Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por deba em Seg 22 Jun 2009, 08:26

esta maravilhosa!tem decertessa de acontecer alguma coisa antes do gonçalo se ir embora senao nao tinha piada e por isso um capitulozinho novo ajudava, se nao te inportares e claro, mas eu iria gostar bastante! Very Happy

deba
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!

Feminino
Mensagens : 133
Idade : 20
Localização : Coimbra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por kelinha em Seg 22 Jun 2009, 08:30

Está espectacular... O gonçalo ainda se vai arrepender do que anda a dizer em relação ao casamento Matreiro

Gostava de saber uma coisa, será que os conselhos do diário da avó Selene funcionam mesmo???

Fico á espera do próximo capitulo Very Happy

kelinha
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 349
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por LunaR em Ter 23 Jun 2009, 03:20

Lena_Dias escreveu:LunaR dedico-te esta Matreiro:

COMO É QUE PUDESTE PARAR AÍ???




oh sofia...hum..vais seguir o meu conselho ou vou ter de te esganar hein??

LOOOL!!

Eu já não sei o que fazer a esta miuda. Oh pah, é por isso que eu adoro os livros! Não preciso de esperar pelo próximo cap! Razz

COMO É QUE PUDESTE PARAR AÍ??

Ein?
Este cap tinha mto diálogo. Adoro quando os caps são assim... Matreiro
Continuem, meninas! Força nisso!!!

LunaR
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 312
Idade : 23
Localização : Gondomar - Porto

http://mirage-rafa-17.hi5.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Qui 16 Jul 2009, 09:58

LunaR, se nao gostares eu depois faço um final alternativo, por enquanto nao vou mudar.
deba, aki esta o novo capitulo. Espero k gostes
kelinha, esperemos k funcionem mesmo, nao é? Alguns ate se reparares funcionam, tipo, quand gostamos d 1 rapaz e tamos sempre atras dele e se de um momento po outro deixare-mos de lhe ligar ele começa a sentir a noxa falta e tal. nunka te aconteçeu?
LunaR, sou mesmo ma por parar ali lol! .mas aki ta outro cap. Eu as vezes penso k por muito dialogo vai estragar a fic, mas se gostas, por mim é na boa.

Aki ta o cap. VIII
CAPITULO VIII (1º parte)




“Faça do seu lar um lugar tranquilo e agradável, para que o homem possa descansar quando está em casa. Esforce-se para agradá-lo, para mostrar que te preocupas com o bem-estar dele. — Diário de Selena, Verão de 1923”

- Boa noite, Gonçalo — disse Bunny, abrindo a porta da cozinha. — Obrigada pela companhia.


— Boa noite, Bunn. Eu... gostei muito.


Ele pareceu hesitar por um segundo, depois saiu, sem olhar para trás. Bunny fechou a porta e voltou a sentar-se, apoiando os cotovelos na mesa e enterrando o rosto nas mãos.

Estava a perder tempo a tentar mudar a opinião de Gonçalo a respeito do casamento. E a perder tempo, também, nutrindo esperanças em relação a um homem tão céptico como ele. Ele era o tipo de homem que nunca se apaixonaria. O preconceito deixava-o cego e surdo para qualquer demonstração de afecto.

Com um suspiro, ela levantou-se e foi até ao lavatório para lavar a louça, com um receio íntimo de que Gonçalo voltasse e batesse à porta. Quando terminou de secar o lavatório, espiou pela janela, aliviada ao ver o jardim deserto.

Estava a sair da cozinha quando o telefone tocou.

— Alô?

— Obrigado mais uma vez, pelo jantar — soou a voz grave e sensual, tão conhecida.

O estômago dela contraiu-se e ela escorregou para o chão, como de costume, quando falava com Gonçalo pelo telefone.

— Que bom que gostaste. Eu gosto de cozinhar, mas não o faço com muita frequência.

— Podes cozinhar para mim sempre que quiseres.

Bunny sorriu, lembrando-se do conselho de Selena. Como se isso fosse derrubar as barreiras do coração de Gonçalo!

— Acho que a Sra. Octávia não aprovaria essa ideia. Ela acharia que estou roubando o lugar dela.

— Se repetires o que te vou dizer agora eu negarei até o fim, mas a tua comida é muito melhor do que a dela.

O elogio pareceu aquecer Bunny por dentro.

— Obrigada, Gonçalo. Fico muito feliz.

— Queres jantar comigo amanhã?

Bunny fechou os olhos e omitiu um suspiro. Ficava difícil resistir à tentação daquela maneira. Quase respondeu que sim, porém lembrou-se a tempo da recomendação de Selena.

— Amanhã não posso, Gonçalo.

— Por quê não?

— Gonçalo, precisas de perder o hábito de interrogar as pessoas como se fossem testemunhas! Assim como me respondes-te quando falei da Rita, não é da tua conta.

— E na segunda?

— Também não vou poder.

— Terça.

Bunny começou-se a rir, e antes que tivesse tempo de dizer qualquer coisa, Gonçalo declarou:

— Está bem, quarta, então. Vou levar-te para ver alguns apartamentos em Quioto, à tarde, depois iremos jantar.

Bunny franziu a testa, surpresa.

— Por que me queres ajudar a procurar apartamento?

— Quem melhor do que um advogado para dar orientações quanto ao aspecto legal do aluguer de um imóvel?

— Está bem — Bunny concordou, finalmente. — Quarta-feira.



— Posso ir buscar-te à uma?

— Não, eu irei até Quioto.

Depois de desligar o telefone, ela subiu para o quarto, levando consigo o diário. A noite fora mais agradável do que ela imaginara que seria. Mas o que tinha a fazer dali em diante era esquecer que Gonçalo existia e dedicar-se na receita da sua bisavó para conquista o homem que seria seu marido. Talvez a mudança para Quioto fosse para melhor. Ela teria um novo círculo de amigos e conheceria outras pessoas.

Bunny esperava que isso a ajudasse a tirá-lo da cabeça.

Ela evitou o Gonçalo propositadamente, nos dias que se seguiram. Tinha o cuidado de não estar no jardim no final do dia, quando ele chegava, e evitava acender a luz da cozinha à noite.

Na terça-feira à noite, ela foi visitar Joana. A prima estava melhor, e elas tomaram um lanche na varanda.

Sentada à mesa, Bunny contou sobre a oferta de Gonçalo para levá-la a procurar um apartamento.

— Por quê? — Joana franziu a testa, intrigada.

— Disse que poderia orientar-me no aspecto legal.

— Ele tem estado amável contigo ultimamente, não? — Joana observou.

Bunny deu de ombros.

— Está a ser gentil, só isso.


Última edição por babyv004 em Qui 16 Jul 2009, 10:01, editado 1 vez(es)

babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Qui 16 Jul 2009, 09:59



Ela tentou falar com naturalidade. Não queria que a prima percebesse, mas apesar de toda a sua determinação no contrário, Gonçalo tornava-se mais importante para ela de cada vez que se encontravam. Imaginara que conseguiria superar a obsessão de adolescente, que não se deixaria afectar pelo charme dele, mas enganara-se. Cada minuto que passavam juntos fortalecia os seus sentimentos e deixavam-na cada vez mais insegura. E intensificava a atracção que nunca deixara de existir.

— Cuidado com ele — aconselhou Joana. — Tu sabes que ele não quer um relacionamento sério.

— Eu sei. Se eu encontrar um apartamento, mudar-me-ei logo e ficarei longe da tentação.

— Ah! Quer dizer que há uma tentação?

— já prestas-te atenção nele, Joana? Ele é o homem mais maravilhoso que existe na face da terra. É perfeito!


Sem conter a emoção, Bunny tapou os olhos com uma mão, numa tentativa inútil de reprimir as lágrimas.

— Bunn! — Joana pousou uma mão no braço da prima. — Oh, Bunn, eu não fazia ideia que ainda gostavas tanto dele. Pensei que tivesses superado...

— Eu também — confessou ela, enxugando os olhos com um guardanapo de papel. — Mas não te preocupes, acho que estou um pouco cansada, é a época do mês. Fico mais sensível. Tudo se resolverá quando eu me mudar para Quioto e começar a trabalhar.

— Tenho a certeza, Bunn — disse Joana, enternecida.

— Tem uma coisa que eu te queria perguntar... mudando um pouco de assunto. — Bunny dobrou cuidadosamente o guardanapo e tomou um golo de chá. — A bisavó Selena casou-se com Safira?

— Como?

— Ela menciona o nome de Safira várias vezes no diário, e testa a receita com ele, mas ainda não descobri se deu resultado, afinal.

— Eu não faço a menor ideia, Bunn. Li menos do diário do que tu.

— Qual era o sobrenome dela?

— Também não sei. A mamã sempre se refere a ela como a avó Selena, apenas. Não me lembro de ouvi-la mencionar o avô. Mas podemos perguntar a minha mãe, ou à tua.

— Até lá já terei terminado de ler o diário.

— Talvez lendo, descubras alguma coisa.

— Eu gostaria de saber se eles se casaram, ela parece ser muito apaixonada por ele. E segue à risca os conselhos da mãe e das tias. Alguns parecem funcionar. Sabe, depois de ler o diário, é como se eu tivesse conhecido a avó. Vi-me seguindo os conselhos dela com Gonçalo. — Bunny ficou pensativa por um momento. — Joana... se eu te desse algumas dicas... testarias e depois dirias -me o resultado?

— Trata-se de uma experiência, ou o quê?

— Mais ou menos.

Bunny explicou a sua ideia, para que Joana tentasse aplicar alguns conselhos da bisavó no Mário e ver se notava alguma mudança nele ou no relacionamento. Depois de alguma resistência, Joana concordou, e Bunny voltou para casa, com a intenção de fazer uma lista dos "ingredientes" para entregar a prima. Depois que ela os testasse com Mário, teria mais certeza se funcionavam ou não.



Quando a recepcionista anunciou a chegada de Bunny, no início da tarde de quarta-feira, Gonçalo sentiu um forte alívio. Desde que combinara aquele encontro, temera que ela não aparecesse. Não a vira mais desde a noite de sábado, e surpreendera-se ao perceber que sentia a sua falta.

— Olá, Gonçalo. — Bunny entrou no escritório com um sorriso brilhante no rosto.

O impacto nele foi fortíssimo. Ela estava linda e radiante, num vestido cor de pêssego que acentuava o tom bronzeado da pele dela.

— Nada de sequestro, hoje? — Ele se aproximou e inclinou-se para beijá-la no rosto.

— Hoje, não. — ela riu. — Mas fica em alerta, porque a sequestradora poderá atacar a qualquer momento.

— Já almoçaste? — ele perguntou, vestindo o casaco.

— Sim. E tu?

— Comi um sanduíche. Tenho uma lista de apartamentos para visitar, na zona oeste, em bairros óptimos. Não sei que faixa de preço tens em mente, mas estes são razoáveis. — Ele entregou a Bunny uma listagem impressa.

— Fogo, são tantos! — Bunny exclamou, examinando a folha de papel. — Eu trouxe o jornal. Li os anúncios, de manhã, e circulei dois que me interessaram.

— Talvez encontremos alguma coisa ainda hoje — disse Gonçalo, conduzindo-a para o hall dos elevadores.

O primeiro apartamento já fora alugado. No entanto, Bunny ficou encantada com o segundo. Eles seguiram o zelador através de um caminho de pedras que serpenteava entre fileiras de arbustos impecavelmente aparados. A área gramada era pequena, porém bem cuidada, com canteiros de flores coloridas que davam um ar primaveril ao edifício de tijolo aparente. A primeira coisa que atraiu a atenção de Bunny foi as varandas floridas, com toldos amarelos.

— Para dois quartos, o preço está óptimo — disse o zelador ao abrir a porta do apartamento e afastar-se para dar passagem a Bunny e Gonçalo. — Fiquem à vontade. Estarei a espera aqui fora.

Bunny olhou ao redor, na sala de estar. Era pequena em comparação com a sala espaçosa da casa de sua tia, mas era maior do que a do apartamento em Nova York. Uma porta dupla de vidro abria para a varanda, e Bunny debruçou-se do muro de pedra para apreciar a vista.

— É um pouco pequeno — opinou Gonçalo.

— O apartamento onde eu morava em Nova York era menor. E não tinha varanda. —


Ela sorriu. — Estás mal acostumado naquela casa enorme.


babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por deba em Qui 16 Jul 2009, 10:34

amei esta maravilhoso ela e gonçalo ainda vao casar!tenho acerteza!mas esta muito boa!tens de continuar e postar bastante depresa!senao morro!

deba
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!

Feminino
Mensagens : 133
Idade : 20
Localização : Coimbra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Lena_Dias em Sex 17 Jul 2009, 15:20

oh mor, desculpa nao ter vindo cá logo quando postaste, mas tenho estado um pouco ausente, desculpa.

e por mim fazias um final alternativo, odiei o do livro :/ foi mt estupido e sei que tu tens capacidades de fazer bem melhor =)

o nosso menino (estou-me a referir ao cap.) está todo bem Mongloide sem erros, sem enganos de nomes Mongloide bonitinho hein? ;D

vamos tentar que sejam todos os proximos assim, sim?? ;D

olha, amanha, quando vieres ao msn, eu quero partilhar umas ideias que tenho contigo, sim?

pode ser que gostes de alguma e decidas mudar o rumo há historia..

beijinho, princesa

Lena_Dias
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 1023
Idade : 18
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por lulumoon em Sex 17 Jul 2009, 17:17

ah, adorei o capitulo como sempre, apesar de ter achado que ficou meio incompleto ali no fim!
bem o comentario da lena deixou-me totalmente curiosa!
Quero saber o que acontece no final do livro!
please alguem que me diga se nao eu morro! pf, nem que seja por MP! eu sou tao curiosa, nao me façam sofrer! :='(:

lulumoon
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 1198
Idade : 23
Localização : Barcelos :)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Monica em Sab 18 Jul 2009, 12:12

quero mais cheers .
a tua finc esta muito boa estou a adorar lela. continua

Monica
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 587
Idade : 25
Localização : Chaves/ ou /mais propriamente com a cabeça no mundo da lua

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Ter 21 Jul 2009, 07:53

Cap. VIII (2ºparte)





Bunny voltou para a sala e caminhou até ao hall interior. O primeiro quarto era pequeno, embora a janela cobrisse meia parede, do chão ao teto. O outro quarto era maior, com banheiro particular. A janela era idêntica à do outro quarto, porém a claridade era parcialmente bloqueada pelos galhos e folhagens de uma árvore alta. Mas Bunny não se importou, uma vez que usaria o quarto apenas para dormir.

— Vamos ver a cozinha — ela disse, passando por Gonçalo de volta para o hall.

— Não gostei, Bunny — falou Gonçalo, seguindo-a. — É muito pequeno e escuro. Não te vais sentir bem aqui.

— Eu gostei da sala e da varanda. Se a cozinha for boa, vou pensar a esse respeito. Mas quero ver outros antes de decidir.

No final da tarde, Bunny não havia feito progresso algum. Gonçalo criticara todos os apartamentos que haviam visitado. Ou por ser pequeno demais, ou por não oferecer segurança, ou por localizar-se numa rua muito movimentada, ou por ser muito velho.

Quando saíram do último edifício para a rua, Bunny virou-se para ele.

— Foi uma perda de tempo. E ofendes-te o zelador.

— Eu??? Não! — Gonçalo defendeu-se — Se ele não gosta de ouvir algumas verdades, deveria cuidar melhor do prédio. Viste que empobrecimento? Uma sujeira! Este foi o pior de todos.

— Eu gostei do primeiro que visitamos, e daquele na Rose Street.

— Pois eu não gostei de nenhum.

— Qualquer um dos dois, eu decoraria a meu gosto, e ficaria bem aconchegante. E o preço do da Rose Street é agradável.

— Demasiado agradável, eu diria. Deve haver alguma coisa errada nele.

— Sabes de uma coisa, Gonçalo, acho que não foi uma boa ideia teres vindo comigo. Nunca tiveste de procurar apartamento. Sempre moras-te numa casa, o que é muito diferente.

— Morei num apartamento quando estava na faculdade.

— E então? Esqueceste como era?

— Não. Era apertado, escuro e barulhento, como os que vimos hoje. Não gostarias de morar num lugar assim, Bunny.

Ela não fez nenhum comentário. Na próxima vez, iria sozinha. Na verdade, pretendia voltar a Rose Street na manhã seguinte e olhar e rever o apartamento com calma. Era ela quem tinha que gostar, não Gonçalo.

— Pelo menos, a tua casa é o oposto: grande, clara e silenciosa. — Ela fez uma breve pausa, antes de acrescentar: — Não te sentes solitário, às vezes?

— Tu sentes-te?

— Senti-me quando mudei-me para Nova York. E uma vez ou outra, depois de já lá estar morando há algum tempo. Mas aqui não. Estou perto da Joana, podemos nos ver a qualquer momento. Falo com ela todos os dias. Tenho visto pessoas conhecidas, amigos. É diferente, convives com pessoas que te conhecem desde que eras criança. Sei que vou sentir saudades de meus amigos de Nova York, mas acho que a melhor coisa para mim será vir morar em Quioto.

Gonçalo entrou no estacionamento ao lado de um restaurante italiano.

— Gostas de comida italiana?

— Adoro.

Minutos depois estavam sentados num recanto. Gonçalo pediu vinho tinto e esperou que ela escolhesse o prato antes de fazer o pedido.

Ela sorriu e ergueu o copo.

— De qualquer forma, obrigada por hoje.

— Não acho que nenhum dos apartamentos que vimos seja ideal para ti.

— Mas sou eu quem tem que escolher. Preferes morar naquela casa imensa. O que tu fazes? Dormes num quarto diferente a cada noite? Acho que deverias ter uma família para preencher aquela casa.

Gonçalo balançou a cabeça.

— Isso nunca vai acontecer.

— Nunca tiveste vontade de ter filhos?

— Não.

— Serias um excelente pai.

Gonçalo examinou o seu copo de vinho por um instante.

— O risco é muito grande.

— Que risco?

— O risco de o casamento fracassar, de a mãe se ir embora e deixar os filhos.

— Mas neste caso a vida é um risco, Gonçalo. A tua esposa pode morrer, podes ser atropelado. Não existe garantia de nada. Por que pensas sempre no pior? E se ela não for embora? E se o casamento não fracassar, se durar cinquenta anos?

— Só se eu encontrar alguém como eras antigamente. Alguém que me veja como um deus.

— Se encontrares essa pessoa, não a ignores. Não mates o sentimento que ela tiver por ti. Isso magoa muito.

— Eu não quis magoar-te.

— Quiseste fazer qualquer coisa para me desencorajar.


O garçom aproximou-se com os pratos naquele momento, e Bunny aproveitou a oportunidade para mudar de assunto.

— Adoro comida italiana! — Exclamou. — Este pão de alho é delicioso.

Conversaram sobre assuntos variados, e Bunny tomou cuidado para manter a conversa impessoal.

Depois do jantar, ele voltou ao prédio do escritório para que Bunny pegasse o carro e seguiu-a até Tókio.

Bunny parou na entrada de casa e saiu do carro, indecisa sobre o que fazer. Não sabia se devia esperar para desejar boa noite a Gonçalo. E se ele quisesse prolongar a noite?

Como que movida pelo instinto, ela atravessou o relvado na direcção da casa dele. Não queria que a noite terminasse ainda.

— Queres entrar para conversar um pouco? — Ele convidou.

— Eu gostaria.

babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Ter 21 Jul 2009, 07:54

Ela seguiu-o pela parte lateral da casa até o jardim dos fundos. Gonçalo abriu a porta da cozinha e afastou-se para deixa-la entrar. Serviu dois cálices de licor e conduziu-a ao longo do corredor até a sala. Bunny notou que a casa, embora bem arrumada, parecia fria. Faltava um toque feminino, o aconchego que havia que sobra na casa da tia. Não havia uma única fotografia em nenhum lugar da casa.

Por um momento, Bunny sentiu pena dele. O homem independente e seguro de si, de personalidade forte e convicções firmes a respeito do futuro, agora parecia-lhe solitário e abandonado. Como ela gostaria de abraçá-lo, de cuidar dele, dar-lhe tudo que ele precisava! Mas não se atreveria a confessar isso a Gonçalo. Se ele sentisse falta ou necessidade de alguma coisa, que fosse atrás.

— O que pretendes fazer sobre o apartamento? — Gonçalo perguntou, quando já estavam sentados no sofá.

— Continuar à procura, acho.

— No sábado?

— Como?

— Posso ir contigo, no sábado.

— Obrigada, mas acho melhor ir sozinha. — Ela sorriu. — Intimidas-te os administradores.

— Talvez. Mas porque não ficas aqui até a tua tia voltar?

— Por quê?

— Porque sim.

— É essa a maneira de um advogado expor uma causa?

Gonçalo esticou um braço e segurou a mão de Bunny, puxando-a para mais perto. Ela não ofereceu resistência. Deixou-se abraçar e aninhou a cabeça no peito forte. Ele tirara o casaco e a gravata e abrira os primeiros botões da camisa, fazendo-a sentir-se embriagar pelo perfume másculo e pela sensação de calor que o corpo dele transmitia.

— Eu quero te, Bunn — ele murmurou, antes de tomar os lábios dela num beijo suave.

Ela retribuiu com toda a paixão que, durante tanto tempo, não tivera oportunidade de vivenciar. Se aquilo tivesse acontecido a onze anos antes, ela teria enlouquecido de felicidade. Agora, entretanto, estava mais madura e sábia. Pelo menos esperava que sim.

Mesmo assim, sentia-se no paraíso. As emoções que a dominavam ameaçavam fazê-la perder o controlo. As mãos dele moviam-se ao longo dos seus braços, os dedos enterravam-se nos seus cabelos. Quando ele lhe segurou um seio, Bunny prendeu a respiração. Uma onda de calor explodiu no seu íntimo, e ela inclinou-se para frente, incentivando-a a prolongar a carícia.

De repente, a voz da razão falou mais alto, e ela afastou-se. Não podia permitir que aquilo continuasse. Amara aquele homem loucamente anos atrás e ele a desprezara. Seria total falta de juízo iludir-se agora. Gonçalo só queria se divertir, passar o tempo. E não seria com ela.

— Eu... preciso de ir — balbuciou, tentando dominar a sensação de vazio.

— Não, Bunny... Fica comigo.

— Não posso.

Ela levantou-se e correu pela casa afora, ignorando os chamados dele. Somente depois que a porta da cozinha estava bem trancada, ela voltou a respirar normalmente. Acontecera.

Apesar de todos os seus esforços, ela se apaixonara novamente por Gonçalo Chiba.

— Nããão...— choramingou, desolada.

Imaginara estar imune ao feitiço de Gonçalo, mas desejava-o como se fosse dependente da química. Amava-o como ele era, assim como a bisavó amara Safira. Gonçalo a irritava às vezes, contrariava-a, mas ela queira-o assim mesmo. Oh, se ao menos ele gostasse um pouquinho dela! Mas sabia que este era um sonho impossível.

Transtornada demais para raciocinar, pegou o diário como um náufrago se agarraria a uma bóia. Ela começou a fazer uma lista dos ingredientes para Joana. Releu rapidamente a lista e colocou-a entre as primeiras páginas do diário. Queria ler mais do que Selena escrevera, queria saber o que a bisavó fizera a seguir. A tentação de ler a última parte para saber se ela se casara com Safira era grande, mas algo a impedia de fazer isso, a vontade de acompanhar o desenvolvimento do namoro. Logo ela saberia. E esperava que Selena tivesse encontrado a felicidade com a qual sonhara, com Safira.

“Hoje foi o último dia de primavera. Limpamos a sala. Primeiro, tiramos as cortinas para lavar. Elas ficam pesadíssimas quando estão molhadas, e eu preciso segurar uma ponta e a mamã outra, para torcer. Mesmo assim, é difícil. Os meninos levaram o tapete para o quintal e passaram a tarde varrendo e batendo. Eu tirei o pó da cristaleira, por dentro e por fora. Tirei tudo para limpar, até o cachimbo do papá. Também tirei o pó dos quadros. A mamã contou-me sobre quando ela e papa compraram os quadros. Quase tudo na nossa casa, foram eles que escolheram juntos. É agradável comprar as coisas, juntos, ela disse-me. Escolher coisas que são especiais para ambos, o lugar onde vão ficar, depois lembrar a época feliz que elas representam. Um lar deve ser tranquilo e agradável, um refúgio para quem volta para casa no fim do dia. Principalmente para o homem, que passa o dia inteiro trabalhando, lutando para sustentar a família. Ele precisa chegar em casa e encontrar sossego… Será que Safira e eu vamos construir um lar, juntos? Teremos móveis e objectos que terão um significado especial para nós dois? Espero que sim. E espero saber tornar o nosso lar o melhor lugar do mundo para ele.”

Bunny fechou o diário e fitou o espaço, pensativa. Ela poderia transformar a casa dele num lar de verdade. Torná-la aconchegante, enchê-la de amor e carinho. Mostrar-lhe que a sua vida podia ser diferente da do pai.

Se tivesse a chance...

Mas não a teria.

Bunny deitou a cabeça no travesseiro. Mas a lembrança do beijo que ela e Gonçalo deram a assombrava. De repente, ela se arrependeu de ter fugido... de não ter ficado para ver o que aconteceria depois.


Última edição por babyv004 em Ter 21 Jul 2009, 08:57, editado 1 vez(es)

babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por deba em Ter 21 Jul 2009, 08:16

Esta tao gira!
Eu acho que a Bunny nao devia ter fugido e aceitado o pedido de Gonçalo para morar com ele!
Mas mesmo assim a historia esta fantastica evou ficar a Espera do porximo capitulo.
Quando é que ele vem?
Estou aciosa para saber se Selene vai ficar com Safira assim com mom Bunny e Gonçalo ou se cada um vai levar a vida normalmente?
Bem seija quando for que voltares a postas eu estarei a espera para eler e para saber o que vao acontecer!
Bjs

deba
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!

Feminino
Mensagens : 133
Idade : 20
Localização : Coimbra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por kelinha em Ter 21 Jul 2009, 09:04

Acho que a Bunny não devia ter fugido, mas por outro lado ia ter sempre a sensação de que o Gonçalo naquele momento podia apenas querer aproveitar-se dela, o que ela não sabe é que ele também se está a apaixonar por ela...

O amor é lindo, mas por vezes confuso...

Espero por mais, pois esta foi a primeira fic que eu comecei a ler aqui no fórum, e estou ansiosa para saber o que vai acontecer...Matreiro

Beijinhos

kelinha
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 349
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Monica em Qua 22 Jul 2009, 09:35

lindo lindo lindo quero mais. a tua finc esta muito boa

ai aquela Bunny teve de se cortar logo naquele momento depois arrependeu-se lool

Monica
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 587
Idade : 25
Localização : Chaves/ ou /mais propriamente com a cabeça no mundo da lua

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por lulumoon em Qua 22 Jul 2009, 14:02

Adoro esta fic! ja disse isto umas 1000 vezes, mas nunca deixa de ser verdade, pelo contrario, cada vez gosto mais!
Sinceramnete nao sei se a bunny fez bem em ter fugido!
Por um lado ele podia estar só a querer estar com + uma, mas por outro, ela podia estar a satisfazer um pedido do seu intimo e talvez a fazer com que o Gonçalo entendesse que no fundo já nao podia viver sem ela!
Bem, fico á espera da continuaçao, e continuo curiosa quanto ao final de que a lena falou! Matreiro
bjkx

lulumoon
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 1198
Idade : 23
Localização : Barcelos :)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Dania em Qui 23 Jul 2009, 12:28

Fugir nunca é soluçao...
li esta fic agora e amei... eles estao apaixonados um pelo outro mas ninguem da o primeiro passo como deve de ser...
o amor é assim... complicamos sempre o que é facil...
o primeiro amor nunca se esquece, e esta historia prova isso mesmo... depois de tanto tempo, quando reencontra o Gonçalo ela precebe que o continua a amar...
esta muito gira... espero a continuaçao... aguardo tambem um final feliz!! Laughing

se a receita funcionar vou exprimentar!!Matreiro :^^':

beijinhos

Dania
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 28
Idade : 23
Localização : Porto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por kelinha em Seg 27 Jul 2009, 09:43

Dania escreveu:Fugir nunca é soluçao...
li esta fic agora e amei... eles estao apaixonados um pelo outro mas ninguem da o primeiro passo como deve de ser...
o amor é assim... complicamos sempre o que é facil...
o primeiro amor nunca se esquece, e esta historia prova isso mesmo... depois de tanto tempo, quando reencontra o Gonçalo ela precebe que o continua a amar...
esta muito gira... espero a continuaçao... aguardo tambem um final feliz!! Laughing

se a receita funcionar vou exprimentar!!Matreiro :^^':

beijinhos

Acho que sei a quem te estás a referir com essa de que o primeiro amor nunca se esquece...

O Gonçalo vai perceber que aquela ideia dele em relação ao casamento está errada, as acho que só se vai aperceber disso quando admitir que gosta mesmo da Bunny, e não a tentar ignorar aquilo que sente...

kelinha
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 349
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Gaby-Br=^.^= em Qua 29 Jul 2009, 12:38

Surprised MESMO JÁTENDO LIDO O LIVRO E DORO LER A FIC What a Face
E eu também acho qe ela deva ter ficado para ver o que aconteceria... Very Happy

Gaby-Br=^.^=
Classic: Pelo Poder de Marte!
Classic: Pelo Poder de Marte!

Feminino
Mensagens : 165
Idade : 21
Localização : Em Casa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Sab 01 Ago 2009, 07:48

Pessoal tive um problema com o meu computador, ou melhor com o carregador do meu computador. Deixou de funcionar e agora nao tenho forma de carregar o computador. E ainda por cima os da e-escola acho k entam neste mes de ferias. O meu computador fixo tb foi pro arranjo e nao sei quando volta. Por isso têm de esperar ate trazer de volta o fixo arranjado e ate eu arranjar eu carregar de novo o meu portatil pa passar tudo o k precisava (desde a metade do 9 capitulo k ja tinha passado). Lamento, eu devo ter algum problema com a tecnologia e com os carregadores vidto k ja nao é a primeira vez k isto me acontece (o ano passsado tb me aconteceu isso no mesmo mes e tudo). lol
lulumoon, tb gostas de ver o Ruby Gloom? Eu adoro. Costumo ver de manha.

babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por lulumoon em Seg 03 Ago 2009, 06:28

Ai baby so tu e eu! Tambem tenho um azar com a tecnologia! Mal disposto'
Espero que consigas passar os capitulos rapidamente, estou ansiosa por ler a continuaçao!
[quote="babyv004"
lulumoon, tb gostas de ver o Ruby Gloom? Eu adoro. Costumo ver de manha.[/quote]
Eu amo a Ruby Gloom, ela é tao lindah! Esperancoso
Faz-me lembrar a Alice de crepusculo! Matreiro
Acho que vai ser de ruby que me vou vestir no proximo carnaval ou halloween! Ou entao de Miseria! Matreiro
bjokas

lulumoon
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 1198
Idade : 23
Localização : Barcelos :)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por melissaraquel em Sex 07 Ago 2009, 16:15

É a primeira fic que leio neste forum (sou novata) adorei continua Wink

melissaraquel
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 2
Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Ter 29 Set 2009, 09:41

Ja passei mais um capitulo. Falta so a Lena corriguir (mandei-lho ontem). Axim k ela corriguir eu meto aki. Bjx

babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por deba em Qua 30 Set 2009, 13:31

Que fixe!
Fico a espera do proximo cap!

deba
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!

Feminino
Mensagens : 133
Idade : 20
Localização : Coimbra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Sex 02 Out 2009, 08:37

Nunca mais falei com a Lena no messenguer nem no forum. Ja lhe mandei um mail com este cap. pa ela corrigir mas ela nao responeu. Portanto vou por a 1º parte do cap sem tar corrigido. Kando ela voltar ela corrigiu e eu volto-o a meter aki ja corrigido. lol
Kalker erro havisem!

CAPÍTULO IX (1º parte)

“Uma resposta amável tem o dom de suavizar a raiva. Apanham-se mais moscas com mel do que com vinagre. — Diário de Selena, Verão de 1923”


“A sala ficou impecável. Foi uma sensação agradável, quando entrei lá, ontem à noite, para receber Safira. A mamã e o papa ficaram um pouco connosco, e depois deixaram-nos sentar na varanda sozinhos. Safira contou-me como foi o dia dele e eu contei-lhe tudo o que eu fiz ontem. Foi tão agradável! Era como se só existíssemos nós os dois no mundo. E então ele estragou tudo. Disse que tinha ouvido dizer alguma coisa não muito boa a meu respeito. Primeiro, fiquei com raiva, e ele ficou mais ainda. Deu-me um sermão, como se eu fosse uma criança! Quando ele disse que eu estava a ser infantil, não aguentei e começamos a discutir. A Mamã ouviu e saiu para a varanda para ver o que estava a acontecer. Olhou para mim zangada e disse boa-noite a Safira. Depois dele ter ido embora, ela mandou-me sentar e perguntou o que tinha acontecido. Eu expliquei e ela ouviu atentamente. Segurou as minhas mãos e disse: Selena, a vida é cheia de problemas e dificuldades. Mas uma palavra amável tem o dom de suavizar a raiva. Nunca te esqueças disso. Eu disse que me tinha tentado defender, que as acusações dele eram falsas, e a mamã disse que sabia disso. Mas que eu tinha de me lembrar que apanham-se mais moscas com mel do que com vinagre. Seja doce e carinhosa, ela disse, da maneira que és. Desta forma, sempre conseguirás amansá-lo. Fiquei irritada, porque esperava que a mamã ficasse do meu lado. Mas depois eu acalmei-me e percebi que ela tinha razão. Eu devia ter tido outra reacção com Safira. Hoje vou fazer uns biscoitos e levar para ele. Ainda não falei com a mamã sobre isso, mas tenho certeza que ela vai aprovar. E se for preciso, pedirei desculpas. Mas só pela minha reacção, por mais nada. Se ele não aceitar, não é o homem certo para mim.”

Bunny anotou mais um ou dois itens na sua lista e fechou os olhos, atrás dos óculos escuros. A sensação do sol aquecendo a pele era agradável e relaxante. Ela adoraria poder dormir um pouco, mas precisava ficar atenta ao relógio. Não queria que Gonçalo voltasse do trabalho e a visse tomando sol no jardim. A descoberta da noite anterior de que ainda o amava a deixara preocupada.

Ele não podia desconfiar, de maneira nenhum.

A tarde estava perfeita. Ela encontrava-se naquele etapa intermediária entre o sono e a consciência. O único som que quebrava o silêncio era o zumbido das abelhas que rodeavam um arbusto entre os dois jardins. Até mesmo os pássaros estavam quietos, provavelmente dormindo.

Bunny pensou em Selena e Safira. O que teria acontecido? Queria saber se Selena aplicara a filosofia da mãe de ser doce e carinhosa. Não sabia se ela própria conseguiria ser doce e carinhosa com um homem que a irritasse. Era normal as pessoas perderem a paciência e se irritarem umas com as outras. Isso não significava o fim de um relacionamento.


Novamente, ela desejou ter conhecido a bisavó. Na verdade, desejava tê-la conhecido quando jovem, que tivessem sido amigas, trocado experiências, discutido os resultados da receita, se de fato funcionava ou se aqueles "ingredientes" eram apenas fruto da imaginação de uma adolescente do início do século.

A sua confidente, na adolescência, fora Joana, as duas sempre haviam sido muito amigas, além de primas... Ela precisava terminar a lista... Queria que Joana experimentasse... Logo ela leria mais... Logo...

Bunny adormeceu.

— A Bela Adormecida dormiu debaixo do sol.

Ela acordou com um sobressalto. Ao abrir os olhos, deparou-se com Gonçalo debruçado sobre ela.

— Vais apanhar um escaldão.

bunny endireitou-se na espreguiçadeira.

— O sol não faz mal a esta hora — falou, a boca subitamente seca, o coração disparado. A lembrança do beijo assaltou-a imediatamente.

— Mesmo assim, é melhor tomar cuidado. O que estás a ler?

— O diário de minha bisavó — disse ela, segurando firmemente o livro.

— É interessante?

— Sim. Que horas são?

— Cinco e meia. Voltei mais cedo, hoje. Quer jantar comigo? Podemos assar hambúrgueres na grelha.

Bunny lembrou-se dos conselhos de Selena. Mas naquele momento não possuía a força necessária para fazer-se de difícil. Havia ocasiões em que não se podia deixar passar uma oportunidade.

— Eu gostaria muito. Posso levar uma salada.

— Aparece quando estiveres pronta. Vou trocar de roupa.[/size]

Quinze minutos depois, Bunny atravessava o gramado, levando uma travessa coberta por papel – alumínio.


— Entre — falou Gonçalo, quando ela bateu à porta da cozinha. — Vou acender o fogo na churrasqueira — acrescentou, terminando de formar os hambúrgueres sobre a tábua de carne.

Bunny assentiu em silêncio, desviando o olhar para as pernas longas e musculosas sob as calças que ele usava. A camisa branca simples delineava os ombros largos e o peito másculo.

— Posso ajudar em alguma coisa? — ofereceu-se, colocando a travessa sobre a mesa.

— Está tudo pronto. Não é uma refeição muito elaborada. Ela encostou-se no lavatório e cruzou os braços.
[/size]


Última edição por babyv004 em Sex 02 Out 2009, 08:41, editado 1 vez(es)

babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Sex 02 Out 2009, 08:38

— Como foi o teu dia, hoje, no tribunal?

— Bem. Amanhã faremos a apresentação final para o júri.

— E você está optimista?

— Sim, mas foi um caso difícil. E, para piorar, o meu cliente não me contou toda a verdade, e isso me confundiu.

— Como descobris-te que ele não havia contado a verdade?


Gonçalo fez um breve relato do caso, tomando cuidado para não violar a ética profissional. Bunny ouvia atentamente. O trabalho dele a fascinava. Gonçalo a fascinava.

O sol ainda não havia se escondido quando eles saíram para o quintal. Bunny fez mais perguntas sobre os casos que Gonçalo defendera, enquanto ele assava os hambúrgueres, e ele respondeu todas elas.



— Esqueci-me de trazer molho para a salada — observou Bunny.



— Tens algum?

— Não, mas vou buscar na casa de sua tia. Fica na porta da geladeira?

— Sim, mas...

— Deixe, eu vou.

Bunny espalhou mostarda, picles de pepino e rodelas de cebola sobre seu hambúrguer, colocou-o no prato e sentou-se, enquanto esperava por ele. Não podia deixar de pensar no que aconteceria, naquela noite. Ele a beijaria novamente? A sensação de expectativa era quase insuportável. Ela se sentia flutuar.



Perdida em pensamentos, Bunny só se deu conta, alguns minutos depois, de que Gonçalo estava demorado. Olhou na direcção da casa vizinha. Tinha certeza de que o molho estava na porta da geladeira, usara-o naquele dia, mesmo. O que estava a acontecer?

Inquieta, Bunny levantou-se e caminhou até a porta da cozinha da casa da sua tia.

— Não encontrou o...

Ela parou bruscamente na porta, o sangue gelando dentro das veias. Gonçalo estava de pé, perto da mesa, com o diário aberto numa mão e a lista que ela fizera na outra. O rosto dele parecia esculpido em pedra.


— O que é isto? — perguntou, em tom de voz glacial. Os olhos azuis pareciam querer fuzilá-la.

"Oh, não!" Os joelhos dela fraquejaram. Por que não levara o diário para o quarto?

Ela respirar fundo antes de conseguir falar:

— O... diário de minha bisavó.

— E isto? – Ele levantou a folha de papel onde Bunny anotara os itens principais para a prima, segurando uma extremidade com a ponta dos dedos, como se pudesse, de alguma forma, contaminá-lo.

— Uma lista.

A voz de Bunny não passava de um sopro. O coração parecia querer saltar-lhe pela boca. Não sabia o que fazer. A sua vontade era arrancar o diário das mãos dele e atirá-lo longe. Mas não conseguiu dar um passo. Parecia paralisada.

— Incentive o rapaz a falar sobre o seu trabalho e seus planos para o futuro. Fizeste isto bem. Espero que não te tenha aborrecido muito.

— Eu posso explicar, Gonçalo — Bunny gaguejou. — Essa lista é para a Joana.

— Para a Joana? — Gonçalo repetiu, fulminando-a com os olhos. - Não creio. Acho que é para ti. “O caminho para chegar no coração de um homem, é através do estômago”. “Faça alguma coisa que ele goste, como mousse de maracujá, por exemplo” — acrescentou, em tom sarcástico. — Esta também fizeste bem.


Bunny começou a tremer incontrolavelmente. Gonçalo estava furioso. E o seu frio auto controlo parecia tornar a raiva ainda mais intensa. Ela queria dizer alguma coisa, fazer alguma coisa, mas não sabia o quê. Uma onda de pânico a invadiu. Como explicaria aquilo a Gonçalo?

— “Apanham-se mais moscas com mel?” Quer dizer que é isso o que eu sou? Uma mosca? — Ele bateu com o diário na mesa e avançou na direcção dela, com uma expressão ameaçadora no rosto.

— Não é o que estás a pensar! — ela elevou o tom de voz e deu um passo para trás, amedrontada. — Queres deixar-me explicar, por favor? Tentar entender?

— Acho que é o que estou a pensar, Bunny — Gonçalo falou, parando diante dela. — Usas-te todos os itens dessa maldita lista comigo! “Seja imprevisível... como planejar um sequestro seguido de um piquenique, por exemplo.” “Vista-se de maneira feminina... Fizeste isto muito bem.” Precisas-te de conselhos para isto, Bunny? Pensei que fosse uma coisa natural em ti. Aliás, pensei que tudo fosse natural em ti. Não percebi que fazia parte de um plano para atrair a minha atenção. O que você pretendia? Fisgar-me? Depois de todos esses anos, ainda não entendeu o que eu já lhe disse um milhão de vezes? Que eu não te quero, não te amo, e não quero, porra, casar-me e muito menos ser cobaia de teu plano estúpido para caçar um marido? Volta para Nova York! Talvez esses conselhos idiotas funcionem com os homens de lá! Comigo, não!

O ar parecia vibrar com a fúria dele. Bunny apoiou-se no lavatório e afastou-se quando ele passou por ela como um relâmpago, depois de amassar a lista e jogá-la no chão.

Ironicamente, ela lembrou-se do último conselho que lera no diário. Naquele momento de desespero, não custava tentar...

— Acho que isto significa que o jantar foi cancelado — murmurou, no tom de voz mais doce e carinhoso que conseguiu. Duvidava, porém, que ele tivesse escutado.

As lágrimas ameaçaram saltar-lhe dos olhos, porém ela as reprimiu valentemente. A sensação de vazio que a dominava era indescritível, mas ela deveria ter esperado por isso. Nada mudara. Durante algumas semanas, deixara-se iludir, acreditando que teria uma oportunidade. Gonçalo fora gentil, atencioso, romântico.

Tudo o que acontecera não tivera significado algum para ele.

Com movimentos lentos, ela pegou o diário e subiu para o quarto. Perdera completamente o apetite. Não queria comer nada. Tudo o que queria era dormir para não pensar, para apagar a dor que estava a sentir. Não queria nem mesmo saber o que acontecera com Selena e safira. Que coincidência ela ter lido sobre a briga dos dois justamente antes de acontecer entre ela e Gonçalo! Aliás, desde sua chegada a Tóquio e de quando começara a ler o diário, parecia que a história se repetia.

Bunny deixou-se cair deitada na cama, abraçada ao diário. Não podia queixar-se, se admitisse que desde o início soubera, ou deveria ter sabido, que não podia esperar nada dele. Fora mais feliz do que nunca, naquelas últimas semanas. A falta de emprego e a incerteza quanto ao futuro perderam a importância. Ficara tão envolvida com Gonçalo que todos os seus problemas passaram para um segundo plano.

Desde o início, racionalmente ela soubera que nada mudaria. O seu coração, entretanto, recusara-se a aceitar a verdade. Agora, teria de aceitar.

babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por lulumoon em Sex 02 Out 2009, 08:59

Oh! Nao acredito que ele descobriu o diario!
Que capitulo tao infeliz, bolas! coitadinha da bunny, ela no fundo estava a ser ela propria ao seguir as dicas da avó!
Ele foi tao injusto, nem sequer quis saber do que ela sentia!
Que estupido! ah que raiva! Mal disposto'!
E agora?! ai que estou mesmo curiosa!
nao demores muito a postar por favor! ^^
bjokas

lulumoon
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 1198
Idade : 23
Localização : Barcelos :)

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Lena_Dias em Sex 02 Out 2009, 13:17

heyyy

eu nao te vi no msn, por isso nao te mandei -- '
ja tnh 0o cap. corrigido a q seculos...bahhh

olha.eu n gst desta parte da historia...eh tao chunga ... muda Chorar

bem..vemo'nos no msn..bjs

Lena_Dias
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!
S: Pelo Poder do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 1023
Idade : 18
Localização : Lisboa

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por kelinha em Sex 02 Out 2009, 14:42

O Gonçalo tinha mesmo que ler o diário!? Não devia ter lido, agora chateou-s com a Bunny e não devia, acho que ele devia ter sido um pouco mais compreensivo e tê-la deixado explicar tudo...

Espero que postes mais rapidamente, pois custa ver o Gonçalo chateado com a Bunny...

Beijinhos

kelinha
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 349
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Monica em Sex 02 Out 2009, 16:10

pobre da serena, o darien teve de ler o diário da sua bisavó

continua que esta muito gira

Monica
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 587
Idade : 25
Localização : Chaves/ ou /mais propriamente com a cabeça no mundo da lua

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por deba em Sab 03 Out 2009, 09:55

Coitada da serena!
Se o Darien tivese lido o diario todo talvez percebece que ela gostava mesmo dele!
Mas bemtenho acereteza que se vao entender!

Bjs da deba

deba
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!

Feminino
Mensagens : 133
Idade : 20
Localização : Coimbra

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por picky em Seg 05 Out 2009, 05:40

Olá....

Eu não acredito que puseste o Gonçalo a ler o diário!!!!!!!!
Coitadinha da Bunny.....tive pena dela....era só dar um tiro ao Gonçalo....ele foi muito estupido em nao ouvir o que ela tinha para dizer.....

Apesar deste capitulo ter sido um pouco triste......adorei-o...

Fico à espera do próximo capitulo.....

Bjs


picky
Classic: Pelo Poder de Vénus!
Classic: Pelo Poder de Vénus!

Feminino
Mensagens : 263
Idade : 24
Localização : vila nova de famalicao

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por anita em Seg 12 Out 2009, 02:43

ola...
tou a adorar a tua fic....
ta muito original...
coitada da bunny...o gonçalo nao lhe devia ter dito aquilo...
ela gosta mesmo dele...
e ele ta a ser muito frio com ela....
tou curiosa para saber a continuaçao...
quando postas??

anita
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 31
Idade : 29
Localização : Porto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por melissaraquel em Sex 23 Out 2009, 17:15

Gonçalo insensivel e baka
Bunny coitada Chorar

melissaraquel
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 2
Idade : 20

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Seg 16 Nov 2009, 08:32

Depois de tanto tempo consegui finalmente este fim de semana terminar de paxar o cap.

Capitulo IX (2 parte)


Gonçalo atravessou o jardim com passadas largas e firmes. Ao ver a mesa arrumada ao lado da churrasqueira, precisou se conter para não atirar tudo ao chão. Empurrou a porta de vaivém com toda a força e irrompeu cozinha adentro.

— M****! — gritou.

Ele imaginara que as coisas seriam diferentes. Era um advogado inteligente, esperto e experiente. No entanto, caíra na armadilha como se fosse um menino ingénuo. Ela fora bem mais sofisticada, dessa vez. Arquitectara uma trama elaborada. Claro que os anos de experiência haviam ajudado a aperfeiçoar a sua técnica. Se não tivesse encontrado aquele maldito diário, nunca teria suspeitado!

Com os punhos cerrados, Gonçalo andou de um lado para outro, na cozinha, inconformado. Mostrara-se tão interessada quando ele falara sobre o trabalho! Ele sentira prazer em compartilhar com ela seus casos, sentira orgulho da admiração dela.

E fora tudo fingimento! Ela o fizera desejá-la, usando aqueles vestidos curtos e decotados, exibindo uma feminilidade que fora estudada, planejada para conquistar o interesse dele, e tudo não passara de um desafio para ela. Um jogo.

Transtornado, Gonçalo pegou numa garrafa de uísque, serviu-se de uma dose e foi para o escritório, numa ala da casa que ficava oposta à dos vizinhos. Não olharia nenhuma vez sequer naquela direcção. Não naquela noite.

Sentando-se à escrivaninha, ele bebericou o uísque, remoendo a mágoa... e a lembrança das horas agradáveis que passara com Bunny nas últimas semanas.

Na sexta-feira, Bunny acordou sentindo-se péssima. Passara uma noite horrível, assombrada por sonhos confusos, nos quais corria atrás de Gonçalo e ele desaparecia.

Tomou um banho, vestiu uma saia e um top sem mangas e desceu para preparar o café. Não se conformava com o que acontecera. Se tivesse levado o diário para cima, Gonçalo nunca o teria encontrado. E a noite anterior poderia ter sido muito diferente. E o futuro, também?

Ela gemeu algo, tentando afastar o pensamento. Depois de tomar o café da manhã, imprimiu várias cópias de seu currículo, colocou-as nos envelopes que comprara para essa finalidade e foi para o correio. Esperava que, na semana seguinte, alguém entrasse em contacto com ela. Enquanto isso, continuaria procurando apartamento. Quanto mais cedo saísse de perto dele, melhor.
A tarde, depois de voltar ao apartamento que a interessara em Rose Street, ficou desapontada ao descobrir que já havia sido alugado. Fora o que ela gostara mais. Por que dera ouvidos à opinião dele? Agora, perdera a oportunidade.

No final do dia, depois de uma busca inútil, ela estacionou o carro diante do edifício onde Joana morava.

— Olá! — A prima cumprimentou jovialmente, ao abrir a porta. — O que aconteceu?

— Nada. — bunny jogou a bolsa sobre uma cadeira.

— Como, nada? Estás com uma cara horrível.

Para sua própria surpresa, Bunny começou a chorar.

— Bunn... — Joana aproximou-se e abraçou-a. — O que foi? Gonçalo?

Bunny assentiu com um gesto de cabeça.

— Senta-te... Vamos conversar.

Antes de fazer o que a prima dizia, Bunny abriu a bolsa e pegou a folha de papel amassada.

— Lembras-te que eu te disse que faria uma lista dos conselhos de bisavó Selene, para tentares com o Mário?

Joana assentiu e pegou o papel.

— Gonçalo achou o diário, com a lista dentro. Agora está pensando que foi tudo uma brincadeira para conquistá-lo. Ficou furioso.

— Mas... — Joana relançou o olhar pela lista amassada.

— Eu o amo, Joana — disse Bunny, sentindo o choro aumentando. – Eu o amei sempre, a vida inteira, nunca deixei de amar. Conheci tantos rapazes, e nenhum nunca me interessou. Nunca vou conseguir tirá-lo da cabeça, Joana! O que eu faço?!

— É claro que vais conseguir tirá-lo da cabeça, Bunn. Porquê chorar por um homem que não te ama, que não ama ninguém? Gonçalo nunca vai se casar, tu sabes disso.

— Eu sei. — Bunny enxugou os olhos.

— Erga a cabeça, bunn, olhe para os lados... Seiya não para de perguntar por ti. Gonçalo não é o único homem a face da terra. Vais superar isso, vais ver.

— Eu espero, Joana. De qualquer forma, fica com a lista. Talvez funcione, contigo.


Última edição por babyv004 em Seg 16 Nov 2009, 08:36, editado 2 vez(es)

babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Seg 16 Nov 2009, 08:34



— E bisavó Selene casou-se com Safira, afinal? — Jona perguntou, curiosa.

— Ainda não consegui descobrir. Mas falta pouco, agora. Estou a terminar de ler o diário.

— Depois quero-o ler também. Enquanto isso, por que não dorme aqui, hoje? Podemos pedir uma pizza.

Bunny aceitou o convite de bom grado. A ideia de voltar para casa sozinha e arriscar-se a encontrar Gonçalo não a atraía nem um pouco.

Ela passou o dia inteiro de sábado com a prima e voltou para casa à noite. Não olhou nem uma vez na direcção da casa dele. Trancou o carro e apressou-se a entrar em casa. Queria terminar de ler o diário.

Quando o telefone tocou, o coração dela deu um pulo.

— Alô?

— Olá, Bunn, é o Seiya. Telefonei para saber se estás livre amanhã.

O primeiro impulso de Bunny foi responder que não. Depois, pensando melhor, decidiu que ganharia mais saindo com ele do que ficando em casa remoendo a sua dor.

— Estou sim, Seiya.

— Óptimo! O que achas de jogarmos uma partida de ténis, à tarde e depois jantarmos no clube?

A lembrança do jantar com Gonçalo, semanas atrás, assaltou-a imediatamente. Mais uma vez, ela combateu o impulso de recusar. Talvez fosse uma maneira de sobrepor as velhas lembranças com outras, mais recentes.

Assim que desligou o telefone, no entanto, arrependeu-se. O seu coração estava tão inundado de amor por Gonçalo! Como podia sair com outro rapaz, aproveitar a companhia dele? Mas não teve coragem de ligar de volta e cancelar. Sairia com Seiya no dia seguinte, mas nunca mais sairia com ninguém, pelo resto de sua vida.

O encontro com Seiya foi mais agradável do que Bunny imaginara. A partida de ténis foi divertida, e ela encontrou várias pessoas que não via havia a muito tempo. Sem dúvida, fora melhor do que ficar em casa, pensando.

Na segunda-feira, ela recebeu um telefonema de uma empresa que recebera seu currículo. E outro de Seiya, convidando-a para sair na quarta-feira. E um terceiro de Neflite, querendo saber se ela estava livre na sexta.

Bunny marcou a entrevista, e aceitou o convite de Seiya e o de Neflite. Se não podia ter o homem dos seus sonhos, mas, mostraria a Gonçalo que havia outros que se interessavam por ela.

A entrevista foi na terça-feira de manhã e Bunny ficou encantada com as instalações da empresa e as perspectivas de trabalho. O emprego era interessante e oferecia mais potencial do que ela esperava. Ela conversou com várias pessoas, desde aquele que seria seu chefe imediato até o presidente da empresa. Quando eles a convidaram para almoçar, ela teve certeza de que seria contratada.

A confirmação veio através de um telefonema, algumas horas mais tarde. Entusiasmada, ela aceitou prontamente. Como começaria dali a duas semanas, teria tempo para alugar um apartamento e ir a Nova York para providenciar a mudança.

Gostaria de contar as novidades a Gonçalo, mas sabia que não poderia fazer isso. Não o vira mais desde aquela noite sinistra, e faria o possível para evitá-lo até mudar-se.

Bunny esfregou o peito, como se assim pudesse aliviar a dor física que o sofrimento provocava. Não adiantava chorar sobre o leite derramado, como sua bisavó escrevera no diário.

Na terça-feira à noite, ela e Joana comemoraram o novo emprego. Seiya pareceu ficar genuinamente feliz com a notícia e fez questão de brindar com champanhe, no jantar de quarta-feira. Na sexta-feira, ela assinou o contrato de aluguer de um apartamento, e comemorou durante o jantar com Neflite.

A sua passagem para Quioto estava reservada para o dia seguinte. Ela pretendia passar alguns dias lá, resolver todas as pendências e providenciar a mudança.

Já era tarde quando Neflite a levou para casa. Depois do jantar ele sugerira que fossem a algum lugar para dançar, e ela se divertira. Neflite era uma companhia agradável, e Hermione percebeu que ele estava interessado nela quando propôs que se encontrassem de novo. Ela explicou que estaria ocupada nas próximas semanas, mas prometeu que telefonaria assim que estivesse instalada no novo apartamento.

Bunny arrumou suas coisas, antes de ir para a cama. Pretendia deixar o carro estacionado na frente do prédio de Joana e pedir à prima que a levasse ao aeroporto. Assim, não precisaria voltar à casa da tia, quando retornasse. Porém, não resistiu ao impulso de espiar pela janela e dar uma última olhada na direcção da casa de Gonçalo. O seu coração estava despedaçado. Fora tão feliz naquelas semanas que passara ali. Sentiria falta dele, sentiria falta do que poderia ter acontecido se...

Com um suspiro, ela encostou a testa no vidro. Chegara a hora de deixar o passado para trás e viver sua vida. Talvez o destino tivesse algo de bom reservado para ela.

— Adeus, meu amor — murmurou, espalmando a mão na janela, como se com isso pudesse tocar a casa de Gonçalo. Como se com isso pudesse tocá-lo.


babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por anita em Seg 16 Nov 2009, 09:01

ta a ficar muito fixe....
tou a gostar muito....
sera que eles vao ficar juntos???
fico a espera do proximo capitulo...
quando postas??
bjs

anita
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 31
Idade : 29
Localização : Porto

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Obinha em Seg 16 Nov 2009, 09:05

esta historia esta brutal...o gonçalo foi um idiota com a bunny.
ele ainda se vai arrepender de n a ter ouvido...
continua a escrever e n demores tanto para postares o resto, tou ansiosa pa saber se eles ficam juntos no final...

Obinha
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!

Feminino
Mensagens : 59
Idade : 25

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Monica em Dom 22 Nov 2009, 12:38

esta linda linda.
Pobre da Bunny esta super mal eu não cria estar na pele dela.
O Gonçalo podia ser mais compreensivo com ela

Monica
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 587
Idade : 25
Localização : Chaves/ ou /mais propriamente com a cabeça no mundo da lua

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por kelinha em Sab 28 Nov 2009, 08:52

O Gonçalo é mesmo um idiota, tal como a Obinha e a Monica disseram, acho que ele devia ser um pouco mais compreensivo com ela, pois pode apereceber-se disso tarde demais e depois vir a arrepender-se...

Estou a adorar a fic e espero que postes mais rapidamente, pois estou super ansiosa para saber o que vai acontecer...

kelinha
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 349
Idade : 24

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por BTsukyno em Dom 07 Fev 2010, 15:39

adorei...ele tambem podia ter sido mais compreensivo...

bem vamos la ver no que vai dar!!!


espero que nao demores a postar o proximo capitulo


bjinhu

BTsukyno
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!
Classic: Pelo Poder de Mercúrio!

Feminino
Mensagens : 134
Idade : 25
Localização : viana do castelo

http://www.facebook.com/#!/profile.php?id=1253350119

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por aleexa'@ em Ter 09 Mar 2010, 07:51

Amei a fanfic, nem tenho palavras! Está absolutamente genial (:
Infelizmente não a actualizas a muito tempo, posso até dizer que provavelmente nunca mais o farás...
Gostei imenso e queria uma continuação...

aleexa'@
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 12
Idade : 22
Localização : Onde o vento me levar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Ter 09 Mar 2010, 10:25

Tenho andado ocupada. Talves poste pas ferias (se tiver kem me corriga os erros e tal)

babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por aleexa'@ em Qui 11 Mar 2010, 11:52

babyv004 escreveu:Tenho andado ocupada. Talves poste pas ferias (se tiver kem me corriga os erros e tal)

Espero ansiosamente. (:

aleexa'@
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!
Classic: Pelo Poder Sagrado do Prisma Lunar!

Feminino
Mensagens : 12
Idade : 22
Localização : Onde o vento me levar

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por MoonSerenidade em Ter 30 Mar 2010, 09:31

li agora a tua fic e amei

fico á espera do próximo capitulo Wink

MoonSerenidade
R: Pelo Poder Estelar de Marte!
R: Pelo Poder Estelar de Marte!

Feminino
Mensagens : 519
Idade : 23
Localização : em casa

http://maslniky.hi5.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por zirateb em Ter 30 Mar 2010, 10:20

Lindo já tinha saudades de a ler novamente, parabéns! muitos parabéns pela maravilhosa escrita continua assim!

zirateb
SS: Pelo Poder do Cristal de Marte!
SS: Pelo Poder do Cristal de Marte!

Feminino
Mensagens : 3657
Idade : 31
Localização : porto alto (ribatejo)

http://yunime.ativoforum.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Daniela19 em Dom 18 Abr 2010, 17:46

oi estive a ler a tua fic e adorei, quando escreves o proximo capitulo?
espero k rapidament

Daniela19
Classic: Pelo Poder de Marte!
Classic: Pelo Poder de Marte!

Feminino
Mensagens : 177
Idade : 26
Localização : Vila Real

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Seg 19 Abr 2010, 08:38

Vou enviar a 1º parte do cap X (ultimo cap.) daqui pouco a kelinha. Ela dixe-me k nao se importava de ser minha Betta (axo k é axim k se escreve). pa kem nao percebeu ela vai corriguir-me os erros da fic.

Kando ela acaber de corriguir paço p´aki

babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Daniela19 em Seg 19 Abr 2010, 08:42

fixe fico a espera
espero k eles os dois fikem juntos apesar d td axo k o gonçalo gosta dela pk o afectou mt pensar k serviu para um jogo, e cm ele tinha dito anteriorment a bunny, a unica mulher certa pa ele era uma mulher km ela foi a uns anos.
ele so disse akilo no ultimo capitulo pk n tava a espera d ser usado, e saiu lh da boka pra fora
espero k aconteca algo e ele a impeca d ir

Daniela19
Classic: Pelo Poder de Marte!
Classic: Pelo Poder de Marte!

Feminino
Mensagens : 177
Idade : 26
Localização : Vila Real

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por babyv004 em Seg 19 Abr 2010, 09:08

Ate te vais surpreender com o k ele vai fazer. pensado nisso eu por acaso tb varia o mesmo

babyv004
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!
R: Pelo Poder Sagrado do Cristal Lunar!

Feminino
Mensagens : 315
Idade : 23
Localização : proença a nova, Castelo Branco

http://ojamajo-doremiportugal.pt.vu/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Daniela19 em Seg 19 Abr 2010, 10:15

acreditas k durante esta noite andei a pensar numa cena pa eles fazerem as pazes... ate n era mal pensada mas estou ansiosa pa ver a tua, com certeza vai ser melhor k a minha
estou mortinha pa ver esse capitulo

Daniela19
Classic: Pelo Poder de Marte!
Classic: Pelo Poder de Marte!

Feminino
Mensagens : 177
Idade : 26
Localização : Vila Real

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Receita de amor (Bunny/Gonçalo)

Mensagem por Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 01:56


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum