bunny, mas sem grande resultado.

- Aqui não anda nada!

Um pouco zangada, a Bunny e olha azedamente para a Joana. Mais uma vez ela estava a ser metediça demais.

- São 2, não são?

- Joana conclusões precipitadas não!

A Bunny desmancha aquele olhar e coloca-o na direcção do chão. Como se quisesse dizer que à Joana que as suas conclusões estavam quase sempre erradas.

- Eu descobri uma coisa interessante!

Susana aproxima-se da Bunny, baixa e segreda algo ao seu ouvido. Ao terminar sorri-lhe suavemente e observa o seu olha por uns instantes, mencionando a seguir.

- Não te preocupes! Eu não conto a ninguém!

Promete.

- Obrigado Susana!

Esboça um pequeno sorriso. A Susana coloca-lhe uma mão no ombro e diz …

- A tua menina vai ser bastante feliz! Tem tias maravilhosas!

- E tios também!

Refila entre dentes o Yaten.

- Também! Mas quanto ao resto não consigo dizer nada! Só depende de ti! Das decisões que tomares agora!

- O que eu quero é que ela seja feliz! A minha bebe!

Coloca as suas mãos sobre a barriga e o bebe mexe-se.

- Bem, vamos falar de algo mais alegre!

Diz a Maria tentando mudar de assunto para não entristecer, julgava ela, mais a Bunny.

- E falar de uma criança não é alegre?

Responde-lhe a Joana. A Maria sem saber muito bem o que responder suspira e rende-se as evidencias.

- Sim, é!

Após o almoço, a Bunny e a Selene encontram-se em casa dos ex-três luzes juntamente com os restantes. Haruka, Mariana, Susana e a Octávia não vão, pois possuem coisas planeadas e, enquanto isso, também o Fernando não está, porque esta a ajudar o avô da Rita que se encontra agora bastante cansado.

- O Seiya só vem logo à noite. Acho que já uma jovem fez-se a ele!

Comenta o Taiki com os restantes, tentando alterar a expressão da Bunny, mas ela aparenta ser inatingível.

- E ele, como reagiu?

Questiona a Rita com alguma curiosidade. Afinal era irmã dele e tinha de o proteger de futuras más cunhadas.

- Apenas lhe deu um autógrafo e veio embora!

Responde o Taiki enquanto se encosta a uma das paredes.

- Isso é digno de um pai!

Afirma sorridentemente a Joana. Num suspiro cansado, a Bunny tenta responder calmamente …

- Mas eu e …

A Selene não a deixa terminar. Acha que ela precisa de se divertir, então conforta-a com umas palavras doces, abraçando-a de novo.

- Vês podes confiar nele!

Erguendo as mãos, a Bunny tenta-se explicar …

- Eu sei que posso confiar nele mas …

- Lá estas tu com os teus mas! Esquece isso!

Diz a Joana, abraçando as duas irmãs.

- Vamos mas é divertirmo-nos!!!

Diz a Maria agarrando no irmão.

- Musica …

A palavra da Amy é musica para os ouvidos delas …

- Dança …

Diz a Maria arrastando o irmão para a pequena pista que fizeram.

- Vocês são malucas!

Reclama o pobre do Taiki que é arrastado pela Maria. E apesar do calor que se fazia sentir a esta altura do dia, nenhuma delas parecia notar. Largando-se das duas, a Bunny vai para a janela. … Perde-se nos seus pensamentos, mantendo-se sempre agarrada a sua própria barriga.


celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Sex 03 Jul 2009, 15:08

- “ Meu doce ainda bem que vais ser feliz mesmo que os teus pais não o sejam. O teu pai merece ser feliz mesmo que não seja connosco!”

A Joana arrasta a Bunny para a pista. Apesar de fazer um jovem sorriso, a Bunny só tinha tristeza dentro de si.

O tempo passou e todos arrumam a sala, enquanto a Maria e a Bunny preparam o jantar. Com todos reunidos na mesa, a conversa flui …

- Uma tarde em cheio! Ate a Bunny acabou de se divertir também!

Comenta a Selene com um sorriso alargado, respondendo a irmã de seguida.

- Já não me divertia assim há muito tempo!

- Nos temos de fazer isto mais vezes so é pena é não estarmos todos!

Relembra a Maria.

- Podes crer! O Seiya faz falta!

Responde a Yaten enquanto pega no copo.

- E a Haruka e as outras também!

A Amy suspira mal acaba de falar pausadamente.

- Sim, principalmente quando andam quase à luta!

Relembra a Joana com um largo sorriso.

- Lá isso é verdade! Aquilo ainda vai dar coisa!!!

Menciona a Maria com um sorriso igualmente alargado ao da Joana.

A Bunny interrompe com um suspiro, eles entreolham-se e ninguém sabe o que responder.

- Desculpa, Bunny! Deixei-me …

Desculpa-se a Maria com uma expressão misericordiosa.

- Não te preocupes!

Sorri para a Bunny não mostrando muito incomodo com a visualização do cenário Haruka/Seiya.

- Mas sinceramente não consigo imaginar a Haruka e o Seiya! Não tem nada em comum!

A Rita tenta visualizar mentalmente mas sem sucesso.

- Por isso mesmo!

Responde-lhe a Joana abrindo os braços, a sua expressão era tão obvia como agua, ela queria junta-los por seram demasiado opostos para ficarem separados,

- Mas a Haruka tem a Mariana!

Relembra o Taiki olhando seriamente para a Bunny.

- E a Mariana em o Rafael!

Riposta a Joana demonstrando mais alegria ma sua afirmação.

- Sinceramente, achas que aqquilo dá em alguma coisa?

Diz a Bunny tentando convencer a esquecerem a ideia.

- E por que não?

De novo a Joana – não havia duvidas ela era mesmo a guerreira do amor.

- Acho que o género da Mariana é mais tipo Seiya! Via mais depressa a Mariana com o Seiya do que ela!!

Comenta a Bunny observando as expressões de cada um. A do Yaten era a mais difícil de ler, pois não havia nada escrito nela, enquanto na dos restantes havia um pouco de concordância com a ideia da Mariana ser mais do género do Seiya, mas também a ideia de que os opostos se atraem.

- Temos mas é de esperar para ver!!

Mal acaba de falar, Seiya chega à cozinha e cumpimenta-as calmamente uma a uma, depois da as boas noites aos rapazes.

- Boas noites!

Ele vinha vestido com um fato preto e no bolso do casaco trazia uma rosa vermelha. Retira-a do bolso e coloca-a na cabeça da Bunny, prendendo-a a um dos invulgares totós dela.

- Que tal a viagem, Seiya?

Diz a Rita sorridentemente

- Foi óptima!

O Seiya retira o casaco e coloca nas costas de cadeira que estava vazia.

- Ainda bem!

- Onde estão as outras?

- Foram para casa delas!

- Esta bem! Pelo menos hoje vou ter um pouco de paz!

Aparenta agora uma expressão tristonha, apesar de atentar disfarçar com um sorriso.

- Sempre vais cantar de novo?

Pergunta-lhe o Taiki olhando-o nos olhos. A maioria dos presentes dá uma garfada no comer.

- Ainda não sei bem! Nada me prende aqui!

Encosta-se à parede atrás dele e observa-os enquanto conversam, ficando assim de frente para a Bunny.

- E o bebe da Bunny?

Pergunta a Amy enquanto pega no garfo de novo. Apesar de não atinguir o Seiya com o olhar, ele sabia que a Amy estaria a pensar faze-lo.

- Ela de certeza que não queria vir comigo?

Como se já tivessem falado antes sobre o assunto, o Seiya sabia exactamente o que ela estava a pensar.

- Tu sabes bem o que eu penso!

Olham um para o outro. Esse olhar era intenso e inviolável mesmo para aqueles que conheciam ambas as partes. Num suspiro, o Seiya quebra o olhar

- Por saber o que tu sabes que eu sei é que sei que não vinhas!

- Tu baralhaste-me!

Afirma a Joana mirando o Seiya. Ele apenas sorri, respndendo.

- È essa a ideia! Bem vou mudar de roupa, volto já!

O Seiya retira-se e enquanto isso eles acabam de comer.

Apos o jantar, o Taiki põem se entronco nu, pois estava muito calor. Mantendo um certo nivel de distancia, a Amy tenta não regir.

- Que vamos fazer?

Pergunta a Selene e, todos olham para a Joana e para o Yaten que se beijavam. Todos entreolham-se até que …

-Pois, Joana! Isso é la dentro!

Afirma o Taiki sorrindo, ela olha na direcção do Taiki.

- Isso o quê?

Na expressão dela estava estampado a confusão. Ela não percebeu onde o Taiki estava a querer chegar.

- Nada, Joana. Nada!

- Então que vamos fazer?

Pergunta a Maria e é quando o Seiya surge, também, em tronco nu e sentasse junto da Bunny.

- Anedotas! Que me dizem?

- E tens imaginação para isso, Seiya?

Sorri-lhe o Yaten enquanto aconchegava a Joana aos seus braços.

- O Seiya passou-se! Tens de me dizer qual foi a menina que te deu a volta a cabeça!

Comenta a Maria e num gesto rápido o a Bunny e o Seiya entreolham-se. Apos alguns minutos, ele levanta-se e vai para o palco.

- Bem, começa Seiya!

A Maria dá-lhe força e então ele começa.

- Um gajo compra um carro novo, e vai para a estrada para o testar, e puxar por ele. Ia o gajo a 170, quando vê uma placa: REDUZA A 100 KM. O tipo, começa a mandar vir, mas resolve obedecer à placa. Passados uns tempos vê REDUZA A 50 KM. O gajo fica lixado, pois queria testar o carro novo e não podia. Passados mais uns tempos a placa REDUZA A 20 KM. O tipo não via motivo nenhum para aquele limite de velocidade, até porque aquela estrada nunca tinha ninguém. Passados mais uns tempos vê a placa Bem-vindo A REDUZA. Chegada a hora de partir, são convidadas a pernoitar lá mas elas não aceitam. O Taiki vai levar a Amy a casa, o Yaten leva a Joana a ir dar uma volta primeiro, para poderem namorar um pouco. Quanto a Rita e a Maria vão as duas ate meio caminho, depois la são esperadas pelo Mário e pelo Fernado respectivamente.

O Seiya acaba por acompanhar Selene e a Bunny ate casa não dando uma unica palavra durante todo o caminho.

A despedida deles foi breve e curta, apenas agurdadndo que elas subam. E ao deixa-las, o Seiya vai dar uma volta, perdendo-se nos seus pensamentos ...

- “ Não sei o que fazer! Ela é importante para mim mas …”

Passa junto da casa da Haruka e olha la para cima – ela também estava a janela mas apenas há troca de olhares. Haruka acaba por descer e falar com ele. Ao chegar junto dele a Haruka exibe um vestido preto de mangas curtas igualmente sensual ao ultimo de ela havia usado.

- Que andas aqui a fazer?

Um gesto sublime e delicado por parte da Haruka, parecia ate que ela vinha em paz e disposta a seduzir o Seiya. Tentando não se deslumbrar e mantendo a cabeça limpa responde-lhe …

- Vim apanhar ar!

- Sozinho? A Bunny sabe?

Ela coloca as mãos atrás das costas e olha para a lua que os iluminava bastante.

- Sim. Deixei-a na casa dela!

- Com a Selene espero!

- Claro!

Passa a mão pelo curto cabelo Preto. Por breves segundos os seus olhos caiem no peito da Haruka, mas depressa desmacha o olhar e observa a lua.

- Que tal a viagem?

- Boa!

- Ainda bem!

- Que fazes acordada a esta hora?

- Sem sono!

Coloca uma expressão defensiva, tal como se tivesse a enfrentar um demónio.

- Tão nova e já sem sono! Isso só acontece aos velhos com mais de 60 anos, a não ser?

Sorriso matreiro feito pelo Seiya. Ambos olham instintivamente um para o outro. Seiya não contente com a calma da Haruka decide provoca-la ainda mais.

- Já fizestes plásticas???

Haruka fica furiosa e tenta manter a calma, erguendo apenas mais um pouco a voz.

- Cala-te idiota!

Vira costas. O Seiya tenta-se desculpar para manter a conversa por mais tempo.

- Eu estava a brincar!

- É melhor ir. A Mariana ainda da pela minha falta.

- Se calhar ainda pensa que te raptaram!

- Mais depressa a raptavam a ela!

- Mas ela é mesmo muito sensual!

O suspiro do Seiya desperta na Haruka alguns ciúmes, ripostando friamente …

- Vê-la como falas da Mariana!

- Só estou a apreciar uma mulher ou estas com ciúmes?! Queres saber o meu parecer sobre ti?

Haruka tenta respirar fundo para não lhe bater ou pior ainda … beija-lo! Não sabiam lá em cima, a Mariana da pela falta da Haruka e vai ver onde esta ela – pela janela vê-a falar com o Seiya.

- “ Que rico casal que eles me saíram! Mas a Haruka tem que se lembrar que ele vai ser o nosso futuro rei ao lado da rainha Serenidade!”

- Não estejas tão certa disso, Mariana!

Surge a Susana vestida de Sacerdotisa de Plutão e com o seu ceptro de guerreira navegante.

- Vai acontecer alguma coisa?

Preocupada com o que possa acontecer à Haruka ou as restantes meninas.

- Tudo vai mudar! E o que parecia impossível de acontecer pode acontecer como o virar de uma simples carta!

Ela ergue o ceptro e desaparece. Mariana fica sem saber o que pensar, voltando-se de novo para a janela onde ainda estavam eles a conversarem.

- Não!

Haruka fecha os punhos para se segurar e Seiya esboça um sorriso que a faz ferver ainda mais.

- Não pareceu nada!

Haruka agarra-o por um braços. Os olhares eram intensos demais para resistir e numa reacção mútua, os lábios tocam-se como dois ímanes opostos. As suas expressões faciais eram ilegíveis, mas ambos pareciam satisfeitos por se terem acalmado daquela maneira. No entanto, acordando do “sonho”, Haruka quebra o beijo atirando-o para o chão.

- Odeio-te!

E vai embora. Nenhum dos dois sabia o que pensar naquele momento. Seiya desejava tanto aquele momento que acabou mal e Haruka sabia que não podia porque o Seiya pertencia à Bunny.

Cada um segue o seu caminho, Mariana vai a correr para o quarto. Mal chega a casa, a Haruka deita-se sobre o sofá, ligando a televisão e mais tarde, adormece no sofá.

Em seu sonho, a Bunny estava totalmente vestida como uma verdadeira noiva ao lado do Seiya no altar. O desespero é salientado pela Haruka que prefere virar as costas ao que ela julgava estar mal e viver de novo, solitariamente sozinha e não lutar por um jovem e doce amor. Ao sair da igreja, ela começa a corre infindavelmente, ouvido os risos de felicidade da Bunny, Seiya e do número infindável de crianças que eles teriam.

Uma luz intensamente branca interrompe o seu sonho e, numa outra cena completamente alterada, ela estava numa espécie de vivenda ligada a Crystal Tokyo com uma menina ao seu colo. Essa criança aparentava ter uns 4 anos. Idêntica a ela, pois apenas tinha de diferente duas madeixas, uma em cada lado, pretas. A criança trazia um vestido igual ao de Sacerdotisa de Úrano o que fazia lembrar uma mini Haruka.

Num gesto para a tranquilizar, a criança agarra-se ao seu pescoço e menciona ao seu ouvido como se trata-se de um segredo: “Mãe eu estou aqui e irei te ajudar-te sempre que precisares!”



Fim do capitulo

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por kelinha em Sex 03 Jul 2009, 15:15

A fic é mesmo linda... fiquei curiosa com o que a Bunny ia dizer, ninguém a deixou acabar de falar....


Ainda não percebi como é que o Seiya é o pai do bebé da Bunny....confused
Cá para mim o pai é o Gonçalo e o Seiya apenas se está a fazer passar por pai do bebé...deve ser esse o segredo que ele e a Bunny têm...


Celia posta mais rapidamente, estou super curiosa

kelinha
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 349
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Haruka Tenou em Sex 03 Jul 2009, 15:56

Estás confortável?
Questiona a Selene enquanto observa a irmã.
- Sim, estou!
-Quem me dera ter uma mana assim xorar... a minha é uma autentica peste

Haruka trazia um vestido ligeiro, bege, que lhe batia pelos joelhos, o vestido era de tal maneira atraente e sedutor, pois salientava todas as formas femininas dela, Deixando muitos dos que passavam boquiabertos.
Eu tambem fikei de boca aberta

- E tios também!
Refila entre dentes o Yaten.
o_O o yaten a krer ser tio? Milagre

Sem sono!
Coloca uma expressão defensiva, tal como se tivesse a enfrentar um demónio.
Grande Haruka!

- Tão nova e já sem sono! Isso só acontece aos velhos com mais de 60 anos, a não ser?
Oh só ele pa estragar tudo!~Mal disposto'~

Surge a Susana vestida de Sacerdotisa de Plutão e com o seu ceptro de guerreira navegante.
- Vai acontecer alguma coisa?
Preocupada com o que possa acontecer à Haruka ou as restantes meninas.
- Tudo vai mudar! E o que parecia impossível de acontecer pode acontecer como o virar de uma simples carta!
Vai mudar? tou xocada

Haruka agarra-o por um braços. Os olhares eram intensos demais para resistir e numa reacção mútua, os lábios tocam-se como dois ímanes opostos. As suas expressões faciais eram ilegíveis, mas ambos pareciam satisfeitos por se terem acalmado daquela maneira. No entanto, acordando do “sonho”, Haruka quebra o beijo atirando-o para o chão.

-Odeio-te!
E vai embora

CÉLIA! ES A MAIOR!

Agr vais ter de os juntar senão xoro! não quero aquele gajo de kabelos branco nao nao nao!
Ta fantástica! Tens os meus sinceros parabens! Postas quando?

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por J@n!nh@ em Sex 03 Jul 2009, 16:42

Elahh!!! Eu não esperava esta ultima parte...Fiquei mesmo embasbacada e pronto mais uma noite que vou andar Às voltas a pensar...

Mas eu tenho esperança(tenho sempre) que a Haruka fique com o Seiya, alias estou a torcer por isso
(e para que a Bunny fique com o Gonçalo) *A J@n!nh@ cava um boraquinho e esconde-se antes que a Celia venha atras dela coma vassoura*

Beijokitas

J@n!nh@
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 558
Idade : 29
Localização : Beja e Santiago

http://paintingstarswithme.blogspot.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por celia em Sex 03 Jul 2009, 17:17

"Idêntica a ela, pois apenas tinha de diferente duas madeixas, uma em cada lado, pretas"

A criança tem o pai com o cabelo preto disso não ha duvidas, resta saber é quem é! SURPRESA!!

Joaninha nao precisas esconder porque mais depressa tenho de me esconder eu quando vires o fim!

Beijocas

P.S.: O próximo chama-se: Beleza vs Inteligencia. - e mais uns 3 ou 4 cap e a verdade vem ao decima XD

celia
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 298
Idade : 30
Localização : Algures em Lisboa!

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Haruka Tenou em Sex 03 Jul 2009, 17:23

celia escreveu:"Idêntica a ela, pois apenas tinha de diferente duas madeixas, uma em cada lado, pretas"

A criança tem o pai com o cabelo preto disso não ha duvidas, resta saber é quem é! SURPRESA!!

Joaninha nao precisas esconder porque mais depressa tenho de me esconder eu quando vires o fim!

Beijocas

P.S.: O próximo chama-se: Beleza vs Inteligencia. - e mais uns 3 ou 4 cap e a verdade vem ao decima XD

oBRIGADA pOR ResPonderes!
Isso quer dizer que já nao é o gajo do msn! né? Surprised.o:

Mas eu tenho esperança(tenho sempre) que a Haruka fique com o Seiya, alias estou a torcer por isso

JOANINHA! EU QUERO Q SEJA VERDADE :='(: ,mas vindo da celia, tdo pode acontecer... Sad...mas eu tenh uma pqna esperança...

BelEza vs iNTEligencia... humm bom titulo mt bem!

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Lena_Dias em Dom 05 Jul 2009, 15:04

celia escreveu:"Idêntica a ela, pois apenas tinha de diferente duas madeixas, uma em cada lado, pretas"

A criança tem o pai com o cabelo preto disso não ha duvidas, resta saber é quem é! SURPRESA!!

Joaninha nao precisas esconder porque mais depressa tenho de me esconder eu quando vires o fim!

Beijocas

P.S.: O próximo chama-se: Beleza vs Inteligencia. - e mais uns 3 ou 4 cap e a verdade vem ao decima XD

eu nem acredito q tu realment vais fazer isso!

é sublime!

juntas o seiya e a bunny e a haruka e o gonçalo!

fantastico Mongloide

mt bem pensado!

amei os cap's tao cd vez melhor, parabens =)

fico a espera de mais eheh

a nha parte perferid ta quase a vir

Lena_Dias
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 1023
Idade : 18
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Haruka Tenou em Dom 05 Jul 2009, 15:14

eu nem acredito q tu realment vais fazer isso!

é sublime!

juntas o seiya e a bunny e a haruka e o gonçalo!

fantastico Mongloide

mt bem pensado!

amei os cap's tao cd vez melhor, parabens =)

fico a espera de mais eheh

a nha parte perferid ta quase a vir [/quote]

Haruka&Gonçalo... hum... não me agrada...Neutral pale
Apenas axu ke agr ficava feio a Haruka ficar com o gonçalo visto que ela e o Seiya ja se beijaram e se aproximaram...
Não sei... so espero nao ficar a xorar com o final ohhh :='(:


Última edição por Haruka Tenou em Dom 05 Jul 2009, 15:14, editado 1 vez(es)

Haruka Tenou
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!
S: Pelo Poder Sagrado de Plutão!

Feminino
Mensagens : 1682
Idade : 22
Localização : Caldas da Rainha*

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Sailormoon Eterna - A Mudança no Destino

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 01:51


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 10 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum